segunda-feira, 6 de junho de 2011

O blog

Tenho lido em várias postagens o porquê de se ter um blog ou o nascimento do blog.
Registrar o dia-a-dia, registrar as lembranças vividas, escrever como terapia, reunir familiares, amigos. Estes são alguns dos principais motivos de se ter um blog.
Quero falar do nascimento do meu blog.
A verdade é que foi, comparativamente, uma gravidez inesperada.
Eu não tinha a intenção de ter um blog. Ele apareceu de repente... Um susto danado.
Depois me acostumei com a ideia e comecei a pensar o que iria fazer dali pra frente.
Contar para os familiares? Ainda era cedo demais.
Esperei o blog crescer para aparecer!

Não é uma brincadeira. Foi assim mesmo.
Eu não entendia muito bem o que era um blog. Conheci primeiro os de assuntos específicos.
Então achava que não era para mim porque eu não teria um assunto específico para postar.
Deparei-me então com os blogs maternos. Encantadores  ao primeiro clik.
Ver fotos de bebês, crianças, cheios de novidades a cada dia, parecia até faltar espaço para tanto assunto.
Nesse tempo minha filha Júlia estava chorando antecipadamente e diariamente porque sua prima querida iria morar em outra cidade por conta da faculdade. Sugeri à “prima”(assim que a Júlia a chama!) que fizesse um blog da sua nova vida, assim a Júlia poderia acompanhar e quem sabe a saudade amenizasse. Ela fez; a Júlia adorou e começou a me pedir para fazer um blog para ela.
Respondi prontamente que teríamos que esperar a prima vir para cá para nos ajudar a fazer um, pois para mim parecia tarefa impossível.
Tanto a Júlia insistiu que eu fui parar sem querer no crie um blog. Sem acreditar fui clicando, clicando; tudo parecendo fácil demais e quando me dei conta ele estava ali bem na nossa frente!
Demorei para acreditar que tinha conseguido tal proeza.
E agora? O que exatamente colocar ali?
Comecei colocando algumas coisas das crianças, porém logo depois a Júlia me disse que queria um espaço só dela para se expressar. E agora com mais prática, foi tranquilo fazer o blog para a Júlia.
E enquanto começava timidamente a escrever, fui lendo sobre o assunto blogs.
Era para ser um diário, desses que muito de nós já tivemos um dia de papel, talvez com  cadeado. Mas acredito que a maioria,  mesmo os que postam diariamente, saíram um pouco daquele ritmo de escrever literalmente o que se passa durante o seu dia inteiro.
Eu mesma tive vários diários, depois eram agendas. Ali eu começava escrevendo como estava o tempo, a cor do céu. Relatava o que fazia no dia, o meu humor, as angústias, decepções, enfim era um retrato fiel, porque afinal a ideia era de que ninguém lesse.
Já nos blogs é diferente. Haverá algum leitor. Sempre te descobrem; mesmo que sejam poucos os leitores.

E como não tenho um assunto específico, fui mesclando um pouquinho do que acontece, com lembranças, com crianças, com poemas que às vezes me arrisco a escrever.
Além de ficar uma recordação para os mais próximos, vamos fazendo amigos, conhecendo leitores, blogueiros, seus estilos e esta troca é muito prazerosa.
Passado o susto inicial de não saber bem o que fazer com um blog, agora estou  passando agradáveis momentos por aqui.
E misturando, uns dias mais, outros em falta, foi algo surpreendentemente bom que me aconteceu.
Ao contrário do meu preconceito com a internet de ser fria, sem emoção, para mim o blog veio como uma lição: é o oposto disso. É cheio de energia, de risadas, tristezas também. Enfim é uma troca deliciosa. Ainda bem que eu tenho um blog, mesmo sem ter planejado!

7 comentários:

Poesia do Bem disse...

Meu blog é desabafo, é ponto de encontrro, é onde rio e choro e desabafo minah dor, é onde eu escrevo amor e peço ao vento que o leve a quem amo

✿ chica disse...

Eu também fui fazendo, sem acreditar que podia...Clic, clic e pronto,rsrs

Adoro esses blogs e a blogosfera;.Uma troca maravilhosa! beijos,tudo de bom,chica

Angi disse...

Ana!
Eu concordo com vc, é uma troca deliciosa! Ainda bem que temos mesmo, porque muitas vezes quem não é mãe, não passa o que passamos, e não entende, mas aqui, todo mundo se entende, claro que não concordam sempre, mas a maioria se entende, e se ajuda!
Beijão
e conta COMIGO!
Angi

Cantinho do Neno disse...

Olá,obrigado pela visita!!
Desejo um ótimo dia pra ti!!!
Bjs do Neno

Ivani disse...

Olha só que lindo! eu também comecei meio que sem saber o que estava fazendo
segui o conselho de uma amiga de Sta. Catarina, e não parei mais.
Adoro essa troca, essa energia que sai da tela.
Gosto do seu blog, tão familia, tão ternura.
Acho que daqui não sairemos mais, não é? a não ser que o "administrador" tenha outro dia de fúria rsrsrsrs
beijos

Patricia disse...

Também comecei assim, sem contar para os familiares, aliás eles ainda não sabem. rs
Sou tímida pra isso. hehe
Comecei o blog por incentivo do meu marido, aí comecei, foi mais fácil do que eu pensei, confesso que sou mais leitora que escritora, mas isso vai mudando aos poucos, né?
bjs

Rafaela disse...

Adorei!! Tb não tenho um assunto específico no meu e nem por isso ele não tem um certo charminho, hehehe...
Beijos e bom finde!!