sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Vou reformar


Vou reformar a minha sala.
É bem verdade que acabei de reformá-la antes da mudança, está tudo novo, bonito, de acordo com os padrões das revistas especializadas que dizem como deve ser a nossa própria casa, está tudo moderno, está tudo arrumado.
Mesmo assim eu vou reformar – quebrar, desarrumar, desorganizar, sujar.
Vou reformar o comodismo a que os meus olhos se acostumaram antes que as imagens que me adentram a retina se infiltrem em minha alma.
É tão confortável a disposição da minha sala: ali senta-se e se impõe um silêncio para que fale a grande rede televisiva, ali não se sorri porque é hora do jornal em rede nacional e sorrisos não combinam com as vozes taciturnas dos apresentadores e suas notícias deprimentes.
A areia com a qual foram construídas as paredes se transformaram em ampulhetas invisíveis do tempo que sussurram incessantemente aos meus ouvidos e conseguem impregnar meus músculos dizendo que o lazer começa só na sexta-feira após as 20h e termina por volta do domingo às 17h. Mas nesses dias de lazer o grande retângulo luminoso de diversão não desperta gargalhadas em mim; hipnotiza-me de forma tal que fico ali aprisionada enquanto escorre a areia do tempo e chega a segunda-feira. E eu fico esperando a voz do locutor quase gritar “Graças a Deus hoje é sexta-feira”.
Então Deus prefere sexta, sábado, domingo? Mas e a garotinha que morreu no sábado?
Deus não estava feliz? E nos dias corriqueiros, ele está de mau humor e deixa o mundo ao deus dará?
Basta.
Não determinarão o dia em que eu deva sorrir.
Vou impregnar minha retina das imagens que eu escolher, outras vou me deixar surpreender.
Meus ouvidos se encherão de vozes de crianças – sempre há crianças – sobrinho, neto, vizinho... Quero aquela vozinha que vai despertar meus músculos, meu riso fácil.
Divertir-se em qualquer momento. O calendário só para os compromissos. Vou sentir o que quero fazer em cada dia. Vou faxinar no domingo e brincar e relaxar num outro dia qualquer.
Vou reformar a sala porque meu coração vive além de imposições.



17 comentários:

Tina disse...

Além das datas, imposições, "inexplicações", além do que vemos, entendemos, reformemos a sala, a varanda, a fé de cada dia, os pensamentos, a blusa, a coragem de seguir sempre em frente, de ter um sorrio, uma palavra, um afeto.

Bençãos e carinho para vc :)

Kinha disse...

Certas imposições sem sentido que também tornam a vida desse jeito.

✿ chica disse...

É verdade...Não podemos ficar grudados em normas disso ou daquilo. Imagina nos dias pra ser feliz e brincar. Podem ser cada dia, depende de nós! beijos,chica e daqui a pouco entra texto da Julia no sementinhas,tá? beijos,obrigado,chica

Ivani disse...

Sei que voce tem vontade de começar pela sala, eu entendi o seu recado, mas tem tanto a ser mudado amiga!
E tanta coisa a ser questionada, que é bem melhor deixar quieto, ninguém tem respostas para isso.
Seu primeiro questionamento foi sobre a menininha que morreu sábado, primeira visita à praia, primeira vez que viu o mar, teve medo a principio, depois relaxou na areia.
Nem vou entrar em detalhes senão meu comentario vira uma postagem.
Sabe Ana, merecem aplausos as pessoas que querem mudar, destruir barreiras, tentar algo novo.
Merecem aplausos as pessoas que questionam, não aceitam de cabeça baixa, como carneirinhos.
Admiro essa coragem. Desligue a tv, ou saia de casa, vá até a praça, ande quarteirões, mostre o mundo às crianças.
Sente na varanda, faça desenhos, cante, dance, leia...
Vá para a cozinha, prepare um bolo, aprenda a fazer tricô (já sabe?).
Adorei essa sua idéia de quebrar tudo, mas não faça isso, seu marido não vai gostar...rsrsrsrs
Beijos querida, dou o maior apôio.
E.T.: aquela sala com o rapaz balançando está demais!!!

Carolina Lima disse...

Ana,
enquanto lia sua postagem me lembrei do Calvin (grande amigo do Haroldo, de quem sou super fã) e de um tirinha em que ele diz 'Todos nós somos escravos da rotina' (http://migre.me/82vGa).
A hora para ser feliz é AGORA!

Abraços carinhosos,
Carol
www.umblogsimples.com

Patricia disse...

É isso aí!!!!
bjs e bom final de semana

Compartilhando Sentidos disse...

Oi Ana... Tinha uma rede na minha sala, bem no meio. Acho que vou providenciar um balanço!

bjo e um final de sexta maravilhoso!

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Ana Paula, aquele monte de livros, o balanço no meio da sala,... Cada um faz do jeito que gosta. Nossa casa é para morarmos e não para que os outros achem linda ou horrorosa. Nós é que devemos nos sentir bem.
Quanto à TV, nem vou falar muito. É um intruso em nossa casa. Eliminou nosso diálogo e privou a família de ouvir e contar os famosos "causos" do dia a dia.
O resumo do comentário é esta frase da postagem:

"Vou reformar a sala porque meu coração vive além de imposições".

Beijo.
Manoel.

mfc disse...

Percebi tudo o que sentiste naquilo que nos disseste.
Há que viver num lar e não entre quatro paredes asfixiantes!
Quero dar-te um beijo enorme.

Su disse...

Ana Paula, quero brincar nesses balanços, viver nessa sala sem paredes...

Lindo e profundo seu texto... uma reflexão a levar comigo.

Aqui em casa, pouco vemos TV... ela é quase decoração na sala... Preferimos os documentários, TV Escola... e filmes filmes e mais filmes... Aliás vimos um ontem, antigo, mas com uma mensagem bem interessante, o final me fez chorar... "Espanglês". Tem um "q" de comédia romântica, mas na minha opinião foi além disso...

Beijinhos e ótimo domingo!
Su.

Lacorrilha disse...

Entendi-te perfeitamente, mas deixa-me dizer-te que fiquei pasmada a olhar para as imagens. Espetaculares. Tambem quero um baloico no meu quarto, sim? :)

Evanir disse...

Tem momentos da minha vida que me sinto impotente
em expressar meu carinho e gratidão que sinto por cada amigo e amiga
que de certa forma faz parte do meus dias.
Sou uma pessoa que vive a vida fora da net sem muitas amizades
no longo periodo de restabelicimento me recolhi
para dentro de mim mesma preferindo o amor e carinho que recebo no meu blog.
È um mundo fascinante onde sinto que pode existir amor verdadeiro
e me sinto acarinhada a cada visita para mim é um afago na alma.
Como agradecer tudo isso eu não sei apenas uma palavra posso dizer.
Eu Amo Cada Um De Vocês.
Já esteve nos meus planos deixar meu blog por falta de entendimento por levar cola
essa fase ainda tento me recuperar por sempre alguém ainda fazer criticas.
Recebi conselhos de toda parte para mim ser aquilo que sempre fui
estou seguindo o conselho recebido do Brasil e Portugal .
Uma amiga de Portugal foi fundamendal para mim não deixar
meu blog onde conquistei muitas amizades solidas.
Hoje no meu recolhimento esperando aquilo que tenho por vir ainda
mais minha fé diz que vou vencer.
A Luz que recebi desse mundo virtual tem a potencia de iluminar o Mundo
quanto mais os dias meus.
Como meu blog não tem fronteiras blogueiras e blogueiros de outos
Paises também muito me ajudou para que hoje eu esteja firme e forte.
Pronta para começar minha nova etapa que esta por vir.
Longo foi meu recado imagine tamanho do amor
que sinto por você que teve a gentileza de ler tudo isso.
Uma semana na paz e na luz.
Com carinho eterno..Evanir.
Parabéns pela sua postagem faz gosto de ler.

Cantinho do Neno disse...

Olá, adorei a visita!
Deve ter ficado bem bonita a sua sala!!!
Bjs do Neno

Laiz disse...

Eu quero uma balança dessas!!!! Amei! No meio da sala, pra brincar e fazer bastanteeee bagunça. Adorei. Quebrando padrões e sorrindo quando temos vontade. Adorei o post. Bjocasss

Lola disse...

Acho demas esses balanços, e reformas são maravilhosas né! NOssa que saudade de assar aqui no teu blog Ana, as coisas voltaram a correr aqui e não tenho conseguido sentar na frente do computador. Teus posts são sempre lindos! Beijoss

Tina disse...

DIA CLARO,
VENTO SERENO,
RODA, MEU CARRO,
QUE O MUNDO É PEQUENO

DIA CLARO,
VENTO MARINHO,
RODA, MEU CARRO,
QUE É CURTO O CAMINHO

DIA CLARO,
DE ONDE E DE QUANDO ?

RODA,MEU CARRO,
POIS VAMOS RODANDO

Cecília e eu (olha a intimidade...rs)viemos rodar um pouco por aqui e deixar poesia e carinho

Coisas da Vida disse...

Olá Ana!
Perfeito!

Por que os balanços têm que ser na varanda e não na sala?

"Vou reformar a minha sala."

Beijos!