quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Preciso de óculos

Preciso usar óculos.
Tenho afastado cada vez mais a embalagem de pão para poder enxergar a data de validade. É um sinal.
Cheguei a telefonar para uma clínica na antiga cidade em que morávamos, fiquei de ajustar os horários, porém depois veio a possibilidade da mudança e fui adiando.
Já instalada, ainda falta chegar o sofá e eu temo ter é que procurar um ortopedista ao invés do oculista!

Mas, como eu dizia, já instalada, resolvi que vou usar meus óculos e para isso preciso encontrar um oftalmologista aqui aos aredores da nova moradia.
Bastava um google e facilmente se resolveria a busca.

Ah, estou envolvida em conhecer os pedacinhos, as peculiaridades, o comércio, o pão de cada padaria e não seria diferente com o profissional dos olhos.

Já andei muito aqui pelo bairro e reclamei com marido: "nossa, aonde foram parar os oftalmologistas, não encontro um consultório".

Quase me rendendo a uma busca pelo google, eis o que vejo:


Um banner enorme, um outdoor, enfim uma bela publicidade: moço bonito com seus óculos, sorrindo, não tive dúvidas, toquei a campainha e entrei.

Não havia uma secretária no local, coisa comum nos tempos atuais, redução de gastos. Um simpático homem estava ali e antes de dirigir a palavra a mim, despediu-se de uma cliente que saía segurando os óculos em uma das mãos e lhe se despediu com um "até o mês que vem".

Gostei ainda mais, profissional com retorno é sempre bom!

Então fiquei de frente para o homem e lhe perguntei o valor da consulta.

Bem, depende - foi o que ele me respondeu. A senhora precisa exatamente do quê, clínico geral...

Tive um pensamento rápido, assim, faz tanto tempo que não vou a um oculista que as coisas devem ter mesmo mudado, deve haver muitas especializações na área.

O pensamento foi tão rápido a ponto de eu interromper enquanto ele pronunciava o clínico geral.

Então, é assim. Para minha filha, pode ser mesmo mais geral, ela só precisa de um exame de grau. Já para mim, por causa da idade né?, preciso de um exame mais detalhado, fundo de olho, pressão, essas coisas.

Olhou-me profundamente o homem. Não saberia precisar exatamente quantos segundos durou aquilo.

A senhora está procurando exatamente o quê?

Um oftalmologista.

Aqui é uma clínica odontológica.


_______________________________________******___________________________________

Considero-me uma pessoa pacífica, mas juro que naquele momento tudo o que eu queria era uma escada enorme para fazer aquele sujeito subir lá até onde estava estampado a fotografia do moço de óculos e fazê-lo desenhar com canetinha preta um aparelho nos dentes do sujeito.

Saí de lá com o cartão do dentista, que era o próprio homem simpático que me atendeu.

Defronte para a casa de paredes azuladas olhei fixa e demoradamente - estava mesmo escrito clínica odontológica.

Sigo ainda sem meus óculos; relevem qualquer erro de digitação.

7 comentários:

  1. Bom dia de paz, querida amiga Ana Paula!
    Adorei tudo, tanto o senso de humor na esvrita do texto com muita seriedade à proposta quanto ao equívoco que a foto favorece. É dúbio o que ela pode sugerir... Tem um homem ressaltando um óculos num sorriso mostrando todos os dentes...
    Eu custei muito a usar óculos.
    Agora, só pra perto. À distância está ainda perfeita a visão, por sorte.
    A gente se acostuma e nem é só a questão da idade pois meu neto de 13 já o usa há dois...
    Tenha bons médicos aí na nova cidade em suas especializações!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
  2. rssssssssssssssssss... Ainda bem que era dentista...Imagina se fosse outra coisa!! Adorei e com o tempo, presentes ganhamos e entre eles, essa falta de visão! Mas tu contaste muito bem! Agora, na tua lista de achados, já tens o DENTISTA!
    beijos, tuuuuuuuuudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  3. Que bom passar aqui também Ana e dar uma boa risada desta sua incursão,kkkkkkkkkkkk
    Engraçado como o marketing pode nos trair, sensacional esta experiencia para que estejamos atentos.
    Obrigado Ana, hoje tive um daqueles "Bad day" mas tem dias assim né e outros também, rsrs.
    Um abração come este humor todo pelo fim de semana.
    Beijo de paz amiga.

    ResponderExcluir
  4. Ai Ana, gostei demais da sua postagem...
    Sua autenticidade, sua maneira de escrever profundamente seus pensamentos e sentimentos, é algo maravilhoso.
    Quem nunca passou por seus apertos, suas dificuldades diárias da vida...
    Encontre um oftalmo, antes que precise de um ortopedista (risco) e trás uma linda postagem, com seu novo visual!
    Beijos
    Ju

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ana!
    Como não rir lendo seu post? Eu já uso óculos há uns 3 anos. Coloca para ver de perto, tira para poder ver de longe e assim vai.
    Espero que encontre logo um oftalmologista.
    Bjs
    Sônia

    ResponderExcluir
  6. Uma crónica cheia de humor. Foi a falta de óculos que a fez ler mal... Tem que resolver isso.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Ai Ana hihi, foi pelo menos engraçado e rendeu uma boa história.
    Sem sabermos o que era, dá pra se imaginar Dentista ou Oftalmologista vendo aquele bonitão na parede... Ou poderia ser "Dermatologista"
    ai ai.. nem me fale em óculos. As minhas esticadas de mão se encerraram aos 40. E agora não consigo mais esticar os braços. O grau só vai aumentando.

    Mas só quando colocamos Ana é que vemos o quanto estávamos precisando. Vou só te dar uma dica. Se ainda quiser esticar essa consulta, leia sempre perto da janela, em claridade alta.

    Descobri que isso faz muita diferença. Dependendo da letra consigo ver só com a luz do dia! Um lugar um pouco mais escuro tira o foco. Faça o teste.

    Beijo querida e tomara que encontre. Uma boa maneira é pedir indicação.

    Tê e Maria ♥

    ResponderExcluir