sábado, 11 de julho de 2015

Cafuné


Escolhi a palavra cafuné para participar da interação proposta pelo blog da Emily e da Tina.
Dizem que cafuné é ainda mais difícil de se traduzir do que a palavra saudade!
A palavra cafuné vem do quimbanda, língua de Angola, da região de Luanda e faz referência aos estalidos produzidos pelas unhas do polegar e indicador, ou do anelar, enquanto se acaricia o cabelo, numa delicadíssima cerimônia de apaziguamento e relaxamento espiritual.
Cafuné de mãe, de pai, de namorados, apaixonados, casados, cafuné no bichinho de estimação. Quem não gosta?!
E para finalizar, um cafuné literário:


Jorge Amado e sua amada!


19 comentários:

Fatos de Uma Garota disse...

Muito linda a palavra escolhida! Adore demais ! Parabens pelo texto

Tina Bau Couto disse...

Amei a palavra que vc escolheu
A ilustração
A foto
A origem que não sabia
O casal tão eu
Amei muito
E amo fazer ainda mais que receber, acredita?

✿ chica disse...

Adorei o cafuné por aqui! Bela escolha e quer coisa melhor? Se cansados, tristes, chateados ou apenas querendo um colinho, um cafuné faz bem demais.Aliás SEMPRE vem bem! Adorei! bjs, chica

Luís Fellipe Alves disse...

Também desconhecia a origem. Ótima escolha! Cafuné é um carinho que diz tanto através de algumas palavras: estou aqui com você.

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Ana Paula.
Coisa tão boa, o cafuné.
E é vivendo e aprendendo sempre: que era de origem angolana já sabia, mas não sabia que estava relacionada com uma "cerimónia de apaziguamento e relaxamento espiritual" - daí, a gente gostar tanto =)
E que linda foto para ilustrar a postagem.
Bonito e inspirador.

* você querendo cocada e eu querendo já um cafuné.
bjn amg

ॐ Shirley ॐ disse...

Cafuné da pessoa amada...bom demais!!!
Beijos, Ana Paula!

Pandora disse...

Cafune é tudo de bom, tanto receber quanto fazer é uma coisa divina!!!

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Cafuné soa como uma palavra carinhosa... Uma feliz e bela noite com um maravilhoso fim de semana..

Janeisa Tomás disse...

Muito boa a imagem que traduz o cafuné: Zélia e Jorge em perfeita sintonia . Bus
www.brasildobem.net


Gracita disse...

Oi Ana Paula
Que belo cafuné você nos trouxe amiga.
Tua participação ficou espetacular
Beijos e uma semana coroada de amor

Poesia do Bem disse...

Eu adoro cafuné, me lembra minha infância , minha avó fazia na gente. Hoje eu faço na Alice sentada, vendo tv, um bom filme um carinho antesd e dormir. Linda participação. Lá no blog também deixei a minha depois passe lá pra ver as novidades

Bia Hain disse...

Ana, que delícia de palavra! Eu adoro cafuné, fazê-lo no amado, no meu cachorro, kkk, na filha quando pede colo... e ganhar também é tudo de bom, embora geralmente eu mais faça que ganhe, kkkk.
Achei bem interessante conhecer a origem da palavra. Há dois anos estive em uma palestra sobre a origem africana onde descobri que várias palavras do cotidiano tem origem nessa cultura.
Abraços!

Amara Mourige disse...

Que delícia esse cafuné! Quem não adoro receber ou fazer um cafuné?
Gostei de saber a origem!
Beijos
Amara

Graziela disse...

Em tempos de smart isso, smart aquilo o "cafuné" está quase em extinção.
Até parece que os dedos e as mãos não foram feitas para isso.
Lembro com muito carinho que chega a encher meu coração dos cafunés da minha avó: ela sentada no sofá, eu chegava cansada e deitava no colo dela- sem pedir, sem nada- e nesse momento a mágica acontecida; ela dizia: deixa eu ver se tem piolho aqui (como se eu ainda fosse uma menininha) e começa a procurar os piolhos no meu cabelo. Eita cafuné bom que me fazia dormir o melhor dos sonos.
Saudade dessa época.
Abraços
Grá

Estela Vidal Ribeiro disse...

Cafuné para mim é aconchego! Delicia! Também não sabia a origem...
Beijo!

Vania Lucia disse...

Não existe nada melhor que um bom cafuné quando se esta cansada ou triste...
Bjs

Luma Rosa disse...

Oi, Ana Paula!
Esse remexer nos cabelos alheios é intraduzível para outras línguas. Tanto melhor ter coisas que somente podemos dividir com nossa mãe África. Uma doce herança!
Beijus,

Smareis disse...

Olá, Ana Paula.
Que delicia de cafuné você nos apresenta.não sabia a origem. Como eu gosto disso rsrs. Meu cachorro agradece ele adora.
Uma ótima semana cheia de sorrisos.
Andas tão sumida menina. Aparece um poukito rsrs.

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Ana Paula
Muito bom um cafuné e fico fazendo o tempo todo na cabecinha do netinho caçula que o adora... que chamego bom!!!
Bjm fraterno