segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Alamandas no cabelo


Cabelo adornado com alamandas
rosto álacre
faço alar meu coração
disparado feito alazão
entre álamos e alamedas
alastre a música
do meu alaúde

Algazarra festiva em meus lábios
entre o alarido da criançada
encontro-te recostado no alabastro
entre um abraço
um beijo roubado

Volto alada para casa
almejo outro beijo
entre alamandas e alaúde
alento que torna minha alma
alba
alimentada
de afoito amor

Ana Paula

4 comentários:

Angi disse...

Adorei, lindo amiga!
Boa noite para minha amiga poetisa
beijos

Imac by Artes disse...

Ana Paula querida!
Que coisa mais linda esse poema!
Cheio de encanto, de doçura... Amei!
Abraços! Lindo dia pra ti.

✿ chica disse...

Maravilha de inspiração,Ana Paula! Linda! beijos,ótimo dia!chica

Débora disse...

Lindo Ana!
Quanta inspiração!!
Bjão