segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Nuvem

Estou nas nuvens!
Minha internet voltou e poderei abrandar a saudade dos blogs e amigos queridos. Ler o que ficou para trás, comentar, voltar a escrever...
Mas uma nuvem de preocupação tem me tirado um pouco o entusiasmo. É essa história de que os nossos dados digitais, nossos arquivos, fotos e outros apetrechos que povoam nossos computadores poderão agora  ir para uma nuvem. Eita tecnologia rápida como os ventos! Quando eu me acostumava, chega essa tal de nuvem.
Nuvem para mim sempre foi poética, sonhadora, ainda mais depois que li um livro em que a menininha órfã via sua mãezinha correndo no céu a empinar uma pipa feita de nuvem.
Nuvem me lembra o algodão doce, os desenhos que eu fazia na infância, deitar na grama em boa companhia e conversar sobre os desenhos que as nuvens formam.
Também é uma boa puxadora de conversa: “bom levar guarda-chuva, viu as nuvens, acho que vai chover”.
E dar uma boa caminhada para desanuviar os pensamentos? Ah! Como funciona.
O jeito é se preparar para as mudanças.
Então comecei a planejar a minha nuvem. Fofinha, igual àquelas que os anjinhos adormecem, muito branquinha e bem contornada. Poderia tirar uma foto dela e mandar para o blog da Chica dizendo “olhe minha nuvem, não é linda?”.
Eis que chega uma nuvem cinza, carregada.
Não poderei ter uma nuvem só minha, irei habitá-la com outras pessoas.
Então pus-me a escolher. Queria lá na minha nuvem, primeiro uma amiga blogueira com mãos de fada, dessas que transformam, arrumam e deixam tudo mais bonito. Ah! Nossa nuvem seria linda e organizada para receber mais amigos.
Um raio espantou meus devaneios. Não poderei escolher. Algum chefe de nuvem escolherá aleatoriamente quem vai comigo pra nuvem.
E como diz meu filho: “E se for uma pessoa má?”.
Ai, ai, ai. Essa história de nuvem está muito confusa. E se me colocarem com alguém lotado de arquivos, vou ficar lá espremida?
Meu horizonte está agora anuviado.
Será que quando eu olhar para uma nuvem, ficarei mais inspirada com tanta coisa pairando acima da minha cabeça, ou isso vai é me confundir?
Pensar que nuvem é a última palavra no meu dicionário da letra N e agora a primeira nos meus pensamentos.
E qual é a sua nuvem?!

9 comentários:

Bicho-mãe disse...

Oi Ana Paula, adorei seu post sobre a "nuvem computacional" rss... Minha nuvem? Ah! Minha nuvem também era fofinho e lizinha, sem nenhuma imagem, agora á visualizo cheia de fotos, letras, números, frases por terminar... É... Acho que essa nuvem não é mais a minha nuvem rss..
Muito obrigada pela visita e pelo carinho do comentário.

Beijos

Flavi

✿ chica disse...

Que lindas divagações sobre as nuvens e obrigado por citar meu blog aí...beijs e tudo de bom,chica

Su disse...

Ana Paula, não estou sabendo nadinha dessa tla nuvem, rs... andei pelas nuvens da educação e pelo visto perdi as nuvens daqui, ai ai ai, vou me informar...

Beijinhos e um ótimo mês de agosto, de preferência em uma nuvenzinha aconchegante!!!

Su.

Imac by Artes disse...

Amiga querida!
Amei ler seu texto sobre essa tal nuvem...
Tranquilize, acredito que apesar de alguns sustos
continuaremos nos encontrando.
Abraços e uma boa noite pra ti.

Ivani disse...

Xiiii!...você me pegou!
Não estou sabendo dessa tal núvem. Se é para me confundir, deixa pra lá.
Se eu tiver que escolher uma núvem ela vai ser bem baixa, daquelas que ficam flutuando sobre a serra do mar, parece que a gente até pode tocá-la.
Odeio altura, e se puder ficar próxima à serra será melhor. Acho que prefiro ter como paisagem as praias de Ubatuba, que tal?
Já está pensando em ficar na minha núvem, não é?
Eu sabia...vou arrumar uma bem grande.
Beijos querida, adorei o texto.

Ivani disse...

Fui comentar e travou!Isso é porque você está nas nuvens? Não sei nada sobre isso, melhor assim...
Estive pensando que se tiver que ter uma núvem, deve ser bem baixa, sobre a serra do mar, com vista para Ubatuba, o que acha?
Já sei, quer ficar comigo né? Vou ver se arranjo uma bem grande.
Beijos querida, adorei o texto, boa noite.

Débora disse...

Oi Ana!
Pois é...a cada dia inventam mais coisas...Espero que essa tal "nuvem" traga benefícios...
Para quem ainda não leu, o conceito de computação em nuvem refere-se à utilização da memória e das capacidades de armazenamento e cálculo de computadores e servidores compartilhados e interligados por meio da Internet.O armazenamento de dados é feito em serviços que poderão ser acessados de qualquer lugar do mundo, a qualquer hora, não havendo necessidade de instalação de programas ou de armazenar dados. O acesso a programas, serviços e arquivos é remoto, através da Internet - daí a alusão à nuvem.Num sistema operacional disponível na Internet, a partir de qualquer computador e em qualquer lugar, pode-se ter acesso a informações, arquivos e programas num sistema único, independente de plataforma. O requisito mínimo é um computador compatível com os recursos disponíveis na Internet. O PC torna-se apenas um chip ligado à Internet—a "grande nuvem" de computadores sendo necessários somente os dispositivos de entrada (teclado, mouse) e saída (monitor.
Bjão
Débora

Juliana disse...

;-( ?????
Acho que preciso me atualizar....
Mas vá lá...enquanto corro para tentar entender essas novidades, deixo aqui meu comentário: achei muito legal o seu texto. Bem criativo!
Abraços

Angi disse...

amiga
não entendi...ai será os hormônios?rs
mas a minha nuvem, é perto da tua nuvem, onde for que estejam perto!
beijoss