sexta-feira, 11 de julho de 2014

Passa-anel ameaçado


Lembra? Brincou de passa-anel?
Eu me lembro da sensação de sentir o anel escorregando para as minhas mãos e não poder ter qualquer expressão facial... isso era o mais difícil! A alegria era tanta, que era quase impossível não deixar o sorriso mexer os lábios!
Mas, esta brincadeira está ameaçada.
Computadores? Tablets? Smartphones?
Não, não.
Está ameaçada pelo próprio anel. É que agora o anel pode apitar, tremer, piscar, acender, sei lá...
E aí fica ainda mais difícil controlar as emoções!


Adoro novas tecnologias. Que cada vez mais mentes privilegiadas criem, inovem, surpreendam.
Só para citar a área da medicina, o quanto a tecnologia já faz e ainda quantas doenças ainda serão extintas, curadas.
Resta a nós, meros mortais, separar o que é realmente necessário e útil do que pode ser dispensável.

Vem conhecer o anel, pode ser que você queira passar-anel com ele!


Beijo.

14 comentários:

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Ana Paula.
Eu me surpreendi com a postagem, achei que fosse falar que essa brincadeira não mais existe.
Eu nunca mais vi, com a tecnologia a ameaça está maior, brincadeiras de outrora, nem de longe acontecem.
Tudo tem um lado bom e ruim.
Que não deixemos de brincar, sempre.
Excelente fim de semana de paz.
Beijos na alma.

http://refugio-origens.blogspot.com.br/2014/07/mudas-metaforas.html(blog onde escrevo nos dias 09 e 23 de cada mês)

http://redescobrindoaalma.blogspot.com.br/(blog pessoal)

http://carinhosemselosdosamigos.blogspot.com.br/(blog pessoal)

Cristiane Marino disse...

Nossa Ana Paula, fiquei impressionada com esse anel!
Bjs

Cristiane Marino disse...

menina, que jovens criativos! Onde é que essa tecnologia toda vai parar?
Bjs

Poesia do Bem disse...

É o lado bom e criativo da tecnologia numa parte e que atrapalha noutra, tira a sensação de frio na barriga, lembro bem quando brincava de passar o anel em frente minha rua. Ah saudade

✿ chica disse...

Linda recordação me trouxeste. Aquelas brincadeiras do anel e nossas "caras" que bem mostravam onde o tínhamos deixado,rs... Lindo recordar. Nunca vi mais, mesmo.,Ainda mais que por aqui o time de netos é só de guris e as brincadeiras, outras. Quanto a esse anel? Caiu o queixo! Quanta tecnologia! beijos,lindo fds! chica

Pandora disse...

Eu brinquei muito de passa-anel, e nunca consegui controlar a alegria de de ter o anel em mãos hahah \o/

Agora esse anel, putz!! Que indiano danado esse inventor!!! Tirou onda!!! Mas, nem comemoro, porque vai demorar um pouquinho, eu acho, para que se torne acessível a todo mundo como o celular e coisas do gênero!!!

Suzy Rhoden disse...

Que delícia passar o anel, coisa de nossos tempos de escola! É verdade, a tecnologia hoje faz cair o queixo, olha o tal do anel como se reinventou! rsrsrs Sou da sua teoria, Ana: que mentes criativas continuem sendo inspiradas e as brincadeiras de outrora façam parte da história que vamos passar aos nossos filhos e netos como algo muito nosso... Embora não brinquem como brincávamos, meus filhos são muito curiosos em relação a essas coisas de minha época e assim fica um laço especial, que não se perde dentre as novidades.

Belo fim de semana, minha querida!

Gracita Fraga disse...

A boa e velha brincadeira ainda continua firme nas escolas mas com este anel acho que toda essa brincadeira será extinta.
Beijos e um ótimo final de semana

Tina Bau Couto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tina Bau Couto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tina Bau Couto disse...

Ñ fui ver o anel, vou outro dia tá?

Foquei na brincadeira dos idos de minha infância e adolescência (na minha época adolescentes brincavam)

Brinquei muito de passa anel e a Globo me perdeu como artista...rsrs 
Dessa brincadeira, como fazíamos, vou puxar outra: telefone sem fio 
Eu começo!

A Menina das Ideias disse...

Brinquei mt de passa anel, mas minhas amigas qse nunca deixavam o anel pra mim :( (excluida desde o maternal kkkk)

Moro em um Kinder Ovo disse...

Prefiro brincar de passa anel. Quer brincar comigo?

Selma Helena. disse...

Que maravilha relembrar!
Eu brincava! E vc descreveu tão bem a doce e ingênua sensação que sentia ao receber secretamente o anel... Bom demais!
Beijos!!!