segunda-feira, 26 de agosto de 2013

O Chico

A sabedoria popular, mais especificamente, a sabedoria de mulheres mais experientes, recomendou-me quando eu esperava o segundo filho ( a Júlia ) que eu comprasse um presente para o primogênito e lhe dissesse que quando eu voltasse do hospital com a irmã, esta lhe traria um presente.
Não sei bem a eficácia dessa atitude. Sou filha única. Segui, porém o conselho.
O mais difícil, além de encontrar um presente que o menino fosse gostar, foi lembrar o marido no dia da alta de colocar a caixa embrulhada no porta-malas do carro.
Deu tudo certo.
Antes de continuar, preciso tirar uma dúvida: e quem tem quatro filhos, o último leva três presentes para  seus três irmãos? Chica? Calu? Mais alguém com quatro ou mais filhos?

Escolhi um boneco do Chico Bento para presentear Bernardo. 
E foi uma escolha acertada.

Bernardo não sabia nada sobre a vida de Chico Bento contada por Maurício de Sousa nos gibis.
E esse desconhecimento permitiu que ele, no auge de seus dois e três anos e o Chico trabalhassem juntos e incansáveis na construção de ferrrovias por todo o Brasil.
Bernardo fazia os mapas


Era um trabalho exaustivo. Falava o tempo todo com Chico


Chico gostava de brócolis e chocolate e vestia camisa de botão para passear


Foram tantos trilhos, tantos caminhos e não é que o Chico cresceu e veio morar na cidade?


Perdeu o caipirês, usa camisa de botão e estuda Agronomia numa faculdade.
E assim o caminho dos antigos amigos se encontram novamente aqui na cidade!
A partir de terça-feira nas bancas.

É fato que tenho preferências pelo Chico que trouxe lá da maternidade, mas também quero conhecer o outro.



16 comentários:

Beth/Lilás disse...

Ana,
Seu filhote Bernardo é um fofinho e você, certamente, lia pra ele essas historinhas do Chico Bento, pois ele ainda era bem pequenino, claro.
Esta é uma boa ideia para quando vem outro irmãozinho na família, sempre lembrar de levar algo para o irmão mais velho e se tiver mais de dois, três, não tem jeito, vai ter que gastar sim. hehehe
beijinhos cariocas



Marly de Bastos disse...

A sua ideia foi muito legal, eu não tive a mesma ideia e acho que como o Isaac so tinha 11 meses ele nem entenderia isso, como também não entendeu a chegada de um bebe que roubou as atenções dele [um pouco] e o que eu descobri que ele não aceitou eu ter trocado os cobertorzinhos dele por um cobertor de solteiro.
Eu adoro o Chico Bento e se nós evoluimos pq ele não?
bjkas doces e boa semana.

Tina Bau Couto disse...

Também quero :)

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Ana Paula, gostei muito da aula de psicologia infantil. Genial essa ideia. Claro que dá certo. Eu até acho que o Bernardo é mais um colaborador na evolução da Júlia do que um "filho concorrente". Ele parece muito seguro e conhecedor do "Organograma Familiar" tipo: Mãe é mãe, Pai é pai, Filho é filho e Filha é filha. A soma de tudo isso é Família, certo?
Adorei a postagem e matei as saudades. A propósito, eu tenho 4 filhos. 3 meninas e 1 menino. A gente dizia que o presente era o irmãozinho. Nunca tivemos problemas com ciumes, todavia agora está começando a ciumeira entre eles. Acho legal porque para mim é uma situação nova e que a gente tem que resolver, todavia eles é que tem que se entender. Damos poucos palpites e observamos muito, kkk!
Valeu, Ana!
Beijo!
Manoel

✿ chica disse...

Te ler é muito legal! E Ver Bernardo,lindo!


Aqui em casa sempre, mesmo quando nasceu o 4º filho, os outros ganhavam presentinhos!

Adorei ver o Chico Bento e sua evolução, seus trabalhos. Lindo post! beijos,chica

Tina Bau Couto disse...

Voltei! Ontem respondi já tarde da noite do celular de meu marido e por causa da minha má relação com o corretor ortográfico, fui breve.

Amei o desenho rabiscado, amo desenhos infantis rabiscados. Meu filho tem uma coleção de mapas, td tinha que ter um mapa.


Na foto com o balde na cabela e armengues, ele está um legítimo menino maluquinho. A cara está de poucos amigos, a aventura devia ser dura nesse dia, imaginei.

Eu amo o Chico Bento, tem até post no formo sobre ele por lá e a revistinha dele jovem para mim era novidade, vou comprar na banca, não para meu filho, para mim mesma, estou louca para saber se ele e Rosinha seguem firmes e quero acompanhar o casório.

Abraço da roça \o/

Rovênia disse...

Adoro essas suas histórias com as crianças. Tenho até uma pitada de inveja (no bom sentido) de não poder passar mais tempo com as pequenas. Beijo carinhoso para essa família linda! Adorei o balde na cabeça!

Luís Fellipe Alves disse...

Sabe aonde em viajava com as histórias do Chico Bento? No dentista dos meus pais. É um consultório mais calmo, então eu perdia a noção do tempo lendo. Era maravilhoso! Teve um dia que fiquei tão agarrado a história, que não quis ir embora. O dono da clínica acabou me dando o gibi!

Balde na cabeça para proteger as ideias fantásticas? Gostei :)

Ah, eu adorava mapas. Mas eram mais imaginários que desenhados. Fazia trilhas de caça ao tesouro no rancho da vovó. E o tesouro estava sempre na prateleira. (É que lá tinha bolacha!) rsrs

Moro em um Kinder Ovo disse...

A família do meu marido sempre gostou de revista em quadrinhos (por lá, ainda encontro Mandrake, Fantasma) e a turma do Maurício de Souza ainda moram ali. E eu amo estes personagens.

Calu disse...

Ana,
mas que fofura este cartógrafo-mirim, rsrs...
Eu não fiquei sabendo desta prática.Aqui em casa foi tudo na rotina mesmo.Chegou, chegando, tomando espaço, entrando no ritmo.Se seu soubesse desta pequena magia até que seria muito bem vinda.
Sou fã do Chico e do Bernardo, também.
Bjooos,
Calu

VERINHA TIBURSKI disse...

Adorei a idéia Ana, bom concelho, eu não levei presente algum para a filhona ela já estava com doze anos, então foi uma festa quando fiquei gravida, ela ganhou uma boneca irmã como ela mesma dizia. Já imaginou quando gasto se tiver mais de dois...rsrs
Adorei o texto Ana e o Chico Bento e toda a turma do Mauricio de Souza também fez parte da historia desta família aqui.
Também quero conhecer este Chico moderno, mas será que vai ser legal?
Beijinhos.

Rita disse...

Boa noite!!!
Minha querida escritora adorei essa carinha linda ai, e ler Chico é maravilhoso...tenho 4 filhos viu rsrsrsrsr parabéns pelo belo que posta aqui...E sobre seu livro li apenas uma crônica, como minha família toda le então ele esta rodando por ai , quem leu primeiro e parabenizou foi minha mãe de 82 anos que adora uma leitura obrigada pelo carinho de sempre abraços!!
Bjuss com carinho
└──●► ¸.·*´¨) ¸.·*Rita!!

Lola disse...

ehheeh, na casa dos meus pais era a mesma coisa. Quando um bebê nascia vinha um presente para cada irmã(3 meninas!). E Acabei fazendo isso com o Arthur quando a Ton nasceu..
E o Chico ainda existe?? Deve ser uma Ótima lembrança.
PS: Não gostei do Chico adulto, pra mim ele é uma eterna criança.
Beijões Ana!
http://antonellaesuaboneca.blogspot.com.br/

Flávia Brito disse...

Ownnnn... que fofas essas bochechinhas do Bernardo. Adoro o chico e seu jeitinho e agora que sei dessa do presente vou reclamar os dos dois irmão que tenho e nunca me trouxeram nada.... kkkkkk.

Beijos!!

Alê Lemos disse...

Nossa e como o Chico Bento ficou gato! Eu quero tb kkkkkk. Aqui em casa nao foi bem assim. Meus pais compraram uma caminha pro meu irmâo e desarmaram o berço dele uns 3 meses antes de eu nascer. Quando vim ao mundo eles remontaram o berço pra mim achando que meu irmao tinha esquecido dele. Ledo engano! Meu irmao morria de ciume de mim kkkkk

Etienne disse...

Eu não tenho experiência... mas daria presentinho, sim, pra todos! Chico cresceu? Não sabia! Lembro dele, e de toda a turma, com muito carinho. Adorei o post. Um encanto! Bjs.