quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Lixo fashion


Esta é a novidade nas ruas do centro da cidade de São Paulo. 
Saem os sacos pretos e entram estampas de folhas sobre fundo verde limão, o que deixa as lixeiras mais "fashion".
A mudança é estética. "É para reduzir o impacto visual nas áreas de calçadões e de grandes avenidas", palavras da Inova, empresa responsável pelo lixo .
Vontade de vomitar.

Antes de ver esta notícia fashion e ridícula, eu li um artigo que deveria ser matéria de capa nos jornais.
Escrito pelo jornalista Leão Servo, ele inicia assim:

O Brasil está perdendo uma grande oportunidade de mudar os hábitos de civilidade da população com relação à limpeza urbana.

Ele se refere aos grandes eventos que vamos sediar e cita como exemplo, o Japão, que eu e talvez a grande maioria das pessoas, acreditem que sempre foi um país sem lixo nas ruas.

Nos anos de 1950 quando o Japão conquistou o direito de organizar uma Olimpíada, a limpeza não era típica de Tóquio, como se tornou a ponto de hoje parecer uma característica eterna da cultura nipônica.
Grande campanha de conscientização foi feita para que a população alterasse seus hábitos quanto ao descarte de detritos.

A julgar pelas últimas eleições, onde cidadãos que ainda acreditam, foram exercer sua conquista de votar e caíram e fraturaram fêmur, bacia, braço por escorregarem no "tapete" de papéis jogados no chão, realmente acho que o jornalista tem razão. Não estamos fazendo nada.
Ah! Estamos sim. Temos o lixo fashion!
A cidade é emporcalhada com o lixo que se joga sem nenhum pudor pelas ruas, calçamentos, praças, mas eis a solução linda para inglês, japonês, africanos, paulistas e baianos verem - o saco é fashion.
Pensei em pesquisar quanto custa para os cofres públicos o saco preto e o saco verde limão.
Desisti. Mesmo que eu saiba exatamente os números, eu sei, nós sabemos a resposta.


Esta é a praça que fica em frente a minha casa.


Esses são os sacos usados por aqui. Não são fashion.
Será que o estampado resolveria o problema?
Já chegou a moda aí na sua cidade?



14 comentários:

Tina Bau Couto disse...

Ai! Ai!
Sabe que reparei nesses sacos de lixo na Paulista quando fui ai, eu e meu dois olhinhos azuis e ouvidos e boca que não param...rsrs
Não tinha uma definição do pq serem folhais, mas achei que eram de um material biodegradável, santa inocência.

Por aqui sacos de lixos prosaicos e muito lixo lamentavelmente fora dos sacos.
Lembro-me quando meu filho era bem pequeno e estávamos numa fila para comprar acarajé e o cara bem a nossa frente larga como um lenço o papel no chão e meu filho lá de baiiiixo cutuca o meliante e diz pegue, tem lixo ali. E ele obedeceu :)
Lembro tb de cenas dantescas qd trabalhava no Shopping Iguatemi de ver pessoas jogando no meio do Shopping guardanapos, embalagens e até latinhas. Mais que falta de educação, falta de civilidade.
Penso que o problema se resolve educando as crianças e punindo os adulto.
Multa pra quem jogar lixo no chão e muita educação.

Antes que eu me esqueça:
FELIZ DIA DE AÇÃO DE GRAÇAS!

Ivani disse...

Essa nova moda ainda não chegou por aqui! Tomara que nem venha, pois voce tem razão, é ridicula!
Por aqui a coleta é diária, a prefeitura multa quem coloca lixo no chão (precisa lixeira alta) e multa o dono do lote onde tem lixo acumulado.
Conclusão: não tem lixo acumulado em terrenos e nem na rua, porque a multa é pesada, e o pessoal da prefeitura trabalha mesmo (arrecadação é com eles mesmo).
Mas eu não critico os dirigentes da cidade, penso que enfiar a mão no bolso do cidadão é a unica maneira de faze-lo pensar certo.
A coleta de recicláveis também é perfeita, e tem cooperativa para separação de lixo, que é vendido aos empresários.
Tenho que aplaudir Valinhos nesse sentido.
É uma cidade pequena (130.000 habit.40% na zona rural)com boa qualidade de vida. Vem pra cá!!!
Vinhedo aqui do lado também é ótima!
beijos amiga, bom Dia de Ação de Graças!

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Ana Paula, quando eu ví essas embalagens parecidas com as fardas do exército que são específicas para andar nas matas, kkk, pensei: Aí tem coisa. Em princípio pensei serem biodegradáveis, mas são "biodisfarçáveis" - só para enganar a gente.
Não diria que somos um exemplo de seres humanos aqui na minha região, mas graças à eficiente liderança de umas 5 professoras aposentadas que residem na vizinhança, conseguimos muitas coisas com a prefeitura e por consequência a conscientização de cidadania. Qualquer solicitação que fazemos a prefeitura ela já vem correndo ver o que acontece.
Um exemplo (que ficaria melhor com foto) é uma pracinha com um parquinho infantil aqui pertinho. O parquinho estava com lixo espalhado da mesma forma que aparece na foto postada pela Ana Paula.
As professoras convocaram todos da vizinhança para uma reunião e expuseram a situação até perigosa para a saude das crianças. O parquinho não estava sendo usado já fazia alguns anos.
Para simplificar:
RESULTADO DA REUNIÃO:
Fizemos uma vaquinha, cada um colaborando com o que pudesse e quem não pudesse não tinha problema (e quem não concordasse também não tinha problema - foi democracia pura, rs). Juntamos tudo, compramos tinta, material de limpeza, correntes, cadeados,..., enfim o que foi necessário. Durante um final de semana nos reunimos, limpamos o parquinho (não é tão pequeno - tem gangorras, balanços, barras fixas...), cortamos a grama, cuidamos das árvores, consertamos alguns brinquedos avariados, arrumamos a cêrca e finalmente pintamos todos os brinquedos, pintamos os muros e lubrificamos o que foi preciso. Terminado o trabalho, trancamos com cadeado o local.
Deu o maior IBOPE e daí para a frente o lixo é recolhido diariamente e a cada 3 meses a prefeitura pinta todos os brinquedos.
O legal é que todo o mundo aprendeu com isso.
Deixa eu parar por aqui porque já me consagrei com a história do pipoqueiro, agora me aparece esta...kkk!
Beijo
Manoel

Carolina Lima disse...

Ana,
eu juro que queria entender o porquê de tanta baboseira, tanta frescura, tanta coisa sem fundamento... eu
JURO!

Abraços,
Carol
www.umblogsimples.com

✿ chica disse...

Que ridículos mesmo!!Ao invés de resolver o problema o enfeitam! beijos,chica

Kellen Bittencourt disse...

Não conseguem resolver os problemas então vão maquia-los?! Sem noção isso! Bjinhoss

Vera Lúcia disse...


Olá Ana Paula,

Realmente, é um despropósito. Lixo é lixo, não importando a sua embalagem.
Espero que soluções adequadas surjam a curto prazo. O primeiro passo seria, sem dúvida, promover a conscientização da população.

Beijo.

.maysa. disse...

Êta Ana Paula, como diz meu marido *Vamo da uma maquiada*.

Fala sério, que diferença isso vai fazer né! hehehe

Tem coisa que acredito querendo não acreditar...

Beeeijos

Marcilane Santos disse...

Que barbaridade gente! Quase não acreditei quando li que haviam criado sacos de lixo fashion's. Como disse meu amigos Manoel, são sacos "biodisfarçáveis" e não biodegradáveis.
Nosso país está um caso sério! Como querem conscientizar a população desse jeito? Já não bastasse jogar a "poeira para debaixo do tapete", agora inventam de disfarçar os sacos de lixo! Santa paciência viu!!

Aqui na cidade onde moro, o problema do lixo também está um caos. O lixo está tomando conta da cidade porque o prefeito não está pagando a empresa de coleta, e em decorrência disso, o lixo fica acumulando nas ruas durante dias; às vezes demora até uma semana para virem recolher. E quando vêm, por vezes, ao invés de passar o carro de coleta, passa um caminhão comum, recolhendo o lixo rua sim, rua não.
Outro dia a população se revoltou e jogou sacos e mais sacos de lixo em frente à prefeitura da cidade, em protesto ao caos.
Como todos sabem, fim de mandato né, muitos prefeitos acabam "esquecendo" da cidade, mas não esquecem de meter a mão no dinheiro público!
E não há apenas o problema de coleta de lixo aqui, mas outros problemas também como falta de saneamento básico, infraestrutura enfim.

Falando de modo geral, outro ponto que também deve ser falado é o destino do lixo coletado. Em muitas cidades o lixo ainda é jogado a céu aberto e o pior, não há fiscalização! E muitas vezes aqueles que deveriam fiscalizar não estão nem aí!!

Certas coisas no Brasil me dão raiva viu.

Respondendo à pergunta da Ana; aqui ainda não chegou essa moda do lixo fashion, espero que não chegue, porque já temos problemas demais!

Um abração para ti e...
vergonha na cara de nossos governantes!

Marcilane Santos disse...

Ahh esqueci de dizer:
Que belo exemplo do nosso amigo Manoel e de seus vizinhos não? Meus parabéns a eles!

Infelizmente temos que tomar essas atitudes mesmo para que alguém "enxergue" os problemas da cidade.

E outra coisa sobre a cidade onde moro (Santa Rita - Paraíba):
Vocês acreditam que aqui quase não há lixeiras na rua? Quase sempre procuro uma para jogar um lixo e não acho, o jeito é guardar na bolsa e colocar no lixo de casa.
:\

#*Marly Bastos*# disse...

kkkkkkkkkkkk só cabe rir dessa descabida "resolveção detritária!.
Preferem colocar capa bonita do que consertar a sujeira. Isso me fez lembrar de sofás velhos que antes de mandar ao estofador encapar e retirar a sujeira e feiura, compram capas pra esconder, mas o cheiro continua ruim.
adorei!
bjks doces

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi flor!

O povo adora tapar sol com a peneira , esconder a sujeira sob o tapete, empurrar com a barriga e maquiar os problemas.

Ótimo post!


Beijos

Selma

Lacorrilha disse...

Parece uma anedota. O meu país também não serve de exemplo, mas este ano quando estive no norte da Europa (Alemanha), vim de lá estupefacta com a forma como funciona a recolha e o tratamento do lixo. É outro mundo.

Amanhã saí um post no meu blogue com uma fotografia dedicada à tua Júlia. Espero que ela goste. Beijocas às duas.

Verita disse...

Cheguei ao seu blog por intermédio do blog Lacorrilha.
Estou a viver no Brasil apenas á dois meses, tendo vindo de Portugal, o meu país natal :)

Estou em João Pessoar - Paraíba (nordeste) e aqui ainda não chegou a moda do saco de lixo fashion ;)

de facto deviam seguir o exemplo do Japão, ou de outros países, como a Suiça, que tal como a Alemanha que a lacorrilha referiu tem uma política neste campo com uma eficácia surpreendente. A mentalidade e a educação, o dever civíco é outro "andamento" ;)

parabéns pelo blog, vou seguir!!