segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Te ofereço paz

Ontem foi daqueles dias em que vários eventos se mostravam.
Dia de Cosme e Damião, superlua com eclipse, aqui teve até arco-íris!
O eclipse ficou para depois; lá em 2033, porque choveu!
Mas logo cedo fomos, minha filha e eu, a um outro evento para celebrar o Dia Internacional da Paz, que foi instituído pela ONU, definindo a data de 21 de setembro.
E que bom para celebrar a paz temos o 1˚ de janeiro e o dia 21 de setembro com a chegada da primavera, o dia dos tios, o dia da árvore!
Escolhemos participar de uma palestra onde seria abordado o tema "instrumentos para a paz". Várias outras atividades ligadas ao tema aconteceriam durante todo o dia.
Para minha surpresa, o palestrante, o qual eu não conhecia, era o biógrafo do Prof Hermógenes, precursor do yoga no Brasil, falecido em março deste ano.
Então passei a esperar por uma palestra onde a ênfase fosse as práticas orientais, especialmente a meditação e o próprio yoga.
Fui surpreendida!
Vitor Caruso Jr. falou com tanta simplicidade, com tanto amor pelo assunto que certamente tocou a todos ali.
Teve o privilégio de conviver durante alguns anos com Zilda Arns.
E ele citou-a para falar dos instrumentos para a paz.
Zilda Arns era uma pregadora da paz, um expoente da paz. Para ela, a paz estava nas crianças saudáveis, nas vidas infantis salvas.
E qual era o seu instrumento para a paz?
Água, colher, açúcar e sal.

Cada um tem o seu instrumento de paz para oferecer. 

"Não existe um caminho para a paz. A paz é o caminho"- Gandhi.

Cada um tem seu instrumento para a paz. Nós aqui temos um em comum: nossos blogs.
As palavras escolhidas, as fotografias, as imagens cuidadosamente selecionadas são maneiras de espalhar a paz. Pensemos nisso.

Buscar a paz dentro de nós, através de nossas atitudes, pensamentos, palavras ( digitadas e faladas ) para depois poder oferecê-la.


O vaso está lindo, mas olhem para a toalha!


Júlia e Vitor Caruso no evento
Te Ofereço Paz


9 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Olá, queira Ana Paula
Post lindo, saboreado e paz recebida por precisar sempre...
O mundo quer nos tirar mas sempre têm anjos a trazê-la pra dentro de nós novamente...
Bjm faterno

✿ chica disse...

Que coisa boa,Ana Paula!

Imagino o quanto deve ter sido legal e ele, que conviveu com a Zilda Arns, teve sorte pois ela era maravilhosa!

Adorei ler , adorei cada palavras, fotografia, flores e a toalha...

Valeu aqui passar e tens razão< cada um de nós, por aqui, em cada dos nossos cantinhos, deve a paz promover, espelhar, vê-la germinar...bjs, chica

Fernanda Sartori Costa disse...

Ana,
O professor Hermógenes dizia que o Yoga vai além das práticas. O Yoga é 24 horas por dia. Ele ainda dizia, já quando bem velhinho que não poderia com os anos avançados praticar como antes as posturas, mas a respiração, a não violência com ele mesmo e os outros, a alimentação, os bons pensamentos ele poderia sempre. É isso mesmo. Temos muitas ferramentas nas mãos, depende apenas de nós. Belo post.

Um beijo,

Tina Bau Couto disse...

Que a paz invada os corações
Que evento maravilhoso
Que dê frutos
Feliz de vcs terem participado e muito bom você ter compartilhado

Fui buscar Gabriel Pensador pra dar uma letra
Pra falar e pedir Paz


Paz
Gabriel O Pensador

Aqui se planta
Aqui se colhe
Mas para a flor nascer é preciso que se molhe
É preciso que se regue pra nascer a flor da paz,
É preciso que se entregue com amor e muito mais
É preciso muita coisa e que muita coisa mude
Muita força de vontade e atitude
Pra poder colher a paz, tem que correr atrás e tem que ser ligeiro!
Pra poder colher a fruta é preciso ir a luta, e tem que ser guerreiro!

Eu vou a luta
Eu vou armado de coragem e consciência
Amor, esperança,
A injustiça é a pior das violências
Eu quero paz, eu quero mudança
É, dignidade pra todo o cidadão
Mais respeito, menos discriminação
Desigualdade, não, impunidade, não
Não me acostumo com essa acomodação
Eu me incomodo e não consigo ser assim
Porque eu preciso da paz
Mas a paz também precisa de mim
A paz precisa de nós, a paz precisa de nós
Da nossa luta, da nossa voz

Tina Bau Couto disse...

Na frequência
http://passarinhosnotelhado.blogspot.com.br/2015/09/beba-agua-e-alimente-paz.html?m=1

Poesia do Bem disse...

Que grande oportunidade além de ver os mestres palestrarem poder refletir a paz e ver em cada um de nós o que podemos oferecer para promovê-la. Ontem vi com a Alice a lua vermelha, ela amou. E lá no blog tem pré-festa pra ela

Amara Mourige disse...

Lindas palavras Ana, que sejamos bons semeadores de amor e paz!
Boa semana.
Amara

Dra. Cristiane Marino - Mulheres em Círculo disse...

Que lindo!
Você conhece a história do Vitor?
Ele era um executivo, workaholic, até que teve um câncer. E daí sua vida mudou, durante os anos de tratamento ele fez uma revisão de valores, abandonou o trabalho que não lhe dava prazer, foi estudar yoga e filosofia indiana e se aproximou do prof. Hermógenes e descobriu sua vocação.
Há males que vêm para bem...
Bjs

Estela Vidal Ribeiro disse...

Esse é um assunto que tem me interessado cada dia mais! Viver em paz e manter a paz a nossa volta não é uma tarefa fácil, pelo menos não pra mim, mas deve ser um exercício diário. E que assim seja!
Bejo