quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

O rádio

Este não é um post. É um comentário que eu não pude fazer lá no blog da Tina porque nos comentários não dá para colocar foto.
O post dela é este: "Eu ouço rádio, e vc?"
Meu comentário:
Basicamente estou deprimida depois de ler todos os comentários  e concluir, que até o momento que eu tinha lido, só uma pessoa não era de rádio.
Todos ouvem, todos conseguem ouvir rádio.
Eu não.
Amo rádio. Os locutores, as propagandas, ser surpreendida por uma música.
Em novembro passado comprei um. Não queria nada de ipod, iradio, queria rádio mesmo de girar o botão e procurar a sintonia.
Olha que bonito o meu rádio:



Novo, novinho.
Mas eu não consigo de jeito nenhum.
Quando consigo uma sintonia e começo a me embalar pela música, repentinamente a rádio que eu estava ouvindo é invadida pelo Pai José que trabalha com 16 orixás e traz o amor de volta em poucos dias.
Eu acho que 16 é muita gente, ou muito espírito para caber num número só da sintonia, por isso é que de repente eles pulam lá pra cima da música que eu estou ouvindo.
Com delicadeza nos dedos vou movimentando o botão bem devagar para ver se consigo fazer o Pai José ficar lá no canto dele, mas aí...
Aparece um pastor, depois vem o padre e vira um rádio ecumênico e música que eu queria, nada.
Recorri a um recurso que eu não sei a ciência, mas dizem por aí, ou foi o Pai José que disse, nem me lembro, que é esse:


Nem assim tem dado jeito. Já comprei de várias qualidades, das mil e uma utilidades a outros modelos e é sempre a mesma coisa. Uma invasão de privacidade que chego a pensar que este rádio está mancomunado com o facebook.
Hoje pela manhã, até que consegui sintonizar a rádio USP ( a tradição da MPB aqui na rádio USP ), mas foi só eu começar a cantar "eu queria passear de Zepelin"... pronto chegou uma mulher vendendo uma garrafada afrodisíaca, deixa pra lá.
Que eu arranquei a lá de aço da antena e fui arear panela.
É ou não é para ficar deprimida? 
Mas, o Tina, ninguém aí sofre interferências?

( Ivani, você leu o que a Chica escreveu? "Me enfronho de notícias?"O que será que isto significa, será que algo de fronha? )

E assim sigo, agora mais triste ainda porque sinto que eu sou a única des-sintonizada, a única sem uma estação para chamar de minha.
Será que alguém tá interessado em comprar meu rádio? De brinde vai a palha de aço presa na antena. Vai que você prefira lavar louça no silêncio.



19 comentários:

✿ chica disse...

rssssssss...Adorei!! E pra não acontecer isso, o meu é um mini radinho de pilhas( dos bem bagaceiros mesmo) e deixo sempre na mesma rádio. Assim, acordo e por vezes, tenho que esperar pra ouvir meu programa que inicia às 05:30hs, na rádio Gaúcha.

Se eu mexer no dial, não aho mais nada e me irrito pro resto do dia,rs

Preciso me "enfronhar" de tudo que aconteceu,rs... E não é colocar a cabeça na fronha.,rs...


Assim, tenta essa minha tática. Não mexer nunca da posição.Funciona!! beijos,adorei te ler e teu bom humor! chica

Tina Bau Couto disse...

Eu estou aqui me acabando de rir...volto daqui a pouco...

Tina Bau Couto disse...

Grave seu caso!

Me lembrou de uma história, que não é piada. Minha vó trouxe um rádio da Espanha para que falasse em espanhol e desse as notícias de lá. Tadinha!

Meu pai pega sinal de rádios da Espanha lá na casa dele, com bombril, imãs, fios, pedacinhos de placa de metal, alumínio, um "cacete armado" como se diz aqui, em um ponto pesquisado como um cientista louco. E não podemos nem respirar perto.

Acho que vc tem que achar um lugar, um ponto, do teto a um canto.

Já foi feita um pesquisa de ondas curtas, medias, fm, am, enfronhamento nos botões, manual...???

Ele vai pegar. Fé na sintonia!

Se não pegar, vc entra em alguma rádio pela internet, ou na sky, liga o rádio e faz de conta que o som vem dele, só pra não deprimir.

Radinho de pilha é um caso a se pensar, quem sabe em cima da árvore vc consegue sinal :)

Ivani disse...

Oi querida, como disse lá na Tina, estou sem rádio ultimamente, o meu pifou!
era muito vagabundinho, estou esperando ganhar outro.
eu teimo até encontrar a CBN e depois coloco "super Bonder" no botão!!! rsrsrs brincadeira, mas não tiro mais!
tenta encontrar a CBN, voce vai gostar. Aqui a frequência é 99.1, FM.
enfronhar? eu sinceramente não entendi essa dona Chica! favor explicar.
Seria entrar na noticia?
amiga estou com uma gripe que levantei do sofá e vou pra cama agora, horrorosa! reza por mim !!! kkkkk
beijos e até...

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Ana Paula, o que eu teria que escrever para explicar ficaria tão longo que ... prefiro ser conciso e direto.
Falando português claro, o bom bril não adianta. O local que você mora (São Paulo) deve ter uma grande interferência de sinais de antenas de celular, internet,..., além das interferências de motores elétricos. Se você coloca uma antena mais potente (com bom bril) ela vai amplificar o sinal da interferência e você ouvirá o seu rádio com uma interferência mais forte. Imagine você quantos anos o engenheiro de projetos levou para projetar o seu rádio. Aí você pega o danadinho e leva (por exemplo) na avenida Paulista e que que ele pegue a Rádio Globo AM do Rio de Janeiro. Não dá...só pega interferência. Ai você coloca uma antena mais potente do que a que o engenheiro projetou. O que acontece? Acontece que você vai pegar "muito melhor" os sinais de interferência.
Solução:
MUDAR PARA TAUBATÉ, QUE TEM MENOS INTERFERÊNCIA, SENTAR AO LADO DO CARRINHO DE PIPOCA E FICAR SURPRESA PORQUE VAI PEGAR TODAS AS ESTAÇÕES. INCLUSIVE AS RÁDIOS CULTURA, CACIQUE E DIFUSORA DE TAUBATÉ, KKK.
Se acontecesse isso, te garanto que nossa cidade ficaria muito mais valorizada no quesito moral, social,..., e tudo o mais.
Posso não ter ajudado na postagem, mas atrapalhei bastante, né?
(Gostei muito do comentário da Tina. Ela é um barato!)
Beijo
Manoel

Calu disse...

Ahahahahah...assim não dá pra curtir o radinho com um Pai José pendurado nas antenas.
Não se desfaça dele não, tadinho, tão novinho e doido pra cantar.Procura um canto novo na casa pra ele, pode ser que vc o salve das mancomunações astrais.
Bjos, Ana.
Bom carnaval!
Calu

Lacorrilha disse...

Eu saiu sempre deste blogue com dores de barriga, de tanto rir.
Aqui em casa é só malta do som. A minha mãe foi locutora de rádio durante 23 anos e o pai é empresário no ramo do espetáculo.
Beijocas

Luma Rosa disse...

Caramba... Colocar palha de aço na antena, papel alumínio, me lembra antigamente (rs*) Não teria paciência! Pego rádio pela internet, até de blogueira locutora que mora em Olinda... Escuto rádio de todo canto e no rádio normal, só pega a rádio local que só toca um gênero musical, não dá!
Acho que você vai ter que usar o seu rádio novo como auto falante para seu rádio online...rs. Ou quem sabe guardar para levar em uma viagem no campo?
Muito bom, Ana Paula!!
Beijus,

Pandora disse...

Meu pai é ouvinte de rádio AM, odeia FM e as vezes eu entendo o porque... Minha mãe escuta rádio gospel, o dia inteiro, é uma dificuldade achar um pastor que não pregue a teoria da prosperidade, seja demasiado machista ou grite demais, mas as vezes ela encontra e ai é até bom... Eu quando estava na creche na hora da soneca das crianças (11:30 - 13:00) conectava na rádio universitária e ouvia o almoço musical, uma hora de musica instrumental... acalmava a soneca das crianças e meu coração... Mas, por ser forçadamente ouvinte de rádio entendo seu dilema.

VERINHA T disse...

Olá Ana, Não fica triste não, também não consigo ouvir radio, uma porque acaba luz o tempo todo e não consigo pegar sintonia de forma alguma de Belem. E quando consigo colocar na radio local é uma loucura de musicas tecno-brega, um horror. Afff melhor ficar com o radio desligado e ainda ganhei do marido uma lanterna com radio AM-FM, quase que ele me mata de tanto rir, como seu texto que fiquei rindo alto, que a família veio ver se eu estava doidinha, kkkkkkk. Curiosos.
Amiga querida uma maravilhoso quinta feira. Beijinhos.

PS: Uma antena potente ajudaria, já usei muito bombril na antena de TV aqui de casa.

VERINHA T disse...

Faltou dizer Ana, quase morri de rir quando ganhei a lanterna, porque um dia que faltou luz, levou umas duas horas para ligarem, liguei minha lanterna e disse que ia escutar nem que fosse um brega, porem quando falta luz, a radio local também se vai, imagina minha cara de decepção, caímos todos na risada.Beijinhos.

Lola disse...

hewuehheheueu, que saudade tua e d teu blog!!
Sério morri de rir que desenterrasse este Bombril na antena. Lembrei da primeira TV que meus pais compraram( logo que nasci e foi a mesma por anos) e sempre tinha um Bombril na ponta da antena!!!
Sem contar que achei maravilhosa a maneira que escrevesse sobre algo que aparentemente seria banal e passaria sem muita importância... quanta sutileza!
Saudade demais!!!!
Milhões de beijos

Alê Biet disse...

kkkkkkkkkkkkkk!
Ana ACHO que tenho uma solução pra vc, esse seu radio é bem moderninho deve ter entrada USB. Grava suas musicas preferidas num pendrive coloca nele e som na caixa!!!

Beijos!

Ale Quejinho disse...

Puxa, que saudades. Faz um tempo que não consigo parar pra visitar minhas amigas blogueiras. Mas com dois filhos tudo fica mais corridinho. O tempo que era curto simplesmente desaparece. Mas fico contente de ver que seu blog continua interessante como sempre.
Bexos
Qjo

Lorena Viana, disse...

Ráá... menina essa técnica me lembrou o tempo dos meu avós. Esculto rádios todas as manhãs, mas o sinal aqui é ótimo, sem interferência e sem Pai José. Risos.

Teu rádio está novinho! Testa outro lugar...

Beijo carinhoso!
Maravilhoso dia.
Lorena Viana

Laiz disse...

Tadinha!!! Como resolver? O bombril costuma funcionar hahahaha Mas e agora? Muda o lugar, coloca em cima da geladeira, embaixo da cama, fora da casa! Há de funcionar!!! hahahah Só você mesmo Ana!!! Como gosto de como escreve!!! Bjooo grandee

Kellen Bittencourt disse...

Que saga Ana, nem com o bom e velho bombril não resolve o drama, afff, eu nem tenho rádio em casa, só assisto dvd de shows aki, e ouço as rádios da tv a cabo! Como sempre me diverti com a postagem, tomara que vc resolva o drama do rádio rsrs Bjoooss

Alê Lemos disse...

Ana não sei o q vc faz, mas sempre transforma coisas trágicas em cômicas. Eu também sou dessintonizada. Aqui na região que moro é bem dificil pegar sinal de rádio. Há um tempo atrás nós ouvíamos, mas começou a dar muita interferência. Infelizmente não era de exu era de rádio pirata com funks chatos ou músicas nordestinas.

Nina disse...

ahahaha, que legal isso, esse bombril, ahaha, a gente fazia isso com a tv velha e preta e branca que tinhamos nos anos 70, vixi que tu me levou longe agora, Aninha!

Mas tbm ri mt com o pai josé e o pastor, é assim mesmo, ahahahaha, aahahahhaa, to rindo aqui sem parar.

Bom, nao curto mt radio, mas qd viajamos pra cidade dos pais do marido, a gente ouve no carro, porque ele tem que ficar ouvindo sobre o tempo na estrada e os engarrafamentos, entao a gente vai curtindo as radios. Colocamos sempre nos canais de musicas dos anos 80, porque a gente nao guenta mt as musica de hoje, as veezs os filhos adolescentes desligam um pouco seus ipods e ouvem com a gent,e mas geralmente reclamam: ai que brega isso!

Mas aqui nao tem pai jose nao. pelo menos isso, ne?