domingo, 19 de fevereiro de 2012

O banho da menina




Asseada que é
um banho
a menininha queria tomar
não tinha porém
com o que se esfregar

Ao papai pediu
que fosse correndo
na farmácia comprar
uma bucha
para se esfregar

Três dias o papai demorou
e a menininha esperou
seu banho tomou
mas não esfregou

A menininha admirou
foi do tamanho da bucha
que o papai comprou
e os olhos arregalou

Em qual farmácia
uma bucha deste tamanho
você encontrou?



Comprei não
menininha do meu coração!
Corri foi pra fazenda da vovó
onde a cerca parecia uma bucha só!

Bucha, semente tem,
meu coração
a gente planta na fazenda
no sítio ou no sertão

Lá no cantinho quietinho
da tua avó
ela plantou, cuidou, colheu
e com carinho te enviou
para seu banho quentinho
cheirosinho
e bem esfregadinho!


5 comentários:

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Ana Paula, morei um bom tempo em São Paulo e a principal razão da minha mudança para o interior foi a angústia que eu sentia de ver meus filhos saberem da existência de um frango, em função da imagem do super mercado, dentro de uma embalagem plástica. Cavalo só em filmes, passarinhos só os pardais, e por aí vai.
Tudo isso para dizer que a coisa mais normal do mundo é encontrarmos buchas por aqui. Além do mercado municipal, podemos vê-las nas cercas de pequenas chácaras em volta da cidade.
São muito mais eficientes e naturais, não é?
(Na foto dá para perceber as sementinhas pretas na bucha).
Beijo.
Manoel.

✿ chica disse...

Que amor! E causa mesmo espanto isso para eles,não? Adorei a foto! beijos,tudo de bom,chica

Hugo de Macedo disse...

Fascinante! :)

Que mimo!

Ivani disse...

Que linda ela é!
Que sorriso mais gostoso e natural. Nada como ser criança.
Quanto á bucha eu penso que não há nada melhor no banho.
Bucha de vó então...não tem igual.
O papai esta coberto de razão, tem que mandar vir lá da fazenda para poder limpar direitinho...
E a mamãe já aproveita e faz uns versinhos.
Amei Ana, beijos, bom feriado.

mfc disse...

Tanta ternura neste poema lindo!!
Os teus olhos vêm tudo de uma forma linda.