sábado, 3 de setembro de 2011

Colorido


Eu já fui indagada por mais de uma vez pelas crianças sobre o nome das cores. Algo como porque amarelo chama amarelo?
Não sei, mas vou me esforçar para descobrir!
Lembrei da promessa feita e fui em busca das respostas. Encontrei explicações, para mim, desconhecidas, e bem interessantes. ( descobri que saber latim responde muitas indagações!).

Amarelo: Na antiguidade, pensava-se que a icterícia, uma doença que deixa as crianças amareladas, vinha da bílis, secreção produzida pelo fígado que era chamada “humor amargo”. No latim, amargo era amargus, que no diminutivo virava amarellus, que acabou virando amarelo.

Laranja: quando os árabes resolveram fazer uma visitinha à Europa, trouxeram na bagagem a fruta laranja – nárandja, em árabe. De lambuja, acabaram batizando a cor.

Branco: em geral, dizemos que algo bem liso e brilhante é “branquinho”. Os latinos também achavam isso e pegaram o germânico blank, que significa polido, para falar da cor. Aliás, o termo “armas brancas”, usado para facas e punhais, vem daí: branco de polido, reluzente.

Preto: o nome da cor preta vem do latim appectoráre, que queria dizer “comprimir contra o peito”. Como assim? É que, com o tempo, o appectorár, virou apretar. E por uma analogia muito criativa, deu no preto, querendo dizer algo denso, espesso, “apertado”.

Azul: foi uma pedra preciosa chamada lápis-lazúli que batizou a cor azul. Lápis não conta, porque já queria dizer pedra em latim, mas o lazúli veio do árabe lázúrd, nome da rocha azulada. Em latim, o que era pedra continuou pedra, e a cor ficou simplesmente azul.

Marrom: a castanha portuguesa, aquela do Natal, chama-se marrom, em francês. E foi da cor desse fruto que veio o nosso marrom. Aliás marrom-glacê é isso: um doce escuro feito de castanha portuguesa.

Cinza: o cinza nasceu daquela massa de pó misturado com brasas que sobra no fim das fogueiras. Por associação, a palavra latina cinisia, que queria dizer cinzas, transformou-se também no nome do tom preto-claro.

Vermelho: antigamente, como ninguém conhecia urucum nem pau-brasil na Europa, o único jeito de fazer tinta vermelha era usar um inseto – hoje chamado de cochonilha – que esmagado, virava um vermelhão. O nome dessa cor vem do latim vermiculum, vermezinho.

Verde: aqui chegamos a uma das poucas cores que já nasceu cor. O verbo latino vivere significava estar verde, verdejar. Dele é que nasceu a associação do verde com algo que está nascendo, que ainda não está pronto.

Magenta: teve origem em um poema em que a última estrofe dizia: “...e todos os campos ficaram cobertos de magenta”. Em 4 de junho de 1859, houve uma batalha sangrenta entre franceses e austríacos, da qual praticamente não houve vitoriosos; os corpos ensanguentados dos soldados mortos misturados à neve e sob o reflexo do sol, apresentavam a cor retratada do poema.

Fontes: aqui e aqui

Semana colorida a todos!

7 comentários:

Débora disse...

Oi Ana querida!
Muitas informações novas, nossa! Como é bom ler coisas antes nunca vista, para mim é como se estivesse com sede e tomasse um copo de água fresquinha e cristalina.
Bjo e obrigada por compartilhar!

Imac by Artes disse...

Meu Deus!!!
Para mim foi uma aula de conhecimento.
Parabéns e obrigada por partilhar conosco.
Abraços minha querida! Uma linda e abençoada semana pra ti.

Carolina Lima disse...

Ana Paula,
que postagem super interessante (digna da revista, de passagem!).
São coisas tão corriqueiras que se não for pelas perguntas infantis nunca saberíamos!
Que as crianças continuem fazendo perguntas e que elas continuem virando postagem! :)

Que sua semana possa ser iluminada!

Beijinhos,
Carol :)
http://bembemsimples.blogspot.com

Rosane Castilhos disse...

MINHA QUERIDA!!!!!
AMEEEEEI ESTE POST, MESMO PARA MIM QUE TRABALHO TANTO COM CORES FOI UM APRENDIZADO INCRÍVEL, MUITO OBRIGADA!
SAUDADE DE PASSEAR PELOS MEUS BLOGS AMIGOS!
BEIJINHO E UMA ILUMINADA SEMANA!

Cantinho do Neno disse...

Olá, adorei a visita!!!
Desejo um ótimo começo de semana pra ti!!!
Bjs do Neno

Patricia disse...

Que delicia, adorei saber um pouco mais sobre as cores.
Parabéns pelo trabalho.
Beijo e ótima semana

Ivani disse...

Oi Ana, quanta novidade! Nunca que eu ia procurar saber sobre as cores.
Bem interessante isso, agradeço a sua postagem, acabei aprendendo mais algumas coisas.
Viu? blog também é cultura!
Parabéns pela iniciativa, beijos e tenha uma boa noite.