quinta-feira, 3 de março de 2011

Pasta de dente




PASTA DE DENTE


Ultimamente, pasta de dente é um item que tem figurado nas minhas listas de compras com uma frequencia assustadora.
Sim, e eu disse listas no plural mesmo. Porque está na lista do mercado, mas também tem aparecido na lista da feira e esses dias apareceu no lembrete no meu caminho do cinema.
Fiquei apreensiva de esquecer, que comprei o ingresso e como tinha algum tempo, corri para comprá-la. Esqueci foi da pipoca...
Escrevi, num momento desses, de fase de transição, um texto tão visceral onde eu expunha toda a minha solidão de “sem namorado”no fato da pasta de dente demorar a acabar.
Lamento não ter mais o texto. Ele exprimia a dor de estar sozinha em não ter ninguém para dividir a pasta de dente, não me importava se essa pessoa apertaria o tubo em baixo ou talvez na parte de cima. Eu queria é alguém para usar a pasta comigo.
E agora, que ironia do destino! Ela acaba a todo momento.
As explicacões passam por simônimos e antônimos:
-Mãe, esta pasta é tão mole, que cai tudo na hora que vai colocar na escova;
-Mãe, esta pasta estava tão dura, que eu tive que apertar forte e daí saiu muito.
A pia parece uma paleta de pintor, com aquelas minhocas coloridas.
Bem, se encontrasse o meu texto, teria que acrescentar no final: tenha criancas em casa; sua pasta de dentes nunca mais vai demorar a acabar! 

3 comentários:

Aleska disse...

é sobre o que esse livro?
rss "crônicas sobre a pasta de dente"acho que daria um filme.

Antonia Ivani disse...

desse mal eu também padeço! não tenho um homem para dividir a pasta de dentes, mas em compensação...tenho netos!
e minha pia do banheiro também é uma paleta de pintor.
Aqui fica uma sugestão: compre no atacado,pacote fechado.
Mas não esqueça de esconder as caixinhas fechadas, senão....
beijos, sua postagem foi divertida.

Nega disse...

hahahahahah ri mto com esse post!Vc tem os filhos mais lindos do mundo!!!!!!!