quarta-feira, 17 de abril de 2013

O cachorro Budha

Já me encantei com o nome.
Budha é um cachorro da roça. Vive lá na fazenda nas Minas Gerais.
Desconhece ração, pet shop, e eu pude ver que ele é feliz.
Espera pacientemente no cercadinho voar um osso pela janela da cozinha. Coisa esta que eu só conhecia de ler em livros antigos, ou em texto de memória de alguns amigos.

Num determinado momento, sentamo-nos na carroceria de uma caminhonete para ir às terras de um parente. O carro seguia devagar pelo chão de terra e Budha nos seguia correndo.
Minha filha me alertou para que eu não me preocupasse com o cão: ele era acostumado a correr boas distâncias e parecia feliz em fazer aquilo.
Quando retornamos, lá estava ele de volta em seu corpo esbelto e olhar satisfeito.
Lembrei-me de quando morei em uma região em que só havia prédios e ali conheci uma nova profissão - os passeadores de cachorros.
Budha estava por ali no terreiro e eu resolvi contar para ele como era a vida de um cão urbano, especialmente estes de apartamento.
Falei que era preciso contratar um passeador de cachorro para que o animal pudesse dar umas voltas pelos quarteirões porque seu dono trabalhava e não tinha tempo para isso.
Budha não acreditou na  história que contei.
Olhou-me muito desconfiado...


Quando se vive em imensa liberdade, é mesmo difícil acreditar em passeadores de cachorro.

Depois pedi a Budha que posasse para um retrato. Ele então ficou animado com a câmera fotográfica e disse que capricharia na pose.
Afinal, esta era a primeira foto dele.
Ficou bem, não acham?!


16 comentários:

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi flor!

Você encanta com suas histórias e consegue arrancar um sorriso da gente, mesmo quando o dia tá mais ou menos.
Belas imagens!
Beijo pra Júlia e um carinho pro dog amigo.

Beijos

Selma

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Ana Paula, rs...rs! Que postagem fofa. Adorei a cara de desconfiado do Budha. Você foi muito feliz nessa foto.
Se eu que tenho menos experiência de ser "cachorro" já fico desconfiado, imagine meu amigo Budha sendo convencido que não pode correr atrás de ônibus e que se quiser passear vai ter que ir junto com um cara que consegue a simpatia dele (Budha) dando biscoitinhos de ração à ele.
Complicado, não é? Osso é bem melhor.
Beijo
Manoel

✿ chica disse...

Paixão à primeira vista por esse Budha que tem a sorte de viver sem frescuradas todas e poder ter liberdade que os nossos não podem ter. A CUCA por exemplo, sabe o que está fazendo? Se atirando atrás dos reflexos de sol que batem na parede da sala. Assim ela fica em pé, horas, olhando o sol e sombras. Pode?

Passeios só de vez em quando! Não se compara a vida deles!

E que lindas fotos, adorei ver a Julia feliz com ele. beijos pra todos vocês! chica

Tina Bau Couto disse...

Ficou ótima a foto que ele posou e a do olhar encafifado tb.
Embora eu tenha que ter feito um esforço para olhar para ele, saltam aos olhos a lindeza e doçura de Ju.

Laços, pet-shops, roupinhas,rações, ossos de mentirinhas, passeadores, isso é vida de cão no que se refere a expressão.

Vida de cachorro é essa do Bhuda, eita mundão véio sem porteira!!!

Majoli disse...

Oi Ana Paula, saudades.

Budha sim, é um cachorro feliz..e faço ideia do quanto ele ficou espantado com o que você contou.

Agora fala sério, ele fez uma pose DEZ para a foto.

O sorriso de Julia, encantador.

Meu carinho pra vocês.

Beijos.

JAN disse...

Ana Paula, esse "Budha" não acredita em passeadores e apartamentos. Há alguns "Budhas" que não conseguem imaginar o que é correr livre...

Que fotogênico! e que olhos curiosos ele tem.

Abração
Jan

Lacorrilha disse...

Adorei, adorei. A minha vive num apartamento, mas a passeadora é aqui a Lacorrilha. E como a Lacorrilha passeia que se farta, a Tita também tem uma sorte danada. E saí todos os dias, nem que seja para ir ali ao jardim da frente.
Beijocas

Rovênia disse...

Meu Deus, que Budha mais lindo! Que sensibilidade a sua! Beijos nesse cãozinho mais fofo! Diga que mandei dois uauas! Beijos, amiga!

EdeEtienne disse...

Eu adoro vir aqui e encontrar posts como este, Ana! Você tem uma maneira "Ana" de escrever e contar as histórias... Obrigada por mais esta! Amei o Budha!!! (Também gosto muito das suas fotos!) Bjs.

Rafaella disse...

Adorei!!!
Muito fofo o Budha...
Deve ser maravilhoso para um animal de estimação crescer num espaço assim, livre para correr, brincar!
Bjs

Moro em um Kinder Ovo disse...

Obrigado pelo texto. Nestes novos tempos os cães urbanos parecem que adestraram os donos e ao invés de companheiros passam a ser substitutos de outros sentimentos. Imagino que o Budha deve ser um bom cão de guarda daquela fazenda do café e do pão de queijo, não é??

Flávia Brito disse...

Ai, é mesmo muito triste a realidade de cãezinhos confinados em apartamentos e tratados feito gente, esquecem da natureza animal e da alegria que é viver em liberdade. Budha deve ser mesmo muito feliz, mais até do que muita gente que como muitos cães vivem em confinamento.

Beijos!

VERINHA TIBURSKI disse...

Olá Ana Paula.
Amei a Budha,bem fotogênica. Fiquei até com invejinha dela, poder correr pelos campos sem frescura.Imagine ela indo morar na cidade e conhecer os passeadores, não aguentaria, perderia o brilho. Infelizmente muitos bichinhos de estimação vivem deste modo convivem mais com os passeadores do que os próprios donos.
Amei as imagens e o lugar.
Belo dia, beijos.

Nina disse...

rsrs, sim ficou bem sim. Engracado é que o nome nao combina com a figura... quer dizer, ate combina se pensar que ele pode ser tranquilao e tal... rsrs, mas nao em gordura ;-)

Luís Fellipe Alves disse...

Brilhante... Quando o rural contrasta com o urbano, tudo vira história. Até a vida dos cachorros! Já vi um cachorro de roça. O pelo branco era todo encardidinho. A liberdade cheirava a terra e chuva. Era um cachorro feliz.
E vi também um cachorro urbano conhecendo a roça! Parecem nunca ter visto terra. Examinam bem rapidamente e já se jogam nela, correm, brincam e vivem, por alguns dias, a permeabilidade do mundo. Menos piso e asfalto, mais terra e felicidade.

Abraço!

Jorge Ramiro disse...

As crianças e os animais normalmente têm um excelente relacionamento. Eu tenho um pet shop e a maioria dos proprietários de animais são crianças.