terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

A explicação

Minha gente, olá, muito prazer!
Eu sou o Donisete, marido da Ana Paula.
Fiquei surpreso de achar essas belas imagens do feijão com terrão. Isso só acontece porque o feijão foi colhido e beneficiado de modo artesanal lá na fazenda dos meus pais. E provavelmente devem ser os últimos grãos do fundo do saco.
Por favor não denunciem senão meu casalzinho de velhos vai preso!
Prometo que vou trazer imagens de como é colhido o feijão e será breve.
A Paula é uma exagerada em falar de tanta pedra! É só um pouco de terra.
E tem que escolher mesmo o feijão,
É um ótimo antidepressivo!
Abraço a todos
Donisete

15 comentários:

✿ chica disse...

rsssssss....Adorei!!!

E eu já estava preocupada!rs... E sabendo que é da roça, só podem ser bons e dos "bão" mesmo esse tal de feijão pedregoso,rs. abraços,chica

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Donisete, kkkkkkkkk! Já está justificado. E a "anta" aqui querendo chamar a polícia e fazer um BO, rs...rs!
Um feijãozinho caprichado desses não é para qualquer um não.
Valeu a "pegadinha". Muito amor para vocês.Vocês são ótimos, kkk!
Valeu!
Um grande abraço e bejos prá vocês.
Manoel

Nyce Pinto. disse...

Olá Ana Paula e hoje "olá Donisete", passando para desejar uma semana de muita alegria e sorriso! Com certeza esse feijão é muito bommmmmmmm, as "pedrinhas" são só um detalhe rsrsrssssss...

Ana Virgínia disse...

Ah.......
Agora está explicado.
Quero ver como ele é colhido...
rs

Abraços.

adela yannini disse...

Lindo!!!! eu amo.
Beijos

Alê Biet disse...

Bom dia Donisete,
que bom que vc denunciou a Ana antes dos colegas denunciarem a indústria que embala os feijões dona Tiana e Sr. Antônio. Até boletim de ocorrência foi sugerido. rssrsrs
E eu com dó da pobre Ana catando esses feijões! Apesar de que isso não tem nada haver, porque estava difícil essa tarefa!

Abraços!

Moro em um Kinder Ovo disse...

A palavra "rústico" justifica e eu sei que a Ana Paula catou pedrinha por pedrinha já que conhecia a origem. Mas fazer um drama faz parte da alma feminina. Identifiquei uma camisa azul no post anterior e aviso que aqui em casa temos também dois cruzeirenses, Um vai no embalo e o outro é fanático. do tipo jurado e sacramentado, com carteirinha de sócio torcedor.

#*Marly Bastos*# disse...

Ahhhhhhhhh e terra da roça nem faz mal né? kkkkkkkkkkkk Sei como é isso, pois fui menina de roça e a gente tinha que catar bem o feijão e depois lavar um tantão.
Ahhhhhhh Ana linguaruda!
Justificado Donisete!
bjks doces

Tina Bau Couto disse...

Mudou tudo!
Pense na Chapeuzinho malvada e no lobo bonzinho?
Pontos de vista são a visão a partir de um ponto. Mudou o ponto, mudou tudo.

Sr. Donizete
Com td respeito, entenda que conversas de cumadres são assim, Deus não participa para não se assombrar...rsrsrs
Essa é uma tentaiva de salvar além da pele dos velhinhos a de sua santa esposa.
Cumadres escritoras então, que não aguentam perder uma deixa para histórias, nem se fala, contam um conto e aumentam as pedras. Normal!

Feijão com terra e pedra porque que é da roça é feijão do bão.
Deveríamos dizer para ser profundos como na crítica aos empacotados, que estamos com muita inveja.

Quanto a catar, eu ratifico que adoro.
Catar feijão, debulhar milho,ariar panela, varrer, lavar, tudo isso para mim é terapêutico. Pratico e recomendo.
Só para registar e arrematar, como as pedras desse feijão são familiares e poéticas eu cataria elas tb.

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi Donizete!
Adorei a sua explicação!!!!

Oi Ana!

Feijão da roça tá perdoado!

Beijos ao casal!

Selma

Li disse...

kkkkkkk.....
Tá mais que explicado!
... e deve ser um feijão maravilhoso!!!

Beijos para você e para a Ana Paula...

Lívia.

Patricia disse...

Mas esse feijão deve ser bom demais!!!!
Bjs

Ivani disse...

Oi Donizete, como vai?
penso que já comi muita terra de sitio, que dá um colorido diferente ao feijão kkkkk.
não comentei na postagem anterior, mas também acho que "escolher" feijão é um ótimo relaxante.
lembro-me que anos atrás a gente nem pensava em lavar e colocar na panela.
Tinha que colocar sobre a mesa e ir "catando", separando a terra dos grãos.
E com isso a conversa rolava, ou então, os pensamentos voavam...
Gostei muito de ler suas palavras, finalmente voce apareceu!
beijos para voce e também para a Ana "exagerada" !!!

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Ana Paula, a nossa amiga Ivani é um amor de pessoa né?
Imagine o tempo que ela estava esperando o Donisete aparecer. Logo logo tá chamando ele de "Doni", kkk!
Beijo
Manoel

VERINHA TIBURSKI disse...

Ana estava lendo o post feijão com terrão e morri de rir, que confusão, kkkkk, coisas que acontece não é amiga, ficou super. Calma Donizete já passou, kkkkk. Ficou muito divertido. Beijinhos.