sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Um dia feliz e reflexivo


Hoje, 27 de agosto é o McDia Feliz. Comprando um sanduíche na famosa rede de fast food, a renda é revertida para auxílio às crianças com câncer.
Ano passado fomos, este ano assim que viram a propaganda, as crianças me pediram para levá-las ( farei um outro post falando da nossa relação com esta lanchonete).
Nós iremos, mas eu irei com uma dose de incômodo. Não incômodo ruim. Reflexivo.
Talvez a palavra incômodo nem seja a mais apropriada, só não encontro outra para me expressar.
E esta 'reflexão'vem deste fato: em junho, conheci um blog em que a mãe relatava a luta da filha de sete anos para vencer um câncer. A garotinha não resistiu.
Meses de internação longe de seu estado natal. Num dos posts, um questionamento de que era fácil ajudar comprando um lanche apenas.
Fiquei com este questionamento, estou com ele. Mais um em que as minhas opiniões não estão consolidadas.
Entendi tentando, apenas tentando estar ao lado daquela mãe o que ela quis passar, dizer.
Estando lá dentro, as necessidades são outras, devem ser muitas. Um advogado porque o plano de saúde ou mesmo o governo se nega a pagar um medicamento, um abraço, um alguém para conversar.
Mas eu também quero acreditar que o dinheiro daquele lanche compre uma ambulância, pague uma professora, construa uma casa de apoio para os que chegam de fora.
Melhor seria que nem precisasse existir o tal dia feliz porque a cura já tinha sido descoberta.
Irei com meus filhos, carregando um pouco da dor dessa mãe pelo lado de dentro e também carregando um pouco do feliz da intenção deste dia. Um dia feliz. Feliz e reflexivo.

6 comentários:

Poesia do Bem disse...

Tbm vou com dor no coração pelo fato da ainda não cura , e pr também ver tanta criança passando fome, ore por nós, e venha participar do sorteio em meu blog, tá linkado do ladinho.bjs

✿ chica disse...

Tomara pudesse ser usado pra comemorar a cura...Lindo e reflexivo aqui...beijos,chica

Imac by Artes disse...

Minha querida!
Sempre existe um questionamento...
Mas se a sociedade não fizer alguma coisa. Como fica?
Abraços! Um lindo sábado pra ti.

Ivani disse...

Também participo desse dia, meu genro por conta do trabalho dele adquire vários tickts.
Então saimos distribuindo lanches entre os netos, sobrinhos...
Para eles uma festa. Para nós que somos "um pouco" mais informados um momento de reflexão e dor.
Também por indicação sua acompanhei o sofrimento daquela mãe, e de outras que nem vou citar aqui senão vai ficar muito triste mesmo.
Ana, devemos fazer nossa parte, e olhar para o céu com olhos de agradecimento por termos crianças saudáveis.
Não podemos salvar o mundo mas podemos torná-lo um pouquinho mais doce.
Beijos querida, bom lanche, bom sábado.

Angi disse...

pois é,amiga!
eu não sei não, mas hj li isso:
"364 dias vendendo câncer e 1 dia fingindo combatê-lo" #McDiaINfeliz País da Hipocrisia! Affff... e lá vamos todos fingir que acreditamos!"
Então?
sei lá...
beijocas e bom sábado!
Angi

Lizete Delmonte Ferraz disse...

LIndo, reflexivo e muito importante seu texto. Não te acompanhava por isso não vi o caso da criança que morreu...mas imagino, como mãe que sou...o sofrimento dela...que hoje, todas as forças positivas do Universo Sagrado estejam com ela para ajudá-la a continuar seguindo...sei o quanto deve ser difícil...

Beijos...
Liz