segunda-feira, 18 de abril de 2016

Fazemos parte





Deixei o olhar sem pressa apreciar o tronco que se cobria de sombra e a copa que se abria para o sol.
No chão demorei o olhar a procurar miudezas.
Penas das galinhas d'angola junto à terra.
Somos tudo isso.
As pequenezas espalhadas pelo chão, a altivez robusta de uma árvore.



10 comentários:

Moro em um Kinder Ovo disse...

Difícil chegar aqui é escolher o "Mais Mais". Tudo é importante, tudo é significativo. E eu vou ali conferir assumas indicações.

Moro em um Kinder Ovo disse...

Assumas = as suas
Maldito corretor...

✿ chica disse...

Tua leitura das fotos, do que vês e clicas, do que nos mostras é magnífica...

Realmente somos tudo isso!

Adorei! bjs, chica

Bell disse...

Que fotos lindas!!!

bjokas =)

Poesia do Bem disse...

Me lembrou Manoel de Barros quando diz que o olho vê, a lembrança revê e a imaginação transvê, é preciso transver o mundo, as pequenezas, miudezas, delicadezas da vida. Fotos lindas. Tem novidades no blog

Alê Passarim disse...

Boniteza na essência. Lindo, Ana. :o*

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Ana Paula.
Tão bonito ser as "pequenezas" e ainda assim, tão grandes. Lindo jogo de palavras. Bela forma de "ver".
Por isso vale sempre a pena vir visitá-la.
um bjn amg

As Mulheres 4estacoes disse...

Olá Ana Paula,
Que linda árvore filtrando a luz do sol. Somos partes do todo.
Como é bom demorar o olhar nas coisas que nos rodeiam.
Um abraço,
Sônia

Clara Lucia disse...

Olhando a imensidão da natureza com toda sua pequenez, nossa miudeza fica praticamente insignificante. Pra refletir mesmo!
Boa semana, beijos!

Flávia Barros disse...

Quanta delicadeza ... sinto falta dessa sensibilidade no mundo digital.
Fico feliz em ver que a essência permanece nas pequenas e simples fatos da vida.
Abraços