quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Na ausência de estrelas


Fazendo faxina, encontrei algo do qual nem mais me lembrava.
Uma calcinha.
Mas, não é qualquer calcinha. Não, não.
É a calcinha da Rainha.
Estava perdida em algum arquivo aqui do computador e durante a minha limpeza à base de “delete”, eis que a encontrei!

Tem uma história essa calcinha, então vamos lá:
A ausência de um céu estrelado acarreta carências a um indivíduo.
Um céu estrelado convida em primeiro momento à poesia, ao romantismo, ao outro, no sentido mais enamorado que possa existir, às divagações.
Já os que sofrem de carência severa de estrelas, precisam sobreviver como podem. É mais ou menos aquele ditado popular da vida que lhe dá limão.

Eu sofro de carência dos astros brilhantes. À noite quando fico abraçadinha com marido na varanda olhando para o céu, o que vemos?
Aviões.
South African Airways, AeroMexico, Lufthansa, TAP, Gol, Tam...
E assim, na falta de estrelas e na sobra de aviões, para quem reside bem próximo ao aeroporto internacional, temos outros tipos de pensamentos, digamos assim, não tão poéticos.
Imaginamos os que chegam de outros continentes, de repente, o vento sopra diferente e a rota muda e eles, os aviões, passam a decolar, passando bem pertinho da nossa varanda.

Nesse movimento aeroviário, observando um Bristish Airways, que pelo horário, nosso filho que sabe horários e destinos de todas companhias internacionais ( viu só que o a ausência de estrelas faz nas crianças? ) afirmou-nos que aquele pousaria em Londres.
Conversa vai, avião decola, Londres, Rainha, e chegamos enfim ao assunto: quem lava as calcinhas da Rainha?
Marido acha que devem incinerar. Fogueira todo dia pra calcinha?
Sei não. Não me convenceu.
A camareira? Pode ser.
Controle absoluto das peças com chip eletrônico?
O fato é que rimos muito imaginando o destino das peças íntimas da Rainha.

Fiquei tão curiosa que fui procurar alguma informação na internet e tudo o que encontrei foi essa imagem de um engraçadinho que conseguiu surrupiar uma peça e fez leilão com ela!


Chamo à conversa Kellen, do Trilha Marupiara que recente pousou nas terras da realeza.
Alguma notícia Kellen do que e de como fazem com as peças íntimas?
Quem dá mais uma opinião?!
Beijo.

21 comentários:

✿ chica disse...

rsssssssss... Só tu mesmo pra lembrar das calcinhas da rainho, ou digamos, calçolas,rs...

Adorei tua imaginação! E não tinha imaginado que tens o céu manchado de aviões que "espantam" as estrelas...

Se parares pra pensar em quem lava, devemos perguntar qual a marca do sabão em pó, se são secas ao sol, etc...rs...

beijo,chica

Ana Bailune disse...

uau! E ela usa calcinhas bege... como eu.

Anete disse...

Ana Paula, conheci vc lá no blog Recanto dos Autores/Ciranda de Blogs e vim conhecer aqui também...
Achei bem interessante a sua reflexão! Céu, estrelas, Calcinha da Rainha!! Hum, assunto meio polêmico este, rsss...

Um abraço

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

kkkkkkk só rindo, Ana eu visitei o Palácio de Buckingham que no verão é aberto para visitação, vou te falar, pela imponência e luxo de tudo que vi, tipo de cair o queixo mesmo, algo inimaginável, eu diria que elas são incineradas, que a Rainha não as usa mais de uma vez, porém a Rainha é gente como a gente, a danadinha até se disfarça para assistir musicais em Londres, recentemente impedida de pegar um vôo por problemas no espaço aéreo a danada pegou o metro e foi embora, então creio que talvez ela mesma lave as suas calcinhas rsrsr ! Bjoossss

Anne Lieri disse...

KKK...Essa eu nunca pensei!Ficou divertida sua cronica e quem será que lava as calcinhas da Rainha?...RSS..Obrigada por sua participação lá no Recanto e vou visitar o blog indicado por vc para a próxima postagem.Bjs,

Jeanne Geyer disse...

Divulgando o novo blog: http://50nuancesdecinza.blogspot.com.br/
É um blog de poesias e minicontos, pensamentos. Te aguardo. Bjs

Calu B. disse...

Tradicionais , como são os ingleses...acho que tem uma camareira-lavadeira real só pras peças íntimas da Rainha, afinal, o que é da realeza tem destaque no United Kingdon of England.

Bjos, Ana.
Calu

Gracita disse...

Olá Ana Paula
Essa foi ótima. Lembrar-se das calcinhas da rainha. Com aquela pose toda elas devem ser incineradas.
O melhor da vida é você saber que alguém conseguiu dar um sorriso graças a sua bondade, e saber que esse sorriso fez com que a liberdade de ser feliz se aflorasse por onde quer que você tenha passado e deixado o seu sorriso repleto de carinho e afetividade.
Tenha uma semana plena de amor e harmonia
Estou lhe oferecendo um “selo destaque”. Será uma honra se você aceitá-lo. Pegue-o na lateral esquerda do meu blog
Beijos e carinhos
Gracita
” gracita mensagens”

Tina Bau Couto disse...

Na ausência de estrelas, saber a rota dos aviões é uma opção, criar uma família estrelar outra, se perguntar sobre quem lava as calcinhas da rainha também, afinal, viajar pelo mundo e na maionese, é preciso :)

Aqui quase sempre o céu está peneirado de estrelas, deve ser por isso que nunca pensei nas peças íntimas de Vossa alteza, mas movida por sua solicitação de nossas opiniões, desse assunto tão pitoresco, que me perdoem as feministas de plantão, mas acho cá comigo que um rainha que se preze lava as suas próprias calcinhas, uma mulher de um modo geral.
Talvez ela não as lave no banho, mais provável ser numa bacia real, de ouro, com água ternal, mas ela mesma lava. Por tradição, atestado de auto-preservação, sobriedade, intimidade preservada.
Uma mulher que não lava suas calcinhas perde a majestade e tenho dito!

Rovênia disse...

Bom, Ana Paula, eu, se fosse rainha, lavaria as minhas próprias calcinhas. Mas não acredito que não haja estrelas no céu dos aviões. Todo céu tem estrelas, não? Beijinhos estrelados! :)

Orvalho do Céu disse...

Olá,querida Ana
Nunca pensei nisso... rs...
De qualquer forma, vou me deter nas suas estrelas não mais vistas...
Feliz de quem tem um ombro para observá-las à noite ou desejar fazê-lo (em seu caso)....
Mas, as danadinhas são mesmo inspiradoras e brilhantes... aqui (e eme outros lugares onde viajo), eu as vejo sempre...
Bjm de paz e bem

Moro em um Kinder Ovo disse...

Ri muito e vale algumas reflexões:
- a primeira é sobre a Ana Paula: você parece galho em enxurrada, vai engastaiando aqui e ali, mudando de assunto e, o que poderia ser um namorico na sacada acaba parando na calcinha da rainha.
- qual a calcinha é motivo de preocupação? Da rainha dos eventos públicos, cheios de pompa e circunstância ou da rainha que caça acompanhada pelos cachorros e usa roupa mulambenta? A rainha de eventos públicos usa calcinha descartável e a outra faz suas próprias calcinhas com sacos de açúcar ou farinha porque ela é muito pão-dura. E lava com sabão feito de óleo - afinal ela é ecológica e não ia descartar o óleo usado na natureza.

Calíope Corrêa disse...

Vim aqui conhecer o blog e já li um monte de coisa legal!! Já sei que passarei muitos minutos dos meus dias aqui!! rsrs

=}

Patricia Galis disse...

Muito bom será que a rainha mesma lava suas calcinhas? sei não...rsrs

manofernandes disse...

Ana Paula, nada melhor do que a Rainha para compartilhar conosco esse mistério. Qualquer opinião nossa não será REAL, ou melhor, estará fora da realidade do reino.
Valeu a descontração, Ana.
Beijo,
Manoel - Blog do Óbvio

Dama de Cinzas disse...

A minha infância teve céu estrelado, depois de adulta raramente vejo o céu... rs

Beijocas

Luís Fellipe Alves disse...

Olha, Ana, há muito que fui chamado atenção pela questão das estrelas. Não moro em São Paulo, mas aqui os problemas estão se acentuando proporcionalmente. Quando tinha uns 4 anos, sentava no alpendre com a mamãe e ficavamos olhando estrelas. E agora, quinze anos depois, elas estão fracas, pouco nítidas.
Mas gostei dessa busca por outra alternativa. É bem válido!

Gostei do palpite da Patrícia, seria engraçado pensar na rainha, a banheira e a calcinha pendurada pós-lavada pela própria alteza! rsrs

Cissa Romeu disse...

Ana Paula,
tu é um barato!
Estou gostando muito de te ler!

Hummm... sinceramente, se eu fosse a Rainha, usava uma vez e mandava arder no fogo dos infernos :) vá que mais algum engraçadinho, como esse da foto, mostrasse meus 'para-quedas' haha porque vamos combinar, é mais ou menos isso. Lembrou-me também as antigas anáguas.

Esses voos nada poéticos... filhinho inteligente sabe os horários e todas informações, quase como aqueles meninos que vivem no campo e sabem quando vai chover e a que hora. Fiquei curiosa sobre a idade dele, esperto.
E o ser humano se adapta ao meio, já dizia Darwin.

Grande beijo!

Patricia disse...

kkkkk Só vc mesmo pra pensar numa coisa dessas. kkk
Eu acho que algum empregado lava, a Rainha tem cara de que não levanta o braço pra nada. Só manda.

bjs

Etienne disse...

A calcinha da Rainha? Oi?? Rsrsrsrs! Essa foi boa, Ana! Eu adoro avião... Iria ficar na varanda, soltando a imaginação! Bjs.

Filha de José disse...

Ana Paula.
Nunca pensei nisso... na calcinha da rainha.

rsrsrs

bjo