quarta-feira, 29 de outubro de 2014

44/52


29 de outubro, data da fundação da Biblioteca Nacional do Livro pela coroa portuguesa.
Meu desejo que além das manifestações nas redes sociais, blogs sobre nossos livros, que nossos governantes dêem a devida atenção ( verba$ ) para se atualizem acervos, construam, levem leitura aos mais remotos lugares.

Escolhi este livro da nossa literatura brasileira, que na rede social Instagram tem apenas três fotos e é um livro de tal excelência que merecia ter milhões de publicações.

Eugênia é uma árvore. Um jambeiro.
Amor que passa de geração em geração. Descaso também.
Eugênia, centenária, vê a chegada do progresso: rios entubados, asfalto por todo lado.
Eugênia, centenária, vive e se emociona com histórias de amor.

Tanta coisa boa nos nossos livros, nos nossos autores.
Deixo um trecho aqui deste maravilhoso título:

sobre uma enchente

"A cidade demorou muito para se recuperar. Com o fim das chuvas, o pobre rio voltou ao seu leito normal. A reação das pessoas foi terrível. Pareceu uma vingança contra um inimigo muito feroz e cruel. Entubaram o rio, simplesmente. Por todo o trajeto que ele percorria, desde a entrada até a saída da cidade, foram colocadas enormes placas de concreto de uma margem à outra, cobrindo totalmente o leito e suas águas. Fiquei horrorizada com tamanha maldade. Um rio precisa de sol, do ar, das chuvas para viver e ser feliz. Agora estava enclausurado, trancafiado, como um prisioneiro numa cela fria, sem porta e sem janela. E tudo por um crime que ele não cometeu. Afinal, aquele rio corria por ali há milhões de anos. As pessoas acham que nós, arvores, temos uma vida longa... O que dizer então dos rios?"

5 comentários:

✿ chica disse...

Adorei a escolha desse livro. E o trecho, lindo!! Pobre Eugênia...Tanto de lindo e tanto de feio viu ali passar! bjs, tudo de bom,chica

Dra. Cristiane Marino disse...

Ai Ana Paula, eu amei esse livro, descobri aqui no seu blog!
Bjs

Pandora disse...

Eu tenho um caso de amor por Marcos Bagno!!! Acho tão tão tão lindas as coisas que ele escreve!!! <3

Beth/Lilás disse...

Oi, Ana Paula!
Ahhh como eu gostaria de comprar muitos livros!!! Quando entro numa livraria, me perco, fico até tonta folheando tantos, mas como são caros os livros em nossa terra, né?! O governo poderia dar mais incentivo à literatura, assim, ao invés de baboseiras, o povo iria encher a casa de livros e tudo seria bem mais diferente por aqui.
Achei lindo este trecho do livro que nos apresenta, tão pungente, tão verdadeiras palavras!
um beijinho carioca

Tina Bau Couto disse...

Amo jambo
Amo pé de td
Vou comprar e divulgar
E vibrar p a realidade da literatura nacional melhorar