domingo, 25 de março de 2012

Faxina número 01

Fui faxinar meu celular e encontrei bastante fotos ali que, quando eu as tirei, havia um significado, uma história e outras eram simplesmente fotos.
Escreverei sobre elas. Para mim será uma tarefa interessante. Faxino o celular que está ficando com a memória cheia e vou tirando a poeira do tempo e da memória. Espero que fique bom, espero que gostem!


Faxina número 01 - O ônibus de viagem.


Tirei esta foto assim que subi e me acomodei no ônibus de viagem.
Fazia uns bons anos que eu não viajava de ônibus. Com a popularização dos preços das passagens aéreas, era bem mais cômodo ir via nuvens.
Fato este que durou pouco - os aeroportos ficaram lotados, os voos atrasados, cancelados e ainda temos que pagar o cafezinho...
Com uma semana de antecedência, fui até a rodoviária. Tão diferente, tão mudada e bem mais ajeitada.
No guichê, mostraram-me a tela do computador para que eu escolhesse o assento. O ônibus inteiro disponível.
Ah! O meu lugar preferido esta lá, à minha espera.
Poltrona um - pedi.
Desculpe-me senhora, mas a um e a dois ficam disponíveis para passageiros da terceira idade - disse-me o funcionário.
Nossa! Que avanço! Que respeito! Nada mais merecido!
Um lugar privilegiado que facilita quem pode ter um pouco de dificuldade de locomoção e presenteia com a bonita paisagem que uma viagem rodoviária proporciona. Mais alguns anos e eu mesma poderei desfrutar de tal direito, de tal conquista.
E eu é que não quero saber disso.


Não que eu não queira ser da terceira idade, da melhor idade, da turma da envelhescência ou seja lá que nome vão inventar para a minha velhice. Quero sim envelhecer.
Só não quero me sentar é neste lugar reservado aos idosos.
Olha só:


Essa é a "paisagem"que vai adentrar pelas retinas de quem cultiva um passado extenso.
Uma poluição visual. Um monte de coisas coladas bem a frente.
Mas também é preciso ser justo - há muito humor ali escrito para quem conseguir ler.
"Obrigatório o uso do cinto de segurança ( nos veículos equipados com o mesmo )".
Adorei esta piada é obrigatório você usar, mas não é obrigatório que o ônibus tenha!
O que achou do lugarzinho especial, hein?!


8 comentários:

✿ chica disse...

Tuas crônicas são fantásticas e a observação da vida que passa ao teu lado, idem!"!!perfeita e é muito especial mesmo esse lugar,srsr...Atravancado de coisas e bilhetinhos que nem se pode enxergar quase e ainda aquela separação de vidro, bloqueando a visão>>>rs beijos,chica

Anne Lieri disse...

Ai,Ana Paula, só vc mesmo!...KKK...Morri de rir apesar do descaso da situação!Muito bom faxinar o celular de vez em quando!...rss...bjs,

mfc disse...

Uma crónica atenta, crítica, mordaz, irónica e com humor...
Uma crónica daquelas que eu gosto!

Beijinhos,

Aleska disse...

É verdade as pessoas só fazem leis contraditorias. Depois quero saber seu relato de viagem^^.

Claudia disse...

Pois é, amiga, eu tbe nao queria viajar assim não...
E pra onde vc foi?
Adorei a idéia da faxina e quero ver as outras fotos tbe!
Bjks mil

http://blogdaclauo.blogspot.com.br/

Imac by Artes disse...

Você é formidável amiga!
Escreves com humor e nos passa
uma situação séria de uma forma leve
e prazerosa. Amo ler suas postagens.
Abraços! Uma semana abençoada e feliz pra ti.

Ivani disse...

Ai Ana, eu já estou podendo viajar naquele banco!
Mas não quero! Aliás detesto essa coisa de fila especial, lugar especial, vaga especial no estacionamento, senha especial no cartório...
Que porre. A toda hora precisam me lembrar que estou na terceira idade!
Mas esse lugar do ônibus é uma piada, né? Pra que todos aqueles avisos? eu ficaria doidinha, porque adoro ler qualquer coisa! mas detesto não ver a paisagem.
Aliás vou contar um segredinho, detesto viajar de onibus, pois fico o tempo todo de olho no motorista para ver se ele não está dormindo kkkkk!
Então, ele pensa que eu estou paquerando seus lindos olhos pelo retrovisor, pode?
Já passei por cada situação por causa disso!
Vou fazer uma postagem sobre o assunto! kkkkkk
beijos querida, adorei sua idéia e o bom humor de seu texto.

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Ana Paula, tenho um amigo médico que sempre fala: Quem tiver medo ou vergonha de ficar velho, tem que tentar morrer com 15 ou 16 anos. Aí não passará por esse incômodo, rs...rs.
Gostei muito da sua falsa impressão de "primeiro mundo" quanto as poltronas. Felizmente já tropeçou nos cintos de segurança, né?
Beijo.
Manoel.