segunda-feira, 20 de junho de 2011

Limonada

E fomos com o nosso limão fazer limonada em Curitiba!
Por conta dos problemas educacionais envolvendo minhas crianças, fomos em busca de laudos, relatórios, gráficos, enfim, essa parte foi feita; ainda estamos longe de resolver a situação, mas está tudo em andamento.
E já que a vida nos deu um limão... é fazer o melhor possível.
Só não imaginávamos quanta limonada iríamos tomar!
As avaliações das crianças foram feitas por pessoas que aliam profissão e amor, e claro esta combinação resultou em alegria, bons momentos, entusiasmo. Nem sentiram cansaço.
Aproveitamos o tempo livre para visitar pessoas queridas que não víamos há cinco anos, passeamos um pouco e bebemos literalmente muita limonada.

Eu já tinha me esquecido das aulas na escola onde eu aprendi sobre homônimos, quando fui parar num hotel homônimo. Nunca mais vou me esquecer desta lição.

Reservas e pagamento feito pela internet, achei estranho logo na entrada o hotel. No quarto quando abrimos o guarda roupa, os cobertores estavam todos embolados e socados lá dentro. E eu fiquei pensando: será que uma nova maneira adotada pelos hotéis, sei lá para ventilar as cobertas. Sério mesmo que eu pensei isto.
Minha filha Júlia, já foi mais ousada no pensamento. Ela me disse que estava muito preocupada e com medo de pegar alguma pulga porque aquelas cobertas pareciam cobertas de pessoas em situação de rua. De trágico ficou cômico porque eu não conseguia parar de rir.
Havia uma solução, claro.
Dormiríamos com o ar condicionado ligado e assim não usaríamos a coberta.
Liguei e o frio só fez aumentar. Desci na recepção pedi para que olhassem o ar que eu não conseguia colocar no quente, quando fui informada que não havia ar quente no hotel, em nenhum dos quartos.
Era três horas da tarde e fazia 7 graus. Perguntei então sobre a nova forma de guardas as cobertas. Foram verificar e me informaram que aquilo era um horror. Iriam ver quem fez a arrumação do quarto.
Dormimos com três cobertores cada um, a janela do banheiro que não fechava, mas dormimos. Melhor nem saber a temperatura da madrugada.
Café da manhã: não tinha nenhum suco de fruta natural. Sim mas tinha limonada de pozinho. Sabe que estava bom!
Sim, decidimos mudar de hotel, mas não havia tempo de pensar nisto agora, porque bem cedinho tinham as avaliações. Voltamos sete horas da noite do hotel, exaustos. Ninguém teve pique nem de pensar para onde iríamos. E assim o tempo foi passando, fomos bebendo bastante limonada, vimos um grupo de jovens atletas franceses, depois chegou um ônibus com o pessoal da melhor idade para dividir a limonada e nesse tempo todo me deu uma baita saudade dos blogs. Como não tenho note,net, nada portátil fui numa salinha usar o computador do hotel.
A vontade de ler, comentar, escrever era imensa, mas passou como num passe de mágica depois que eu vi umas criaturinhas ressecadas pelos cantos.



Fui na recepção solicitar que removessem as tais criaturinhas para não impressionar as crianças.
E não é que na hora de ir embora ganhei um desconto de duzentos reais!
Eita homônimo bom! Mas não me pega mais!!!

5 comentários:

Angi disse...

Oii
que saudades!
Ai guria, que viagem foi essa,credo, aquilo é uma barata?Ei fiquei num hotel tri bom em Curitiba, com café maravilhoso, e era suuuper em conta, 80 pila a diária por quarto que tinha uma cama de casal e uma cama de biliche em cima, não lembro o nome, mas posso procurar,se quiser!
Bom,limonada de pózinho meu marido gosta, eu tomo de vez em quando, até que é bom!=]
SAUDADES MESMO!
Beijão
é minha flor, e de amor, não tem como fugirmos, temos que nos informar uma hora todos passamos, claro que não pretendo incentivar,mas que uma conversa é sempre boa, ah é...
bjosss

Ana Paula disse...

Sim, era uma barata na sala do computador e haviam mais amiguinhas por lá, por isso achei melhor sair sem ler os blogs!!!

✿ chica disse...

Puxa vida!!! Mas pra ler aqui, do teu jeito de contar e até mostrar as "criaturinhas" foi legal,rsrsa

beijos,linda semana,chica

Ivani disse...

Só você mesmo para tirar fotos de baratas! e deviam estar todas mortas, de frio!!!
Eu em...que hotel é esse? como pode oferecer esse tipo de recepção?
Me diverti bastante lendo seu diário de viagem. Tem mais?
Conta pra gente. Seja bem vinda, estava com saudade também.
beijo

Nega disse...

ai que horror..odeio baratas,frio e limonada de saquinho ahahahah pelo menos descontaram no preço final =)