quarta-feira, 31 de julho de 2013

Três limões

Há pouco, na fila do caixa do hipermercado, uma moça finalizando suas compras, um menino de aproximadamente 8 anos, roupas sujas, pés imundos sobre um chinelo tamanho enorme para ele, e eu.
O garoto segurava três limões dentro de um saco plástico.
 - Setenta e nove centavos, disse a operadora do caixa.
 - Só tenho cinquenta, o garoto.
 - Deixa que eu pago, minha fala.
Ele quis me ressarcir com sua moeda de cinquenta centavos.
Neguei.

Paro no semáforo esperando o bonequinho do pedestre esverdear.
Demora.
Esverdeadas esferas flutuam no ar.
Os limões que eu paguei são malabares de semáforo.
Entristeci.
Alegrei.
Alegrei-me tristemente.


18 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Realmente é de rolar lágrima...

Beijocas

Tina Bau Couto disse...

Malabarismo de fato ele faz para ganhar trocados. Faz do limão seu ganha pão.

Rezemos para que ele não seja explorado, maltratado.
Que o trocado não seja trocado por coisas ruins.

Adocemos e esperancemos nossos pensamentos e desejos de limoeiros de frutos bons para esse garoto e para tantos na mesma situação.

Coloque um livro na bolsa e dê ale caso o veja novamente na sinaleira.
Encha a vida dele com olhos de arte e amor.
Vc começou com os 0,79 centavos, que virou post e pode virar um lumiar que estala na magia de encontros.

✿ chica disse...

Tocante e emocionante...Pena!! Pra sobreviver...Dá dó! beijos,chica

JAN disse...

Ana Paula, Deus abençoe seu gesto!
Limão pode virar limonada...

Abração
Jan

Li disse...

Pense que pelo menos nesse dia, seus 0,79 centavos, viraram muito mais do que isso... Quem sabe não viraram esperança...

Beijos!!!

Poesia do Bem disse...

É mesmo uam realidade triste, ainda nessa tua doce alegria pelo fato de ver a criança querer ganhar o pão, mas criança nem deveria trabalhar, passar fome, sofrer, deveria está sempre aninhada nos braços amorosos dos pais com cama quentinha e café com pão.

Marly de Bastos disse...

Ele devia era estar em casa tomando uma limonada e fazendo os deveres de casa... Essa é a nossa desigualdade social e o câncer vergonhoso desse nosso Brasil.
bjkas doces

Beth/Lilás disse...

É uma triste realidade mesmo!
Mas, o que interessa é que você deu de coração, não importa o que ele fez com os limões, você fez sua parte.
beijos cariocas


Moro em um Kinder Ovo disse...

Dá vontade de acolher, cuidar e não permitir que isto aconteça porque nenhuma criança merece isto. Esta é a nossa realidade, infelizmente.

Angi disse...

oi Ana!
Faz tempo que não te visito... e chego logo nesse post. É uma triste realidade mesmo, mas faria o mesmo que você... mil beijos e obrigada por todo o carinho, mesmo quando eu "sumo"!

Ana Bailune disse...

Olá, ana. Acho que você deve alegrar-se, pois esse menino terá um lindo futuro. Ele conseguiu pegar os limões que a vida lhe apresentou e fazer deles algo construtivo - ainda melhor que uma limonada: arte.

Bruxa disse...

Bela escrita.
Também não saberia dizer meus sentimentos - feliz por ajudar, triste por vê-lo ali...
Linda tarde pra vc.

Fênix27(Célia Maria) disse...

Olá!
Vivemos com essa realidade,em cada esquina,em cada semaforo são os pequenos artistas para ganhar o seu pão.
Deus ver com bons olhos aqueles que estende a mão para ajudar ao seu próximo.Digno o seu ato de caridade e bondade.
Vim do blog da amiga Marly Bastos,adorei e já estou a te seguir.
Faço o convite para que conheça o meu blog,espero que goste.
Felicidades.

manofernandes disse...

Ana Paula, muito real e muito linda essa postagem e só me resta dizer o que senti:
"Entristeci.
Alegrei.
Alegrei-me tristemente."
Beijo!
Manoel

Clara Lúcia disse...

Poucas palavras e tô aqui, chorando... ah, que mundo injusto!

Beijos

Zizi Santos disse...

Escrita sensível.
De calar nossas palavras.
Uma triste realidade, que se vê muito nas ruas das cidades brasileiras.
Ana,
um beijo
Zizi

Graziela disse...

Sem palavras.
Abraco aperta para voce.
Gra'

Anne Lieri disse...

Que coisa,Ana!É uma história de cortar o coração,realmente!bjs,