terça-feira, 18 de agosto de 2015

Um charme de livro

Livros azuis, ou melhor, com capa na cor azul, costumam ser fofos.
É só pesquisar #livrosazuis e lá estão eles!
Eu tenho um livro azul, mas não vou dizer que ele é fofo. 
Ele é, na verdade, um charme!

Antes de mostrá-lo, quero apresentar algumas ilustrações e uma descoberta



"Quando nossa comida contém algo muito sólido, é como se mandássemos um time de futebol inteiro saltitar ritmicamente sobre ela antes de a engolirmos. Ao mordermos um pedaço de torta, não precisamos da força máxima - nesse caso, bastam algumas meninas de saia de tule e sapatilha."



"Assim como nós, seres humanos, habitamos o planeta, também somos habitados. O
 intestino é a floresta mais extraordinária e gigantesca, com as criaturas mais incríveis."

A descoberta, por conta da ilustradora Jill Enders, é que existe uma especialização para quem faz design, que é em mediação científica. Deu total leveza e bom humor as ilustrações para esse tipo de assunto tão "não falado": nosso cocô.

Olha que charme o livro!
 

Se você ainda acha não acha seu intestino um charme, precisa ler esse livro!
As mais novas e recentes descobertas sobre esse órgão maravilhoso são surpreendentes.
Eu já tinha aprendido há muito tempo com a Sônia Hirsch que uma pessoa emburrada, de mau humor constante, é uma pessoa enfezada. Ou seja, cheia de fezes!
E no livro é possível comprovar a relação entre nosso bom humor e o funcionamento do intestino, nosso cérebro e o intestino.
Já tinha parado para pensar nisso?!

9 comentários:

✿ chica disse...

Que coisa mais legal essa descoberta! Que livro charmosos mesmo! fala de coisas pesadas e fedidas, de forma leve como passos de bailarinas!ADOREI!! bjs, chica

Gracita disse...

Que descoberta incrível Ana Paula
E este livro é mesmo um charme
Fiquei encantada com a forma como um assunto mais científico foi tratado com tanta leveza e poesia. Amei a dica
Beijos e uma semana de paz

Tina Bau Couto disse...

Não!
Nunca pensei!
Tenho pensamentos e memórias de um tal Ozi e Drix, não sei se escreve assim, de um desenho animado que via com meu filho nos idos da infância dele
Os dois eram células ou algo assim e mostravam a vida por dentro de nós, como personagens de um mundo, tudo em nós cenários e cenas...fantástico para dizer o mínimo
Adorei em azul turquesa, que é puro charme

As Mulheres 4estacoes disse...

Acredito que nossas emoções negativas afetam nosso corpo físico e nos causam mal estar.
Da mesma forma que os bons sentimentos nos transmitem harmonia e nosso corpo responde de maneira favorável.
Um abraço, Sonia

lis disse...

Confesso que nao pensei nisso e ainda tanho lá minhas dúvidas
Preciso urgente ler o livro ... rs
E gostei imenso do seu texto, das ilustrações e das surpresas.
um abraço

A Menina das Ideias disse...

Ana, se você encontrar a Pandora por aí passe esse post pra ela. A menina tem simplesmente pavor de cocô kkkkk.

Juliara Rodrigues disse...

Que texto mais divertido <3

Erica Ferro disse...

Olá, Ana!
achei interessante os trechos desse livrinho.
Quero ler! Os mecanismos intestinais são incríveis!

Um abraço.

Blog || Fan Page

Carmem Grinheiro disse...

Sim, Ana Paula,nossas emoções mexem e muito! com nosso corpo e, muito em especial, com o nosso aparelho digestivo: altera desde nossa saliva, até à produção do suco gástrico, da bile, e, como não poderia deixar de ser, com o intestino.
E podem resultar em: gastrites, esofagites, duodenites e muitas "ites" que dão cabo do nosso sossego: acaba por ser um círculo vicioso.
E também as crianças são vítimas desse problema resultante das emoções mal geridas.
bjn amg