terça-feira, 24 de setembro de 2013

Futebol - duas situações

Foi erro de digitação.
Quando se soube, era tarde demais.
A folha tamanho sulfite foi distribuída minutos antes de bater o sinal da saída da escola.
Em casa, a menina eufórica falava saltitando
"Agora pode, mãe!"

Inscrição feita no horário comercial na secretaria do colégio.
E a menina assim se apresenta perante o professor



Apresentação breve da filha pela mãe e entrega da ficha de inscrição.
Cara de espanto do professor:
Ah sim, eu não sabia. Acho que escreveram errado aqui - feminino - mas tudo bem, já que ela está assim... Ela sabe chutar?

Mãe fiz dois golaços hoje no treino. Tô com a maior moral lá com os meninos!

***

Passava das oito da noite quando o telefone tocou.
Parei em frente ao visor: número estranho, nunca vi.
( Estranho é isso agora, ver e decidir se atende ou não; antes era só o toque e a gente corria para atender )
Alô.
Oi é a Cíntia.
(                   )
Cíntia, Cíntia, Cíntia, não conheço nenhuma Cíntia.
Ah é a dentista do Bernardo.
( Nossa nunca uma dentista ligou aqui em casa, só secretárias ).
Ah oi doutora Cíntia!
Eu estou ligando porque vou mandar fazer o aparelho do Bernardo e queria saber qual é a cor que ele vai querer.
Qual cor que tem?
Ih tem muitas.
Então azul.
Sabe, dá até para misturar duas cores ou mais.
Ah então azul e branco que são as cores do time dele.
Dá pra por também o símbolo do time; qual time é o dele?
Cruzeiro.
Ah Cruzeiro do Sul, nunca ouvi falar.
Não, não, é só Cruzeiro. Então faz só azul celeste e branco.
Ah que lindo vai ficar ele gosta de constelações? Então fica azul com estrelas brancas?
Não, doutora, é o Cruzeiro, o primeiro da tabela!
Nem se preocupe com isso; não vou cobrar preço de tabela, já que você vai fazer também o da Júlia, vou dar um bom desconto.
( Pensei em falar para ela da raposa, símbolo do Cruzeiro, mas fiquei com receio de aparecer ali um Pequeno Príncipe ).
Obrigada pela gentileza de ter ligado, até outubro.

E o Bernardo que não me abra a boca para reclamar.

15 comentários:

Tina Bau Couto disse...

Adorei!
Estava precisando rir, vc´s são luzes, tipo estrelares, com luzes próprias, em meus dias.

No dia de buscar, diz para ele desenhar o escudo e levar para ela, vai que nasce mais uma cruzeirense por simpatia como tem agora uma aqui na Bahia.

✿ chica disse...

Julinha jogando futebol e com a maior moral com os meninos? rs Só ela, danadinha! E agora tem mesmo cores nos aparelhos . Neno o primeiro escolheu verde e o segundo,(sim pois parece um faquir, come aparelhos. desgasta tudo,sr) é branco.

Bernardo vai gostar! Se eu precisasse colocaria uma joaninha, que tal?rs beijos,chica

Patricia disse...

Adoro a forma como vc escreve!
Bjs nessa criançada linda e que te enche de orgulho.
bjs

Beth/Lilás disse...

Olha que legal, a menina manda bem no futebol e ainda faz carinha de sapeca inteligente!
Aparelhos coloridos agora são normais, na época do meu filho (anos 90) eram bem discretos e eles sentiam até vergonha de usar, mas agora vejo a galerinha toda feliz com os dentes coloridos por aí.
beijão carioca


Calu B. disse...

Agora é minha vez: a menina está toda trabalhada na função__goleadora!Vai Júlia!
Desconto mais que justo,as crianças estão na moda com os dentinhos coloridos.Os meus nem sorriam na época dos aparelhos, rsrsrs...
Bjos,
Calu

Majoli disse...

Oi Ana Paula, saudades.

Que linda sua filha Júlia, jogadora de futebol, parabéns.

Aparelho colorido, Bernardo vai ficar mais lindo ainda.

Um texto leve, alegre e que me deixou super bem.

Abraços Ana Paula.

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Ana Paula, que legal! Fiquei mais fã da Júlia ainda. Acho super bacana menina sem preconceito com o jogar futebol. Conheço um monte, assisto ao jogo delas e dou a maior força. E as danadinhas jogam bem mesmo. Tem facilidade para pegar a técnica do esporte e são mais disciplinadas. Valeu Júlia!

Quanto a dentista do Bernardo, é melhor simplificar porque é capaz dela mandar fazer o aparelho com plaquetas no formato de raposas. Azul e branco já está bom.

Beijo
Manoel

Rovênia disse...

Amei a pequena craque! E que coisa essa dentista... Um divertido post, Ana Paula. :)

REINVENTANDO disse...

KKK..simplesmente ótima as 2 histórias!!
Abraços.Sandra

Bia Hain disse...

Acho bárbaro que a derrubada de preconceitos hoje permita meninas jogando futebol... uma vez joguei rapidamente num encontro entre professoras pela primeira vez, e adorei, hahaha. Adorei as duas histórias. Um abraço!

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

kkkk arrasa Julia, mostra p essa molecada que nós tbém temos ginga nos pés! Adorei! E o aparelho do Bernardo foi muito bem escolhido, penso eu como boa mineira que sou rsrs Bjosssss

Amara Mourige disse...

Linda sua filhota de uniforme com carinha de sapeca, parece que é boa de bola!
Muito legal o texto.
Beijos
Amara

Nina disse...

rrs, que fofaaaaaaaaaaaaa! ai gente, essa tua menininha é uma flor,completa, toda na pétala, um doce, um algodao doce de chuteiras... amei Ju!!!

Marcilane Santos disse...

kkkkkkkkkkkkk bolei de rir aqui!
Vocês são demais!

Carolina Lima disse...

Adorei saber que a Júlia está jogando futebol!!! Uma graça!

Quando criança usei aparelho móvel. Entre tantos que passaram na minha boca, tive um que tinha o desenho do Bidu. ♥

Carol
www.umblogsimples.com