sábado, 18 de julho de 2015

Renascendo das cinzas

Oi pessoal! Sou o Donisete, marido da Ana Paula. E hoje eu que vou escrever aqui. Espero que gostem.
Saí de férias, eu e as crianças. Desta vez com uma missão diferente: tirar o luto e fazer a vida voltar à normalidade. 
Desde o falecimento do Seu Antônio, meu pai, em fevereiro deste ano, dona Sebastiana, minha mãe, relutava em voltar para a sua moradia.
Creio eu que ela tinha até razão, a começar pela cor da casa que parecia um túmulo!
Vejam só:


Então comecei pela pintura.
Foram dias intensos de muito trabalho, mas de muita alegria pois, Sebastiana já havia se comprometido a voltar para o velho lar.
E vejam como ficou:


Infelizmente, não tirei todas as fotos para mostrar como ficou todo o serviço após concluído.
Iluminamos o terreiro, reformamos todo o pomar, inclusive acrescentando diversas qualidades de mudas como laranja, mexerica, lichia, carambola, atemoia, fruta-pão, cabeludinha, amora, embora já tivesse uma boa quantidade de pés.
Os passarinhos agradecem! E nós também!
Fizemos também a limpeza do bananal; limpamos as margens do açude.
Neste período nasceram alguns pintinhos que são presa fácil para o gavião, mas assim é a cadeia da vida.
Júlia e Bernardo, por incrível que pareça, esqueceram que existia o tais eletrônicos. Parece que a mãe ficou para o segundo plano!
Era acordar bem cedo, brincar o dia inteiro, subir em árvore, jogar bola, pescar, brincar de esconde-esconde, além de comer muito. Ficavam tão cansados ao final do dia que até relutavam em tomar banho! Sete horas já queriam estar na cama.
Nem esperava a janta que eu mesmo fazia no fogão a lenha. Sei cozinhar também!



Aos poucos, a alegria e a vontade de viver de Sebastiana foi voltando e com ela toda a família começou a tocar a vida novamente.
Ana Paula tirou férias também. Ficou em casa descansando e fazendo suas coisinhas.
Tenho várias histórias das férias que espero em breve poder compartilhar com vocês.
Espero que gostem. É apenas um relato de umas férias na fazenda em Minas Gerais.
Abraços a todos.






21 comentários:

✿ chica disse...

Donisete, parabéns! Adorei te ler, e a casa da D.Sebastiana ficou tri legal! Linda, renovada, moderna, viva! E imagino o quanto foi divertido fazer e proporcionar toda essa mudança por lá! E ainda as comidinhas no fogão à lenha! Claro que com uma vida assim saudável, os eletrônicos não tiveram vez! Adorei te ler! Escreves bem! Continua! abração, tudo de bom,chica

Tina Bau Couto disse...

Me coloriu vir aqui hoje
Tipo razões pra acreditar...
Cá o senhor (ou você) estar
Não em segunda ou terceira pessoa, em primeira
Por Dona Bastiana
Pelo belo trabalho
Pelas beiradas
Pelas crianças já não tão crianças, o terem vivido isso
O desapego delas é vida pulsante em honra tipo avesso a vida que se foi embora eterna de Seu Tonho
Tiro meu chapéu
Bom pra Ana essas férias e esse post imagino
Ímpar
"Amar talvez seja isso
Descobrir o que o outro fala mesmo quando ele não diz."
Padre Fábio de Melo
Quando dito então
Muitas emoções
Descobertas
Portas e janelas abertas

Abraço Donisete e meu carinho estendido do que nutro por sua esposa, filhos e pais

Poesia do Bem disse...

Ah! que belo escrito e fico feliz de que as coisas estejam voltando ao normal apesar da dor e do luto, que a morte trás, mas é inevitável no ciclo da vida. A cor e o amor da família por ela com certeza trará mais vida. Ficou lindo e oro para que Deus conforte a todos e que as lembranças boas perdurem sempre

Portugalredecouvertes disse...


Parabéns por esta lição de vida e de amor que se pode dar a uma mãe ao cuidar da casinha dela que tem nova carinha toda cor de rosa como bochechas de boneca!

as fotos estão muito bonitas, gostei da leitura..
abraços
Angela

A BETI disse...

Existem pessoas que nos inspiram e outras que nos fazem bem. E tem aquelas que sem pedir licença, tocam a nossa alma. Bjssssssssssssssss

Pandora disse...

É como ouvir outra voz dentro de um mesmo corpo. Foi o que pensei quando comecei a ler o texto.

Que transformação linda você operou na casa da sua mãe, que bom que o seu esforço por tornar o ambiente acolhedor deu resultados... Que linda essa sua atitude!

Que bom que as crianças se divertiram e estão tendo oportunidade de viver uma infância assim com tanta alegria. As vezes a gente acha que esse tipo de experiencia se perdeu, mas talvez sejamos nós que não estamos procurando por elas.

Desejos coisas boas a Sebastiana e a vocês!

Ah, também estou de férias... Que coisa boa é essa tal de férias!!!

Amara Mourige disse...

Ficou linda e alegre a casinha da D. Sebastiana. Que bom filho é você!
Júlia e Bernardo que momentos maravilhosos tiveram no meio dessa natureza toda. Bom demais tudo isso! Parabéns!!
Um abraço
Amara

Estela Vidal Ribeiro disse...

Seja bem-vindo, Donisete! Adoro as palavras de tua esposa e adorei as suas também. Tão bonito esse amor de filho que cuida! Cuida da mãe, dos filhos, da esposa que tanto merece um descansinho... Parabéns! Que venham outros posts, seus, dela, dos dois!
Abraço!

Dra. Cristiane Marino - Mulheres em Círculo disse...

Donisete, você é um marido, pai e filho de ouro! Parabéns pelo trabalho e pelo amor que tem à sua família!
Ana Paula, curta suas merecidas férias, pois trabalho de mãe e dona de casa é infinito.
Grande abraço para vocês

Luma Rosa disse...

Oi, Donisete!
Que transformação operou na casa de sua mãe! Agora que ela retornou para a sua casa e teve a companhia do filho e netos, não sentirá falta de vocês quando voltarem para casa?
A tecnologia veio para suprir a carência de espaço para brincar. Com um quintal com pomar, pra quê eletrônicos? Quando morava em Minas, a televisão de casa vivia desligada. Até cupim pegou a danada!
Fez um belo trabalho, a casa está linda!! Eu mudava pra lá :)
Bom fim de semana!!
Beijus,

Gracita disse...

Parabéns Donisete pelo belo trabalho e por devolver à Dona Sebastiana o estímulo e alegria para voltar à casa agora mais bonita, alegre e aconchegante
Quanta alegria para a Júlia e o Bernardo poder se divertir nesse contato com a natureza em plena liberdade. Seus trabalho ficou espetacular o que mostra a grande de filho que você é
Um bom domingo para você e toda a família
Um abraço

Pitanga Doce disse...

Ana Paula e Donisete: parabéns pela família tão linda que vocês formam! A casa, o terreiro, tudo ficou muito lindo! Quanto às crianças têm muita sorte em ter um espaço como este para brincar e inventar e cair e levantar comos joelhos esfolados e cheios de "medalhas". Hehe Delícia de infância! Beijos pitangueiros.

Pitanga Doce disse...

Ana Paula e Donisete: parabéns pela família tão linda que vocês formam! A casa, o terreiro, tudo ficou muito lindo! Quanto às crianças têm muita sorte em ter um espaço como este para brincar e inventar e cair e levantar comos joelhos esfolados e cheios de "medalhas". Hehe Delícia de infância! Beijos pitangueiros.

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Donisete. Olá, Ana Paula.
Nos tempos que correm, já se tornou uma relíquia ter família na verdadeira acepção da palavra, notando-se, isso sim, um desligamento sentimental generalizado. E, no que diz respeito à relação de afeto com os mais velhos, o afastamento e o desinteresse ainda é mais notado. Tudo é justificação para passar para segundo plano a atenção e o cuidado com aqueles que dedicaram tanto cuidado e, mais ainda, para não se prestar atenção aos sentimentos e emoções desses: tão preocupados que estamos com nossos próprios sentimentos e emoções. É a falta de tempo, é a distância, são os compromissos profissionais, é a atenção que tem que se dar aos filhos e ao marido/esposa, são as férias sem as quais não podemos passar, é isto e aquilo: tudo justifica a inoperância afetiva.
O trabalho foi intenso, só pela descrição dá para imaginar, porque não foi só pintar a casa - parabéns pela escolha da cor e o detalhe do chão, que está o máximo! - foi o rejuvenescimento do pomar.
Que melhor investimento no carinho da D.Sebastiana!
É pena que depois, ela vai ficar ainda um bocado distante de vocês e, talvez aí, caia um pouquinho o ânimo.
Parabéns para vocês.
Daqui de terras lusas, um beijinho especial na D.Sebastiana.
A vossa família é Família =)

abç amg

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Boa tarde, Donizete, a emoção pegou fundo aqui, pois estou
em situação parecida, mas ainda não tive a coragem que você teve.
Sei que estou errando em ter abandonado de vez a casa onde meus pais moraram e foram muito felizes. Maravilhoso o seu serviço o que deixou a luz dos corações entrarem aí......
Ah! Aproveito para pedir o seu voto para o meu poema que está no espaço da Lindalva. O poema é de número 12. Título: Adeus.....
o endereço é:
http://ostra-da- poesia. blogspot.com.br
É até amanhã á meia noite! Fico-lhes imensamente grata! Abraços emocionados.

lis disse...

Que bacana uma família que compartilha dos mesmos espaços tão harmoniosamente.
Pegou-nos de surpresa porque nao sabia que AnaPaula tinha alguém por perto com os mesmos dons_da escrita e da criatividade.
A casa ganhou mais vida e pareceu-me maravilhoso umas férias nessa fazenda.
Um abraço á família ,em especial ao narrador do 'renascer das cinzas'

Minha vida de campo disse...

Belo trabalho, é bom mudar e com certeza Dona Sebastiana deve ter amado a casa. Uma pintura dá ares e boas energia a casa. Parabéns pelo trabalho e pelo bom gosto na escolhas das cores.
Tenha uma ótima semana.

a flor de liz disse...

Olá, queridos!

Faz tempo que não passo por aqui... Mas sempre que tenho tempo é um dos primeiros blogs por onde passo!
A natureza é maravilhosa! O contato com ela é tão viciante quanto os eletrônicos e as redes sociais que crescem tanto hoje em dia. É só ter um pouquinho de contato que queremos mais e mais! Se eu pudesse, viveria no campo! haha A casa ficou belíssima! Mudar é sempre bom, né?
Sinto muito pelo período de luto. Meus sentimentos a Dona Sebastiana e a todos vocês.

Saudades minha amiga, Ana! Bom saber que você e sua família estão bem! Deus os abençoe imensamente!

Beijinhos e sempre que der, estou de volta!

http://oiflordeliz.blogspot.com.br

Elyane Lacerdda disse...

Que lugar lindo,amiga!
A casa ficou revigorada, as cores nos dão a sensação de vida pulsando,
mesmo sabendo que tudo mudou, que as pessoas já não estão mais ali conosco,
as cores nos aliviam a saudade no peito!
Lindo post!
http://www.elianedelacerda.com

thalento arnônimo disse...

Tive uma dupla satisfação ao ler esse post. Foi um ótimo começo. A blogosfera é um ambiente predominantemente feminino, o que até hoje me deixava incomodado. Parabéns, Donisete. E seja bem-vindo!

Clara Lucia disse...

Histórias nós gostamos, por favor, continue.
A reforma ficou um espetáculo!
Viver o luto e depois sair do luto só é possível com próximos que amamos, que nos dê forças e uma pitadinha de alegrias.
Bom ver família unida, recomeçando de uma maneira divertida, mas ainda com o luto no coração. A saudade fica e boas lembranças serão ditas eternamente.
Beijo em todos!