sábado, 20 de julho de 2013

Paçoca de carne


Quando penso que já vi de tudo, vejo aqui o maridão com um pilão a sua frente. Com força e precisão lá está ele a socar uma carne bem cozida de costela no fogão à lenha juntamente com a farinha de milho e sal a gosto formando a famosa "Paçoca de carne", que para alguns é mais do que uma refeição, é um alimento da alma, porque além de saciar a fome enche a alma de alegria!
Até meus filhos dizem que é uma comida maravilhosa.
Pena que não sobra nada nem para os cachorros, porque a gente come de lamber os beiços!
Eita comida boa!

18 comentários:

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa tarde
Ana Paula

Como vai?Comigo, bem!
...pode acreditar, eu nunca tinha visto e nem ouvido falar de paçoca de carne.Deve ser uma delícia,mesmo!Nossa, carne cozinha de costela no fogão á lenha.
Obrigado pelas palavras carinhosas sobre a "entrevista".De coração!
Belo Dia do Amigo
Bom final de semana
Beijos

Felisberto Junior disse...

sorry..esqueci de falar...
Obrigado pelo carinho da participação em meu blog...
Beijos

✿ chica disse...

Puxa, deve ficar maravilhosa! Deu vontade! beijos praianos,chica

Imaculada disse...

Querida amiga!
Que delícia!!! Obrigada!
Em pensamento senti o sabor dessa farofa... Muito legal a participação do marido!
Aproveite bastante nessa terrinha querida e hospitaleira.
Um abraço carinhoso pra ti e toda família!.

VERINHA TIBURSKI disse...

Legal Ana, bem vida de campo mesmo. Eu adoro paçoca de carne,quanto mais batida melhor.
Um abraço para a família. Beijos.

Beth/Lilás disse...

Não conheço, nem sei o gosto, mas deve ser legal!
Mais legal ainda é ver este objeto que minha mãe, mineira, sempre fala da sua infância.
É uma comida mineira, com certeza, né?
beijinhos cariocas


Dama de Cinzas disse...

Deve ficar bom mesmo!!

Beijocas

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi Ana!

Eu amo paçoca de carne!!!

Tem sabor de aconchego. E quando feita com carinho, por pessoas que nos amam, tenho certeza que é muito mais gostosa aí da.

A melhor paçoca que comi foi um Teresina, no Piauí. Até hoje lembro o sabor de farinha nova, quase adocicada misturada ao sal da carne quase amanteigada... Sabor de saudade, de tempo bom!

Beijos!!!


Selma

Clara Lúcia disse...

Sempre ouvi falar, mas sempre me lembro de paçoquinha de amendoim.... e paçoca é salgada....

Vivendo e aprendendo!

Beijos

Patricia Galis disse...

Quando era pequena e ia para a fazenda da minha tia la no interior do Parana meu tio fazia nossa voltei agora muiiito no tempo rsrs adorei.

Moro em um Kinder Ovo disse...

Estas memórias afetivas permanecem para sempre. Foi natural, com carinho e saudade que o marido relembrou outros tempos.

Tina Bau Couto disse...

Nunca tinha ouvido falar :(

* O nome paçoca é um nome tão sapeca, tão socado.

**Eu adoro experimentar coisas diferentes, entrou na minha listinha de desejos.

*** Lembrei de uma apresentação junina dos meus tempos de escola, meninos com pilão e machucador na mão e meninas com peneiras, cheias de fitas coloridas penduradas e a musiquinha era assim:
"ô pisa o mió - eles socando o pilão

Peneirou xerém - elas sacudindo as peneiras

Repetia

E ai as meninas de mão na cintura e dedinho indicador balançando diziam para os cabras:
- Eu não vou criar galinha pra dar pinto pra ninguém."
:)

Vania Lucia disse...

Coisa gostosa as tradições regionais deste nosso brasil!
Adorei o post, só fiquei com água na boca, rsss...
bjs
Vania

Diácono Gomes Santa Cruz disse...

Ana: Gostei de saber dessas tradições regionais do Brasil mas com esse nome nunca tinha ouvida falar, nem minha nora que é do Recife.
Beijos
Santa Cruz

Calu disse...

Quando me casei fui apresentada à paçoca de carne-seca frita, que me parece um tantinho com esta receita de vcs.Acho que são variações do mesmo tema delicioso.Experimentem acompanhada de manteiga de garrafa(calóóóórica).Uma delícia!
Bjos, Ana.
Calu

Etienne disse...

Eu socava milho pra minha avo... mas o pilao que eu usava era pequenininho. Pacoca (pacoca sem cedilha, coisa estranha, rsrs) de carne, nao conheco... Aproveite mais esta coisa boa, Ana! Bjs.

Rovênia disse...

Nunca comi paçoca de carne assim, amassada no pilão! Tem razão de não sobrar... esse modo de fazer está há muito em extinção! :)

Anne Lieri disse...

Coisa feita com carinho e passada de geração a geração!Nunca comi essa paçoca,mas deve ser muito boa!bjs,