segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Dia Mundial da Fotografia


Dia 19 de agosto comemorou-se o Dia Mundial da Fotografia.
E foi um dia bastante celebrado, seja com exposições, selfies, debates, reflexões.
Vivemos na era da imagem. De certa forma, somos todos fotógrafos, o que é muito bom!
Mas será que basta fotografar?

Você sabe, faz ideia, de quantas fotos são tiradas no mundo por dia?
Em dois dias o número de fotos tiradas ultrapassa a população do planeta Terra.
Em dois dias são 8 bilhões de fotografias.
4 bilhões de fotos diárias.

"Nunca se fotografou tanto. Nunca se viu tão pouco" ( Simonetta Persichetti )

É indiscutível o ganho que tivemos com a fotografia digital. Os mais jovens talvez não façam ideia do quão difícil foram os tempos analógicos na fotografia. Desde os custos com filme, revelação até o mais comum deles que era o pouco aproveitamento das fotos. Quantas tremidas, de olhos fechados, vermelhos ou as que não alcançavam o momento exato.
A câmera digital trouxe facilidades, mas também nos levou a exageros, a um turbilhão de imagens.

Numa outra reflexão que não relacionada ao dada fotografia, o prof. Leandro Karnal diz o seguinte:

"Alfabetizamos para a leitura dos textos e raramente educamos para a leitura de imagens. Vivemos imersos num mundo visual e não nos adaptamos a isto.
O desafio do olhar é intenso e o jovem quase nunca tem habilidade e repertório para julgar esse mundo de fotos e desenhos que flui pela rede. Somos quase todos analfabetos visuais"

O prof. Karnal sugere maior ênfase para as artes plásticas e visitas a museus; tudo para educar o olhar.

Um outro fotógrafo sugeriu no dia da fotografia que as pessoas se reunissem para olhar álbuns de fotografia.

E você, o que acha da fotografia atual? Estamos fotografando demais? Qual o significado que você dá para suas fotos? Estamos gerando memórias ou algo vazio?
O que você sugere para "olharmos" melhor?

E se você ajeitar aí na sua agenda um tempo de 27 minutos, deixo a sugestão do excelente programa JC Debate sobre o assunto.

Sorria, diga xis, click, click!


9 comentários:

✿ chica disse...

Ana, que linda foto a tua e bela lembrança e homenagem ao dia do fotógrafo! Todas adoramos fotografar e fiquei espantada com o número de fotos feitas por dia! Credo! Mas com essa facilidade que temos, só podia ser assim!

Adoro clicar e depois costumo observar cada uma delas, gosto de escrever sobre fotos, sobre o que nos passam... Adorei teu post! bjs, chica

Felisberto N. Junior disse...

Olá,Ana Paula... parabéns à fotografia que completou mais um aniversário, dia 19...concordo com ti, trouxe facilidades, mas também nos levou a exageros, a um turbilhão de imagens , tanto que o professor Paulo Pinto disse que a evolução veio para facilitar e a Simonetta, sobre o mal uso da tecnologia , banal , o que nos faz, por vezes, deixar de curtir o momento para clicar. Na minha concepção, estamos fotografando demais e necessitamos relevar os clicks,aprimorar o olhar significativo e crítico que precisa ser ativado na hora das fotos , desvelando, assim, o que pode valorizar o contexto,para eternizar momentos únicos e o bom uso da fotografia como instrumento portador de memória,principalmente a rememorada. Ah sim,adorei a frase do Henri Cartier Bresson: "Fotografar, é colocar na mesma linha de mira , a cabeça, o olho e o coração. "
Obrigado pelo carinho, belos dias,beijos!

Poesia do Bem disse...

E tu comemoraste bem com a fotografia linda como as que seu olhar e alma refletem. E como eram difíceis as fotografias de antes, mas registravam os momentos especiais, hoje com tanta facilidade se clica tudo, e muitas vezes não se educa o olhar, esquecemos de registrar pequenezas, e detalhes para guardar na memória. tento olhar ao redor o atento olhar de Alice no brincar, no sorrir, pq sabe como é mãe coruja corujar a cria, mas é preciso olhar além mais. tem muitas novidades no blog de aulas, fotos, poesia

Érika Oliveira disse...

Realmente nunca se fotografou tanto e nunca se viu tão pouco... tem gente que nem curte o momento, a paisagem e vai logo tirar fotos... tudo tem um limite. Tem colegas meus que tiram foto na hora da aula. Fotografia é arte, tentar se exibir demais é perda de tempo.

As Mulheres 4estacoes disse...

Olá Ana Paula!
Nunca se viu tão pouco...que grande verdade. Uma pessoa amiga me mandou algumas fotos que fez num momento familiar, mas apenas alguns dias depois ao olhar com calma para a imagem observei seus olhos tristes e ao comentar com ela a respeito, ela me confidenciou que nesse dia realmente não estava bem.
Isso prova que muitas vezes olhamos o conjunto e não prestamos devida atenção aos detalhes.
Um abraço,
Sônia

Bia Hain disse...

Olá, Ana, como vai? Mais um texto adorável...
Como sabe, sou uma apaixonada por fotografia. Ainda hoje vendo fotos num blog da Rosélia pensei que em breve também não veremos mais "orelhões", rsrsrsr!
É indiscutível a facilidade da fotografia digital, talvez a distância entre um fotógrafo e um clicador seja a percepção do olhar apurado e como bem lembrou, alimentado por exposições e apreciação da arte.
A natureza, sempre tão bem explorada pela Chica, me ajudou bastante a sensibilizar para a beleza capturada num instante.
Creio que é necessário sim um movimento contra a banalização da fotografia, que muitas vezes expõe indivíduos ou acrescenta lixo visual ao nosso dia a dia, rsrrsrs.
Sobre álbuns de fotos, no aniversário do meu amor presenteei-o com um álbum de uma viagem que fez, pois sei que nós não temos o hábito de revelar, e como faz diferença manusear as imagens! É quase mágico! Aproveitei e também fiz meu álbum de 40 anos para guardar para a posteridade, rsrsrs! (Detalhe, um ano depois dos festejos, pois já fiz 41, rsrsrs)
Abraços!

Cristiane Marino - Mulheres em Círculo disse...

É verdade, Ana Paula, nunca se fotografou tanto...
Mesmo com a facilidade do celular, eu ainda seleciono as fotos, apago as que não ficaram boas, faço cortes e salvo as que gostei para revelar e colocar nos álbuns.
Para mim, só foto no papel...
Adoro colocar as fotos num painel que tenho no hall dos quartos, vou atualizando conforme o tempo passa...
Ter um monte de fotos e não apreciar...de que serve?
Bjs

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, pessoalmente gosto de fotografia, desde de miúdo que faço fotografia amadora, gostei de conhecer esta sua bela pagina, caso queira conhecer a minha e opinar sobre a mesma, vou sentir-me honrando.
Bom fim de semana,
AG

Toninho disse...

Oi Ana, eu digo sempre que fotografar é criar poesia visual.
Fantástico o numero de fotografias diários e acho que deve aumentar muito com o crescente aumento de celulares nas mãos de toda a população.
Bonita sua homenagem e foto;
Gostei
Meu terno abraço amiga
Uma semana abençoada e bela.
Bjs de paz amiga.