terça-feira, 6 de agosto de 2013

Monopólio facebook

Facebook: ame-o ou deixe-o.
Não tive nenhuma dúvida, depois de pouco tempo utilizando a rede, em responder a esta pergunta.
Deixei-o.
Era um misto de tempo a mais utilizado ali e que eu não dispunha, e a não identificação com o "estilo"da rede e ali eu não reencontrei amigos de colégio. Naquele tempo eram esses os motivos.
Hoje, a pergunta para mim já não seria simples de responder apenas com um sim ou um não.
Lancei um livro e talvez vendesse mais se estivesse ali.
A visibilidade do blog integrado ao facebook talvez fosse maior.
Muitos blogueiros que eu admirava e ainda admiro, fecharam seus blogs e estão somente por lá, no face.
Fico fora de muitos sorteios porque não curto as fanpages.
A rádio que eu ouço realiza promoções e interatividade sobre programas, assuntos polêmicos somente via facebook.
O jornal que leio complementa suas matérias através do facebook...

Quando não há alternativas, o nome disso é monopólio.
E parece não estar havendo alternativas. Alternativa viável.
Muitos tentaram o Google+, mas ele não "pegou"como o que seria hoje o terceiro país do mundo com mais de 1,1 bilhões de usuários.
O facebook não seria apenas o terceiro país; sua conduta seria equiparável à da Coreia do Norte.
Censuras a fotos de bebês sendo amamentados, fotos das índias do Alto Xingu em matéria que retrata toda problemática indígena, censuradas.
Não há como argumentar.

A migração de uma pessoa, ou um grupo em nada afeta o gigante.
Deixei-o, porém quando a ocasião permite, peço a alguém conectado que me permita dar só uma olhada. Mendicância é o nome disso.

Talvez eu devesse estar ali. Reabrir meu perfil, adicionar amigos, curtir.
Ainda não sei. Está parecendo cada vez mais impossível escapar da grande rede.


19 comentários:

Poesia do Bem disse...

É verdade Ana, eu fiz o face , mas amo meu blog, porém percebo que as pessoas têm preguiça de ver o link e vir no Poesia ler as poesias e só gostam de curtir, nada de comentar, nada de uma palavra "amiga. Até criei a fanpage do blog, mas lá só posto alguma poesia ou os links, as fotos depois de um certo tempo que publiquei por aqui. e ainda assim muita gente não vem, não gosta mais de ler, se ler um livro tá por demais, imagine ler um blog.Percebo que as pessoas só querem mais "curtir" Uma falsa interação.

✿ chica disse...

Não troco o calor do contato apesar de virtual como lá, dos blogues , onde parece podemos senti se ao escrever uma pessoa está bem ou nem tanto. Comigo acontece isso. Me pego pensando:
Hoje ela não escreveu com um sorriso. Estava séria, sizuda. E por apí vai minha imaginação.

Enquanto der, fico por aqui! beijos,tudo de bom,chica

Moro em um Kinder Ovo disse...

Quer saber? Não tem como fugir. O importante é ser verdadeira e não achar que tem a obrigação de ser feliz porque no face todos são sempre felizes, estão viajando, tiram fotos lindas de restaurantes onde nunca fui, estão sempre lindos, tem trozentas curtidas por dia e um milhão de amigos.

Trilhamarupiara por Kellen Bittencourt disse...

Oiii Ana saudades do seu bom humor e das suas opiniões, amiga eu não consegui escapar do Face, sigo refém dele kkkkkk, não pretendo abandonar o blog mas sem duvida tbém conheço muita gente que já o fez, como moro longe da familia e dos amigos, o Face é um canal de comunicação essencial p mim, ali pelo menos não me sinto tão por fora do que acontece com meus amigos e familiares rsr quanto a Fan Page, tem feito toda diferença no meu caso nas visualizações do blog! Mas sem duvida tem que haver policiamento pois ficamos acorrentados e o nosso tempo muitas vezes é seriamente comprometido! Bjinhosssss

Suzy Rhoden disse...

Ana Paula, talvez você nem tenha percebido, mas dei uma sumida: época de férias, saí com as crianças e desconectei, por isso a demora em aparecer por aqui. Mas, confesso, o facebook está mais presente em minha vida do que eu gostaria, muitos contatos meus giram por lá e, ao contrário de ti, reencontrei e continuo reecontrando muitos amigos antigos através da rede. Vejo os dois lados e sou adepta do equilíbrio: uso, mas não como um vício, procuro ser sábia. Fugir completamente seria como ir colonizar a lua: coisa para poucos, raros.

Beijão, boa semana!

thalento arnônimo disse...

Sobrevivo como “heavy user” de ambos. Tenho a consciência de que são mundos diferentes, inconciliáveis. O que se diz em um não se diz no outro. O blog é um espaço público que dá a liberdade de escrever sem aparecer. O Facebook é um espaço restrito que oferece uma exposição exagerada. Misturar os conteúdos seria catastrófico.

Lúcia Soares disse...

Ana Paula, gosto do FB mas gosto muito mais dos blogs. Neles podemos nos mostrar mais e sermos lidos com atenção. No FB tudo passa muito rápido, a página "desce" numa velocidade incrível e fica-se meio perdida. Fico tentada a sair, mas gosto das pessoas que encontrei por lá, além do contato com a família. Mas se pudesse voltar no tempo, desistiria de entrar. rs
Beijo.

Renata disse...

Oi Ana, obrigada pelo comentário!
Achei bem interessante seu post, e é bem por ai mesmo ;)

eduardo medeiros disse...

Pois é!

Muitas vezes me pego fazendo as mesmas reflexões; mas a verdade é que fiquei dependente do tal facebuk!!! principalmente pelos grupos de discussão de tamas que eu gosto; isto me prende ao dito cujo. Muitas vezes fico mais de uma semana sem escrever nada no meu blog por conta do tempo em discussões e bate-papo.

Mas como já diz o velho ditado, se não pode com o inimigo, junte-se a ele!!! o Face é tão paradigmático, que ainda não entendemos bem o seu poder sobre nós.

abraços

Edu,

www.veredasdopensamento.blogspot.com

www.revistecadoedu.blogspot.com

Tina Bau Couto disse...

Segundo Suzy sou rara, adorei isso. Colonizadora e habitante da lua. Eu até venho escrevendo sobre ser interplanetária, por me identificar com marte, saturno e outros planetinhas, mas com a lua minha paridade era emprestada de Clarice, a inconstância.

Sobre o Face não acho necessário, imprescindível, não discuto mais sobre o assunto e só justifico e argumento sobre não ter quando estou muito afim de falar ou sem assunto.

Não tenho face, não sinto necessidade nem utilidade em ter, não bebo, não fumo e estou vivendo, me socializando, participando de promoções, lendo, ouvindo e baixando músicas, me informando, sabendo de fofocas, modinhas, notícias, não espio nada através do face de ninguém, vale pontuar e vou indo muito bem, obrigada!

Débora disse...

Oi Ana!

amei receber sua visita!
Também penso como você...sou um tanto avessa ao Face. Tenho um que transformei em Fan Page para divulgação do meu trabalho e para isto é muito bom. O resultado é bem legal, porém amigos, família me enchiam a paciência para fazer um pessoal como forma de manter um contato rápido, já que a família não mora perto, ver fotos, estar sempre "atualizada" doas acontecimentos depois de uns poucos cliques, mas confesso que não tenho paciência, mas enfim me rendi e entro uma ou duas vezes ao dia para me atualizar...rs
Bj

Rita disse...

Olá td bem por aqui, vim agradecer seu carinho
no meu aniversário, desejar sempre o melhor pra vc
Gosto do Face, mas o Blog é meu refugio adoro aqui demais
Venha participar do sorteio do meu Blog será bem vinda (o)
Abraços
Rita
http://cantinhovirtualdarita.blogspot.com.br/2013/08/sorteio-do-cantinho-virtual-da-rita.html

MANUEL GOMES disse...

Ana Tens toda a razão tenho facebook mas não deixo por nada deste mundos os meus blogues. Já estive para fechar a minha pagina do Facebook ainda não o fiz porque tenho muito amigos que são de loge e é atraves do facebook.
Beijos
Santa Cruz

meus instantes e momentos disse...

o blog é um prazer, o face um vicio.

Calu disse...

Tua opinião me esclarece ainda mais sobre meu descaso com o facebook.Não penso em me filiar e nem trocar a blogosfera, ao menos em prazo curto.Gosto das interações,das trocas, das informações...sou apegada, rsrsrsrs

Bjkas, Ana.
Calu

A BETI disse...

Olá Ana Paula!
Acredito que o face dá menos trabalho do que manter um blog, pois já pensei em ficar só com o face, mas existe amigas que mesmo sendo virtual parece que somos intimas e não posso ficar sem noticias rs...rs..e quanto ao numero de "amigos" que aumenta rapidamente é espantoso. No blog já fica mais difícil, a postagem precisa despertar atenção ou o carinho das queridas amigas.
Uma bela tarde para vc!
Bjsssssssssssssssssssssssssss

thalento arnônimo disse...

Confesso... Usei o seu post como inspiração para o meu.

VERINHA TIBURSKI disse...

Olá Ana
Já faz um tempo que exclui o meu por achar as pessoas por lá muito frias, também até comentei com uma amiga que ela pessoalmente é bem mais simpática, as pessoas mudam muito de comportamento por lá e outra em vez de usar palavras o meu era repleto de cartões com palavras dos outros.
Por varias e imensas razões me fazem não querer mais o face na minha vida. Não quero influenciar ninguém, só digo que hoje penso assim, porem posso mudar de idéia amanhã, vai que fique louca...rsrsrs... Beijinhos.

Dama de Cinzas disse...

Acho que bom senso é tudo! É o que tento aplicar para usar a internet sem que me sinta usada por ela. Tem momentos que me sinto engolida pela rede, mas na maior parte do tempo estou no controle.

A verdade é que internet já é parte da nossa vida, como um parente... rsrs

Redes socias, Facebook, tem como usá-los sem viciar, eu sou a prova disso, mas o que vejo de gente que não fica meia hora longe é impressionante.

Beijocas