terça-feira, 1 de abril de 2014

Borboletas no estômago

imagem daqui

Eu sou uma pessoa que vive com borboletas no estômago.
Sim, diariamente eu as tenho em mim.
A culpa das minhas borboletas no estômago? Meu marido, é claro!
Todas as manhãs ele me leva na cama uma tigela com bananas cortadas em rodelas e salpicadas com canela.
Não está acreditando?
Não é para acreditar mesmo! Com duas crianças para arrumar para a escola, mesmo que elas já se arrumem sozinhas, não há tempo para uma rotina de alvorecer como esta. Bem que eu gostaria...
Mesmo assim, eu tenho todos os dias as tais borboletas no estômago.
Assim que eu deixo as crianças na escola, uma às sete e a outra, às sete e meia, e depois da voltinha com o cachorro, volto para casa e me entrego para o meu pequeno almoço, como dizem nossos irmãos portugueses.
E como sim banana com canela e daí resulta as tais borboletas no estômago.
Não acredita ainda?
Pois pode acreditar. Olhe só:
"Na canela em pó, por exemplo, será permitido, em 50 gramas até 100 fragmentos de insetos, como borboletas".

Sabe, é bom viver com borboletas no estômago, eu recomendo porque quando você lê que tem pêlo de roedor no chocolate, você logo imagina que é o pelo de coelhinho da páscoa bem branquinho.

Bem, se você tem estômago de ferro, pode ler aqui. Agora, caso seja como eu, cheia de borboletas na barriga, ah, deixa pra lá!


9 comentários:

✿ chica disse...

Noooossa, li lá!! Melhor deixar pra lá mesmo, pois senão não comeremos nada que gostamos e nem teremos chances de ter borboletas...Perigo é que cheguem morcegos,rs...beijos,lindo dia! chica

Tina Bau Couto disse...

Perplexa!
Com borboletas na goela :(

Pitanga Doce disse...

Paula, nem vou passar lá pra ler. Eu prefiro as "outras borboletas" no estômago. Aquelas que te avisam que uma coisa muito boa vai acontecer ou está acontecendo naquele momento e você sente e sabe que não é para esquecer.

Quanto às "coisinhas" que fazem parte da nossa alimentação, sem sabermos, é melhor não procurar. hehe

Bom dia. No Rio, com Sol e calor.

Sonia Tolfo disse...

Não vou me arriscar a ler! Sou meio enjoada com essas coisas, já disse alguém que o ignorante vive melhor, acho que posso dizer que o ignorante come melhor(?).
Abraço!
sonia

Moro em um Kinder Ovo disse...

Eu também li esta notícia e fiquei pasma ao saber que existe um "limite de tolerância" para que estes bichinhos sejam aceitos como ingredientes dos alimentos que consumimos. Nojinho é a palavra mais bonitinha que encontro para definir isto.

Beth/Lilás disse...

Ah que lindo Ana Paula, você escreve de um jeitinho muito legal, adorei suas borboletas no estômago!
beijos cariocas

Carmem Grinheiro disse...

Olá Ana, vou lhe dizer que gosto do seu jeito de escrever, de verdade, mas você me mostra cada uma, menina!
Como disse alguém um dia: "mais vale viver na ignorância dos fatos".
Ah, e adoro banana com canela, e se puser mel, ainda é capaz de ficar com umas abelhinhas dividindo o espaço com as borboletas :)
Bjo amigo

Selma Helena. disse...

Ô Ana...
te ler é tãaaao bom!
amei!!!!

manofernandes disse...

Ana Paula,kkkkk! Você é um barato! O pior é que você tem razão. É isso mesmo.
Um beijo,
Manoel