segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Profissão inusitada


Lendo uma revista antiga, datada do começo do mês corrente, encontrei um quadro intitulado “profissões inusitadas”.
Destacaram quatro com uma frase de esclarecimento:
... Apesar da estranheza que algumas ocupações podem causar, elas são necessárias e tornaram-se mais comuns do que se imagina.”
Vamos a elas:

Sexador – o sexador é o profissional responsável por identificar o sexo de aves, como pintos e codornas, nos primeiros momentos de vida do animal. O serviço consiste em separar os machos das fêmeas, para facilitar o trabalho dos pesquisadores e criadores.

Cheirador de automóveis – fica até difícil acreditar que exista uma pessoa que ganhe um salário todos os meses para sentir o cheirinho de carro novo. Mas é verdade. Esse profissional analisa e controla todos os odores do veículo antes de sair da fábrica. Cabe a ele garantir que o automóvel saia de lá com aquele tradicional odor.

Tanatopraxista – esse profissional é responsável pela conservação, reconstituição e maquiagem de cadáveres. Para melhorar a aparência são utilizados apetrechos de beleza como secador de cabelos, esmalte e kit de maquiagem. A profissão exige curso técnico e é muito popular nos Estados Unidos.

Dogwalker – o dogwalker, que significa em português 'passeador de cães', é uma profissão que vem crescendo cada vez mais. Geralmente, é realizada por profissionais com conhecimentos básicos de adestramento. Eles levam os cães para passear e fazer exercícios por algumas horas do dia.

Fonte: revista Veja São Paulo 05/10/2011

Habituei-me à passeadora de cães aqui dos arredores. Achei estranho nas primeiras vezes, mas depois de algumas semanas nos tornamos inclusive conhecidas. Por causa dela sei o nome de muitos cachorros residentes dos altos prédios daqui, sei um pouco de seus hábitos, por exemplo, a Babi não gosta de passear à tarde porque sabe que sua dona está em casa; também já recebi boas dicas para cuidar do meu cão vindo de uma passeadora. Gostei muito desta profissão.
Quanto ao sexador, até hoje acho não precisei saber exatamente o sexo de nenhuma ave, então respeito sua necessidade no mercado de trabalho. Pode ser que quando compro umas asinhas de frango, ela pode ter passado pelas mão do sexador.
Cheirar automóveis. Só de pensar fico com o estômago embrulhado. Não gosto de cheiro de carro novo.
Bem, de início a que mais me causou estranheza foi a profissão de tanatopraxista.
Estranho porque eu já fiz algo próximo a isso e quase não me lembrava!
Não era exatamente a minha profissão, mas estava dentre as minhas tarefas: preparar cadáveres com o tamponamento.
Ou seja colocar algodão nos orifícios e deixar o corpo preparado.
Luvas, um rolo de algodão, pinça e lá ia eu. Como pode então eu me surpreender com maquiagens e secador de cabelos e ainda por cima quase nem lembrar de tal fato necessário?
Certa vez numa palestra, soube que a profissão de coveiro em algumas localidades brasileiras era tida como agourenta.
Fadado à solidão. Não era convidado para festas. E se alguma jovem moçoila do rapaz se encantasse, travaria batalha até estar nos braços do amado.
Mais de uma década se passou e eu já estava esquecendo do fato.
Acho que o receio da solidão de me acharem agourenta... não receber comentários no meu blog e nem ser convidada para um café com amigos virtuais. E eis que uma revista velha me traz aqui no melhor sentido blog confessional.
Há uma profissão, que eu não sei o nome, que para mim ainda é das mais estranhas: limpador de bumbum de lutador de sumô.
Um conhecido trabalhou em tal função para se manter temporariamente na Europa. Fiquei tão estarrecida que não perguntei detalhes.
Se alguém souber mais especificidades da profissão, por favor informe. Gostaria muito de saber.
E você conhece outra profissão inusitada?

9 comentários:

✿ chica disse...

Essa de mexer e enfeitar os mortos é braba, a pior pra mim...
A do carro novo, gosto daquele cheirinho... E faz teeeeeeeeeeeeeempo que não sinto,srrs...


Cada coisa.,heim?/

beijos,tudo de bom,chica

Camila Gomes disse...

Não conheço nenhuma profissão inusitada. Mas fiquei surpresa com essas que você postou, só conhecia duas dai!
Esse mundo está cada dia mais moderno...socorro! rs
Adorei!

Débora disse...

Interessante Ana!
Nossa devem existir inúmeras profissões inusitadas por aí que desconhecemos. Semana passada estava lendo algo sobre empresas que estão abrindo para fazer coisas bem diferentes como uma que o serviço é guardar senhas de banco, emails, blogs, todo tipo de senha. Eles guardam e quando a pessoa morre a quem ela destinou vai lá e recebe as tais senhas para ter acesso a tudo da pessoa. Achei até interessante, nossos emails, blogs...quando a gente se for como ficarão, que terão acesso a tudo isso?
Uma outra empresa presta um serviço que é mais ou menos uma fiscalização, ou seja, se um empresário quiser saber como é vista a sua Empresa aos olhos do cliente, contratas seus serviços, um funcionário vai lá e utiliza os serviços e depois faz um relatório minucioso contando tudo o que presenciou, desde limpeza, atendimento, arrumação,serviço prestado...e por aí vai.
Olha Ana, hoje são não ganha dinheiro quem não quer, há tantas coisas que se pode fazer...
Bjão

Su disse...

Oi moça querida, adorei essas "curiosidades", bem legal imaginar essas profissões pra lá de esquisitas... no momento não me lembrei de nenhuma...rs

Sabe, estava lendo seu texto abaixo e assim como você não me conforme com essa acelareção do tempo... queria o Natal quando fosse Natal, queria panetone de frutas critalizadas e só... queria que as pessoas parassem de antecipar a vida, que deixassem ela acontecer com todo o encanto e relógio "cuco" natural...

Às vezes dói nos ossos esse apressar da "carruagem"...

Amiga, me perdoa a ausência, mas tá corrido aqui...
Beijo bem grandão no seu coração!
Su.

Juliana disse...

Nossa Ana Paula, que assunto interessante esse!
Eu conheço um sexador. Ele trabalha em uma grande loja aqui da cidade. A loja comercializa artigos agropecuários e aves, entre outras coisas.
E esse rapaz, que cuida das aves, consegue definir o sexo de todas elas.
É interessante!
Quanto à sua antiga profissão, com todo o respeito, era "pancadão" em?
Não sei se gostaria disso...
Ri com o comentário da Chica, dizendo que faz tempo não sente cheiro de carro novo. Confesso que também faz um tempão por aqui.
E pelo andar da carruagem vai demorar muuuuuito...
Agora, limpar o bumbum de lutador de sumô???
Ai que nojo! aquele bumbunzão deve ser muito dificil de alcançar rsrsrsrsrssr!
Beijos querida, foi divertido vir aqui.

Ivani disse...

Ana, o comentário com o nome de Juliana é meu. A ju é minha filha e usou meu computador antes de mim. Não fiz o login. Um dia aprendo. Beijo.

Patricia disse...

Quanta coisa interessante. rs
Não conhecia quase nenhum, vou mostrar para minha filha, ela está numa fase de descoberta de profissões. Vai adorar saber.
Depois te conto a reação.

bjs

Coisas da Vida disse...

Ana Paula, também fico com o estômago embrulhado com o cheiro de carro novo e Acho que não conseguiria ser limpador de bumbum de lutador de sumô. rs!
Conheço uma profissão muito estranha a das carpideiras. Carpideira é uma profissional feminina cuja função consiste em chorar para um defunto alheio. É feito um acordo monetário entre a carpideira e os familiares do defunto, a carpideira chorava e mostrava seus prantos sem nenhum sentimento, grau de parentesco ou amizade.
Beijos!

André Yuzo Aoki disse...

Oi Ana!

Sei que a profissão de limpador de bumbum dos lutadores de sumô é muito bem remunerada no Japão, mas também, né.

Tem um filme japonês muito bom, chamado "A Partida", que fala de um rapaz que começa a trabalhar como tanatopraxista e o preconceito que ele sofre por isso. Aliás, esse trabalho por lá também é muito bem remunerado porque ninguém quer fazer.

Abraço!