quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Festival Brasil-Japão

Se tem uma coisa de que eu gosto muito nesta vida são os festivais de amizade Brasil/Japão!
Estão cada vez mais animados e mais amigos! Já misturaram até a costelinha.
( Nunca consegui chegar nesse tal buraco quente, se alguém souber o que é, por favor me fale! )



Passeei com as crianças, comemos e de repente, ouvi anunciarem um show com o cantor Joe Hirata.
Ah! Não perderia por nada!
Quer dizer, quase perdi.
Esqueci que meu filho Bernardo tem sensibilidade auditiva e não consegue ficar em ambiente com som muito alto.
Quase chorei porque eu queria muito ficar! E ele não aguentando a altura do som.

Costumamos, eu e uma amiga, a falar que ele tem ouvido de cachorro: escuta a quilômetros o que não deve!


Então, algo mágico aconteceu. Joe, a estrela da festa, anunciou que faria um show com prêmios e tinha bolas para as crianças que dançassem animadamente!
A vontade de ganhar a bola fez o Bernardo até esquecer o desconforto que estava sentindo e ele foi lá para a frente do palco dançar.
Dançar?
Mas o Bernardo não dança. Não leva jeito nenhum.
Bem diferente da irmã.

Começou o show animadamente.


Antes da bola porém, Joe queria que os adultos pulassem e o mais animado ganharia um avental.

Desulpe-me Joe, mas eu á pulo miudinho durante toda a semana pro feijão sair a tempo de eu buscar criança na escola, não vou pular não pra ganhar avental.

E então começou a distribuição das bolas.
Olha lá o Bernardo saindo do chão!


Pulou por quase hora e meia e Joe anunciou então a última bola.
Eu já estava agoniada. O menino dos ouvidos sensíveis que nunca dança, pulando, chacoalhando, e não ganhar a bola?

Finalmente Joe entregou a bola em mãos.
Nas mão da Júlia, minha filha, que tratou logo de presentear o irmão!
Ufa...

Voltamos felizes com a bola autografada!
Obrigada Joe, obrigada Júlia!







7 comentários:

✿ chica disse...

Que legal! Adorei as fotos e não sei oque é esse buraco,rs..

E o Bernardo esqueceu a sensibilidade auditiva...

ADOrei e que bom que ganharam a bola,Estava já aflita! Ainda
bem que Júlia foi boazinha!

bjs praianos,chica

Amara Mourige disse...

Júlia,que fofa deu a bola para irmão!Adorei o show parece bem animado!
Bjs
Amara

Rovênia disse...

Olá, Ana,

Que legal que deu certo. Adorei ler essa sua aventura com as crianças. Ainda não tinha passado por aqui, mas sempre é tempo de desejar um 2015 rico de felicidades para vc e sua família. Beijos do lado de dentro do coração! :)

Bia Hain disse...

OLá, Ana! O que o Bernardo não fez para ganhar a bola, kkkk! Ainda bem que deu certo! Sempre tive audição boa - não sabia que poderia ser sensibilidade auditiva - e e cresci ouvindo minha mãe dizendo que eu tinha ouvido de tuberculoso, kkk. Era uma tortura para dormir quando meu irmão, no quarto ao lado, resolvia jogar video game três horas da manhã! Um abraço!

Luma Rosa disse...

Oi, Ana Paula!
Buraco Quente? Por acaso é o Rio de Janeiro? Assim me sinto dentro de um buraco bem quente, agradecendo o tempo todo por Carrier ter inventado o ar condicionado!
Uso protetor nos ouvidos quando preciso ir em algum show. Também tenho sensibilidade, mas não sinto dor, apenas me coça o ouvido muito... tenho a impressão que estão passando uma pena lá dentro (rs*)
Que linda é a Julia!!
:)
Beijus,

Pandora disse...

Eu também não aguento som alto, me da enjoo e ânsia de vomito, odiava festas infantis quando era criança por causa disso, nem o bolo comia, até hoje não gosto de bolo!

O Bernardo merecia essa bola, que bom que a Julia ganhou e deu a ele bem que mereceu!

Tina Bau Couto disse...

Que legaaaaaal!!!
Bola e Bernardo, tudo a ver