quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Eu comento, tu comentas

Liberar automaticamente ou moderar. Sobre comentários em blogs, isso era tudo o que eu sabia e me ocupava quando criei meu blog.
Havia também uma outra preocupação, da ordem das etiquetas, de que não se deveria em um comentário pedir para a pessoa te seguir, ser insistente, ser chato, ser "segue que eu sigo de volta".
Fomos aprendendo.
Era bastante comum postagens com dicas de como blogar, listas do que não se deve fazer, como ter mais seguidores...
Mais um tanto de tempo passado e a impressão que eu tenho é que, aqui pelos blogs, já não há mais a necessidade, a ansiedade de alcançar um determinado número de seguidores. Isso agora migrou, por exemplo, lá para o youtube.
Aliás, a discrepância entre o número mostrado em seguidores e o real número de leitores que comentam é gigante.
O próprio tempo trouxe uma peneira e funil para os blogs. Ficaram os que realmente gostam da escrita, da fotografia compartilhada. Chegaram os que realmente estão em afinidade com esta plataforma.
E nesse tempo também, penso que os comentários, a maneira de comentar talvez tenha se aprimorado.
Um tanto pela perda da "vergonha", da timidez, do exercício constante em comentar, de uma certa intimidade que vai se tendo com o blogueiro, com o seu estilo.
Há comentários que são uma extensão do assunto abordado na postagem. Agrega, enriquece.
Outros são mesmo a visita agradável, não importando o número de palavras deixados ali.
Há um tipo de dinâmica que venho apreciando cada vez mais em dois blogs que eu sigo, que é o da Bia Hain e o da Mi Colmán. Há outros sim, mas estas blogueiras me chamam a atenção pela atenção que elas dão a responder cada comentário.
Só que elas vão além: respondem lá no blog delas e também interagem nos outros blogs.
Escrevo isto, porque tenho ido a vários blogs que respondem os comentários, mas ficam apenas ali.
E eu, particularmente, gosto de interação.
Preciso e quero melhorar, aprimorar meus comentários.
Não tenho o hábito de responder em meu blog. Raramente o fiz.
Na maioria, quando me deixam uma pergunta, vou até o blog da pessoa responder.
Penso em arriscar uma mudança. Por enquanto é só pensamento.
Agora, eu gostaria de saber de vocês: gosta de comentar? Quando você sabe que o blogueiro responde aos comentários, você volta lá para ler? Já conheceu blogs, postagens em que os comentários são uma extenção do assunto?
Bem, se quiser comentar, ficarei feliz!
E se quiser fazer um post inteirinho falando sobre isto, por favor me convide!

21 comentários:

✿ chica disse...

Ana, mais um texto tão bem escrito! E acho muito bom que os que restaram sejam os que realmente gostam de nos ler e dos b=nossos blogs, sem aquela chata preocupação de fazer números de seguidores aumentas, com os convites chatos daquele tipo.

Tenho um ou dois blogs onde respondo por lá ,mesmo sabendo que as pessoas na sua maioria, não voltam pra ler(. Até mesmo eu, não volto, pois o tempo seria insuficiente pra isso!)

Também gosto dos comentários da Mi e da Bia, bem cuidados,feitos com a presença realmente ali...Muito legal! bjs às três! chica

Paula Louceiro disse...

Ana Paula, eu sempre comento quando tenho algo a acrescentar. E tenho o costume de ler os comentários também, além do post em si. Muitas vezes encontramos coisas muito interessantes nos comentários.
Eu de um tempo pra cá também passei a responder no meu blog, porque vi uma pesquisa que muitas pessoas retornam para ver os comentários.
E sempre que posso visito blogs, porque isso me acalma. É bom ver o que está acontecendo por aí.
Beijos

Bell disse...

oiii

Eu respondo tb pelo meu, mas procuro diariamente visitar os blogs que sigo, claro que não dou conta né? rs...

Afinal vc senta na frente do pc, pensando vou ficar aqui meia hora postar e visitar e vc não sai antes de 1 hora rs...
Loucura total.
Não busco fama, não busco dinheiro, busco compartilhar e distribuir carinho e amizade.

bjokas =)

Tina Bau Couto disse...

Ótimo tema e abordagem!

Eu e vc temos muito poucos comentários eu acho e geralmente das mesmas pessoas.
Porque não temos face será?
Por que falamos de coisas poéticas e cotidianas?
Porque não temos apelos comerciais ou sei lá porque!

Muitos dos nossos blogueiros vizinhos tem comentários de cinquenta pra cima e tem os com posts constantes muitos sem nenhum comentário.
Dentro da idéia de diário os posts valem com registro pessoal, auto terapia, ai comentários ñ são imprescindíveis para ter sentido
Noutra ponta e determinados posts e assuntos pedem e são pedidos e propostas de interação não havendo, o sentido fica comprometido, pobrinho e dá uma desanimada.

Eu acho, que nem o pequeno príncipe que número não é o legal da coisa. Comentários tipo prontos e colocados em todos os blogs ou: Legal, Lindo e o concordar com td, o sentimento de nem leu, sem o pessoal envolvido a mim não faz brilhar os olhos.
E no mundo do volume muitos desses comentários é o que vejo.
Em alguns casos não e acho fantástico.

Gostaria de mais comentários e participação com atenção, valendo até os não li mas vim dizer oi, li rápido mas acho isso ou aquilo, mas popularidade tem muito de unanimidades e máscaras e eu tenho avessos as duas coisas.

Percepção minha recentemente comentada por mim em um de meus próprios posts é que, assunto polêmico ou de minorias fica lá no vácuo

Eu comento as vezes pra complementar, as vezes pra dar apoio, incentivar, perguntar, questionar. pra retribuir visitas, atenção, comentários..

Respondo raramente lá no blog

Quem sei responde aos comentários em seus blogs volto para ler a resposta ao meu e comento mais e volto quanto render

Leio posts e por vezes os comentários

Me sinto a vontade de comentar comentários (não sei se isso é feio

Acho que já comentei demais né?
Ou não?

Poesia do Bem disse...

Olá Ana como sempre sábia, eu tabém concordo que o bom dos blogs seja a interação, as visitas feitas como a um amigo, a uma casa, e se o assunto muitas vezes nem seja do agrado ou em algum ponto não concordemos, mas que vaila como leitura e interpretações. Também não tenho o costume de comentar respondendo no meu blog, sempre vou nos dos amigos a visitar, e existem uns qua sou fã de carteirihna e fico ansiando a postagem como o seu, da Chica , da Tina, do Toninho entre outros

Majoli disse...

Oi Ana Paula.
Gostei da colocação e eu, lá na Bia, volto sempre pra ler o que ela me respondeu, e confesso que quase, em resposta à resposta dela, rs, deixo outro comentário e isso se estenderia muiiiiitoooo.
Eu ando bem desanimada em postar e visitar os amigos, que em algumas postagens minhas os comentários não enchem uma mão, mas fico bem assim mesmo, pois o que escrevo sempre me faz um bem danado, seja o mais simples que for.
Beijos de uma boa noite.

Carmen disse...

Gostei do tema! Meus pitacos rapidinho:
Desde novembro estou no FB,com uma página pessoal,mas cheguei a conclusão que prefiro ainda o "ritmo" mais lento dos blogs.
Comecei com o blog em 2011 e acho que ainda peguei uma fase mais gostosa de interação, mas de repente, a grande maioria deu uma cara mais técnica para as páginas, voltadas mais para vendas e "senti" que ficou um ambiente mais frio.Sou fã de carteirinha da Chica,pois vejo esta "joaninha" visitando as amigas, com a maior boa vontade e simpatia.Não tenho o hábito de responder na minha própria página, mas tbm estou pensando em agir de modo diferente,pois embora eu vá visitar a pessoa que deixou um comentário, pode ficar a impressão de "vácuo".
Ultimamente tenho visto uma movimentação para voltar a dinâmica dos blogs e estou gostando da ideia!
Bjs e até breve!

Fernanda Sartori Costa disse...

Ana,
Realmente o número de seguidores e o número de recados é infinitamente menor. Não tenho o costume de responder ou deixar comentários sempre. Na grande maioria das vezes é por falta de tempo, quero ver tudo, ler tudo e quando vejo já passou horas. Mas vira e mexe, para pessoas queridas deixo ao menos um olá.
Já voltei sim em blogs pra ver se a blogueira respondeu e fico bem feliz quando vejo que sim.

E também acho como disse a Tina que depende do assunto que o blog trata. Coisas materiais, compras, e esse mundo afora vejo que tem muito mais publico, do que um blog de poesia,textos e essas coisas. Enfim, gosto de receber recados, muitas vezes penso em deixar o blog de lado, não que esperamos recados, mas é gostoso essa troca, alguns posts, seriam muito bacana a troca.Ás vezes penso será que alguém lê isso aqui? Hahahahaha. Enfim... agora seu blog é lindo, segue o meu.... Ahhhhh não dá né!Hahahaha

Um beijo Ana.

Bia Hain disse...

Olá, Ana!
Que gentileza mencionar o blog e a questão dos comentários, isso me motiva a continuar interagindo, agradeço. Penso que a resposta torna-se uma troca com o leitor que chegou e se dispôs a ler e comentar, tantas vezes acrescentando tanto à postagem, agregando um novo ponto de vista ou algo que não mencionei para não estender o post em demasia... como seu o Revolta fosse uma espécie de sala da minha casa, rsrsrs.
Fico feliz por saber que há pessoas que voltam, rsrsrs! Quando visito alguém que sei que responde geralmente vejo a resposta. Concordo contigo que aquele que bloga já há algum tempo por amor ao que faz já não se prende em estatística, mas em qualidade. Eu gostaria mesmo de poder interagir ainda mais, porém com a loja virtual o tempo acabou ficando ainda mais curto.
Acho que sem interação - postar, visitar, comentar - o blog perde um pouco do sentido.
Abraços!

Pitanga Doce disse...

Sabe Ana, às vezes tenho que contar nos dedos os anos que o Pitanga tem. É de 2006 e já passaram por lá tantas pessoas! Houve a época mesmo da febre dos blogs e todos iam e vinham e fazia-se amizades aos montes. Acredita que a grande maioria das minhas visitantes é portuguesa? Ou eram porque elas também aderiram ao facebook e só.
Nunca moderei comentários e sempre tive a sorte de nunca ser perturbada. Quando aparecia alguém "confundindo as coisas", por exemplo homens que achavam que ali era um canal aberto para sei lá o que, eu excluía o comentário e ficava tudo certo.
Quando comecei, as amigas me ensinaram como era: "tu vens aqui e comentas. Eu vou lá e comento e respondes se quiseres". Só que eu, muito fora do assunto, respondia ao que elas tinham escrito no meu blog, lá no delas. hehehehe Até que uma falou que tinha que ser no meu! Que mico!!

Gosto sim de quem responde, de quem não responde mas lê bem o post e comenta dentro do assunto, de quem traz humor e às vezes até usa umas palavras meio impróprias mas que cabem bem ali. Gosto de quem posta fotos da família e divide seus anseios e medos. É para isso que nos dispomos as escrever. Acredita que quando estive em Portugal procurei e consegui conhecer 5 amigas blogueiras?

Gosto de blogs como o teu, que falam de tudo mas não agridem, não disparam veneno. Gosto de blogs. Pronto! Mais do que de facebook.

beijos pitangueiros e blogueiros

Luciana Conti disse...

Oi, Ana Paula, eu comento pouco em blogs e percebo que as pessoas fazem o mesmo. Recebo mais comentários sobre o conteúdo do blog em minhas postagens no Facebook do que nele próprio.
Meu blog está na web, desde 2008, porque gosto de o alimentar, de saber de quem passa por lá, de responder os comentários, mesmo que com atraso.
Enfim, o Gato de Sofá acabou sendo mais uma das janelas que abri para o mundo e, confesso, fico muito curiosa para saber mais de quem passa por lá.
bjs

Gracita disse...

Olá Ana Paula
Eu procuro interagir nos blogs que sigo e sempre procuro deixar um comentário que possa trazer um enriquecimento ao conteúdo postado. Não respondo comentários em meu blog e noutros quando sei que a pessoa responde eu costumo voltar para ler a resposta. Tem algo que me intriga é essa questão se tornador seguidor de um blog. Eu quando me decido por seguir um blog é porque o conteúdo, a forma como sou recebida me incentiva a seguir. Acho super estranho passar em um blog fazer-se seguidor, ou melhor, deixar lá o avatar e nunca mais desaparecer. Se essa é uma estratégia sutil de me deixar um convite comigo não funciona. Gosto de visitar os blogs que escolhi, deixar comentários acerca do leio e claro que gosto de receber o carinho das pessoas com as quais eu interajo. Se não me faço tão presente é por falta de tempo mas procuro interagir dentro do que me é permitido.
E aqui estou falando demais rsrs
Sou blogueira sim! Gosto de blogar, interagir e criar laços de afetividade com as pessoas.
Uma noite abençoada
Beijos e carinhos

Jardim Lunático disse...

Ana, passando pra desejar paz, deixar beijos e dizer que você ganhou mais uma seguidora!
Beijos =D
Luana Rego.

Alessandra Santos disse...

Olá!
Eu gosto sempre de retornar ao Blog e fazer uma visitinha, se a pessoa me fez uma pergunta eu vou lá e respondo!
E geralmente a pessoa me retorna agradecendo...pq eu acho muito difícil a pessoa consegui voltar no mesmo post para ver se a pessoa respondeu ou não!
Eu qdo tenho um tempinho a mais, eu vejo vários Blogs...e nem sempre eu lembro claramente onde eu deixei os comentários,kkkkk, eu lembro do que li, mas não exatamente o post não lembro, kkk
Ótimo texto seu!
Lindo FDS!
Um super bjo!

Alê - Bordados e Crochê
Fã Page

Graça Pires disse...

Obrigada pelas palavras deixadas no meu "Ortografia". Passarei aqui outras vezes.
Quanto ao texto que escreveu e bem eu digo apenas o seguinte: eu comento aquelas pessoas que sigo apenas porque gosto de o fazer. Uma vez por semana quando faço uma nova postagem...
Beijo

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Ana Paula
Ah! Vc citou duas meninas estupendas... amo-as fraternalmente...
Sempre volto pra ver as respostas delas...
Não respondo comentários nos meus blogs porque não poderia visitar os amigos e prefiro dar meu apoio a TODOS não só quem vai pelos meus blogs... sigo listas indistintamente se gostar do tema... não gosto de panelinhas e vejo que tem muito isso: 'toma lá, dá cá'(muito automático pro meu gosto)... me comenta e eu te comento, acho isso esquisito demais...
Tem blog que demoro em passar e tem outros que me sinto na 'obrigação'(compromisso) de passar pois vêm diariamente... mas são amigas demais e eu me esforço pra dar conta... pra incentivar, pois sempre recebi muito incentivo de algumas... nem de todas, claro!
Mas passo por cima de trocos matemáticos virtuais... Amo blogar!
Bjm fraterno

Evanir disse...

Um pensamento surgiu depois de dar uma volta
no tempo.
Aquela volta de cento e oitenta grau que
em dado momento da vida temos que dar uma pausa e pensar.
Eu com certeza tenho o DNA do amor
pulsando no meu coração.
Por isso meu carinho é gratuito e sincero
chego sentir uma saudade que dói mesmo sem conhecer
a amizade além da minha telinha.
A diferença não é o contato fisico,
mas sim aquilo que tenho de mais sublime amar
sem conhecer a cor dos olhos ou da pele .
A religião então ..essa para mim tem somente
um quisito ter fé e acreditar num superior a
tudo com um nome lindo ...Jesus isso me basta.
Um abençoado final de semana.
Eu só vim te dar um abraço é
tudo que posso fazer quando no coração
a saudade vem bater.
Beijos e meu eterno carinho.
Evanir.

VitorNani disse...

Oi, Ana Paula!
Eu acho que o comentário deve enriquecer sempre a postagem, seja concordando, discordando, elogiando, mas, sempre relacionado ao tema do assunto.
Não gosto de mensagens copiadas e coladas, quando vejo que a pessoa publicou a mesma em todos os blogues.
Beijos!

Mi F. Colmán disse...

Oi Ana!
Mas eu "desapareço" um curto período de tempo e basta voltar para ter estas boas surpresas! Aliás, acho que o blog é isso mesmo: uma caixinha de surpresas. A maioria, graças a Deus, muito agradáveis. :))))))
Acabei de publicar um post que criei durante a madrugada (madrugadas são sagradas) onde deixei de lado a maratona de um seriado que curto muito para escrevê-lo. O tema é: procrastinação.
Exatamente. Ando procrastinando muito e com certeza as amigas blogueiras devem ter percebido isso. Procrastinar até com as coisas que se ama é osso! hahahaha!
Sobre comentários, certa vez escrevi um post imeeeenso a respeito do porquê eu respondê-los, no blog extinto Coluna da Mi e que, em breve, farei uma releitura do post porque vale a pena. Desse jeito, as pessoas que não respondem poderão compreender melhor o meu ponto de vista.
Se as pessoas voltam ou não para ler, realmente não me preocupo muito com isso, eu me preocupo em fazer a minha parte e sei que, muitas das respostas que dou, nem sempre são certeiras aos destinatários. Muitas vezes elas servem para outra pessoa que acessa e lê.
By the way, ADOOOORO particularmente tuas visitas e da Tina, porque além de enriquecerem com seus comentários, leem com atenção minhas respostas e permanecem interagindo.
Isso pra mim não tem preço!
Adoro vocês! De coração!
Beijos minha querida e até sempre!

Rivotril com Coca-Cola

Toninho disse...

Belo histórico desta arte de blogar, que bem acompanhei ao longo destes longos anos.
Confesso que não sou de voltar para ver se a pessoas teceu comentários sobre os meus em seu blog.
Normalmente eu parto do comentário via email que recebo sobre a postagem no blogger. Uma coisa chata quando o link nos leva para o Google+ e faz uma turnê com a gente até a achar o blogger.
É bom quando postamos e muitas pessoas nos comentam com sustança dentro do que espera, mas não me abate o numero.
Bela postagem Ana.
Abraços

Filha de José disse...

Ana...
Adoro as questões que você levanta por aqui.

Quando estou totalmente sem tempo, às vezes entro, dou uma olhada nos blogs que gosto mas não dá tempo de comentar.

Mas tem dias que volto com tempo... mesmo que esse dia demore... e eu demoro um pouco mais em cada cantinho, porque gosto dele.

Eu não costumo voltar para ver se meu comentário foi respondido não. Penso que podíamos ter uma notificação pra isso, sei lá, chegar no email o comentário respondido...

Abraço.