quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Uma livraria

Uma das coisas que gostamos de fazer quando estamos em outra cidade, totalmente turistas, é sair caminhando para que a gente se surpreenda com algo inesperado. 
E foi assim, caminhando sem rumo, que conhecemos uma livraria encantadora.
Quando nos deparamos com ela, ainda era cedinho, estava fechada.
Guardamos o itinerário e voltamos no dia seguinte.
Até pão de mel ganhamos. Precisa dizer mais?!


Pequena, com uma restrita quantidade de livros escolhidos cuidadosamente pelo simpático casal proprietário.
Nada de pilhas, nada de "todo mundo está lendo este livro".
Um aconchego para os olhos.
É um bebê ainda. Inaugurada em setembro do ano passado, batizada com um nome prá lá de encantador, Poetria nasceu remando contra a maré.
Pequena diante das gigantes e apostando no livro de papel quando os leitores digitais e tabletes sinalizam certa rivalidade.
Mas Poetria acredita ainda naquela página de livro com uma pequena dobrinha, com uma foto de filho para marcar suas páginas, um cheiro, uma pétala esmaecida e tão significativa.
um momento difícil segundo o proprietário. A logística na distribuição não ajuda os pequenos.
Muitos ainda acreditam e eu vou desejar e soprar muitos bons ventos lá para Curitiba, onde ela está ensaiando os seus primeiros passos.
Eu acredito que todas as novas formas digitais de ler são necessárias, importantes. Acredito também na magia do livro de papel.
É mágico, causa encanto.
E existe uma fotografia que traduz em perfeição o encanto de um livro.
Clica aqui para ver. A fotógrafa é mesmo especial! É mesmo gira!

14 comentários:

Christian V. Louis disse...

Ana, dos contatos que tenho, tanto reais quanto virtuais, ainda valorizam mais o livro impresso do que o digital.
Muitos ainda gostam de tocar, cheirar, grafar trechos que consideram importantes...
Creio que para os livros digitais tomarem o lugar dos livros impressos ainda levará um tempo.
O grande problema mesmo está no "todo mundo está lendo este livro".
Também desejo sorte aos donos desta livraria.

=> CLIQUE => ESCRITOS LISÉRGICOS...

Lacorrilha disse...

Eu sou apaixonada por livros. Adoro folheá-los, adoro cheirá-los, adoro ler. E quando cheguei ao final do post e cliquei no link e vi a minha fotografia, até me caiu uma lagrimita. Apanhaste-me num dia em que estou mais sensível, mas com isso fizeste-me ficar com um sorriso de orelha a orelha. Obrigada.
Beijinhos

✿ chica disse...

Que legal e quando encontramos lugares assim que nos deixam em casa e livres pra ler, olhar e escolher é demais! Sucesso e bons ventos pra eles! beijos praianos,chica

Flávia Brito disse...

Amo livros... muito mesmo!!! Gosto de ter, tocar, admirar, grifar, ler dez mil vezes quando gosto. Lugarzinho simpático mesmo este. Beijos!!

Moro em um Kinder Ovo disse...

Querida, quero dizer que pessoas como você sempre moram do lado de dentro do coração da gente. Hoje saio daqui levando um pouco de você e este conselho especial: Experimente ver pela primeira vez o que você vê todo dia, sem ver.

Artesanato Perfume de Pitanga disse...

Olá;

Nossa que é a primeira vez que vejo uma livraria tão encantadora como essa, estamos acostumados a ver aquelas livrarias enormes toda de vidro super moderna né..e confesso que se tivesse uma na minha cidade iria nela toda semana e ainda prefiro os livros de papel!!
Adorei seu cantinho e já virei seguidora, quando quiser venha me visitar vou adorar ter sua presença por lá.

Bjs...nini

Rovênia disse...

Que achado bacana, Ana Paula. Adorei as cores e o nome também. Queria entrar... e cheirar página de livro bom. Um abraço carinhoso :)

Graziela disse...

Adoro livrarias, livros, palavras e escritos.
Ainda nao consegui me conectar aos digitais, sou analogica, cheiro livro, abraco livro, marco livro, empresto livro e devolvo livro.
As vezes acho que sou louca mas depois passa principalmente quando leio posts assim.
Obrigada por tudo, querida.
Abracos
Gra'

Luma Rosa disse...

Livros de papel tem seu lugar cativo e não acredito que um dia eles ficarão na saudade. Percebo que onde vou tem pelo menos um livro no ambiente. Percebe isso?
A livraria parece acolhedora!! Fiquei com vontade de conhecer por dentro!! :)
Beijus,

Marcilane Santos disse...

Nossa que encanto de livraria! Eu iria amar dar um passeio por lá.
O lugar deve ser bem aconchegante e cheio de ótimas histórias. Muito legal esse compartilhamento Ana.

Ah... Falando sobre livros e gente que luta por aquilo em que acredita, queria dizer que os ventos de Curitiba também sopraram lá no Simples Inspirações!!! É... Fiz um post recentemente falando sobre um projeto de distribuição de livros bem legal por lá!
Quando puder, dê uma passadinha: http://simplesinspiracoes.blogspot.com.br/2013/01/gente-que-faz.html

Beijos querida, muito bom saber sobre a POETRIA! Amei o nome.


;)

Tina Bau Couto disse...

Que me perdoem as árvores, mas eu amo papel.
Amei demais o nome, a história, o post, a foto e quero uma filial aqui :)

Meu carinho, poesia, água de cheiro, flores do campo e mto encanto em td canto de sua casa, rua, arredores, alma e coração \o/

Os Mosqueteiros! disse...

Livro de papel... ai, ai... dizer o que? Gosto até do cheiro!!!

Bjos e bençãos.
Mirys
www.diariodos3mosqueteiros.blogspot.com

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Ana Paula, você é mestre em descobrir esses cantinhos. Só por ver a inspiração do nome, já vale a pena entrar e colher histórias. Curitiba é uma cidade surpreendente. A primeira lição de civismo que ela deu ao Brasil inteiro foi o fechamento da rua XV (Quinze, rs...rs) e o asseio que sempre rolou por ali. Nem papel de bala no chão. O paulistano em visita jogava o papel e o curitibano educadamente recolhia e colocava no lixo, sem reclamar. Cuidando e dando o exemplo. O que não da certo lá, nem adianta experimentar em qualquer outro lugar. A colaboração e conscientização da população é muito grande. Por sorte (ou por saberem votar) tiveram um prefeito como o Lerner... Merecem, não é? A gente colhe o que planta.
Adorei essa postagem e a dica da fotógrafa (já estou seguindo).
Beijo
Manoel

Ivani disse...

Oi Ana, meio atrasadinha mas estou aqui. Desejo muita sorte aos donos da Poetria (lindo nome) que sejam bem felizes nessa empreitada nada fácil.
Vi a foto que voce marcou, realmente merecia o primeiro lugar, linda!
vamos à outra postagem! beijos