quarta-feira, 6 de julho de 2011

Semente

O sono vem se aninhando nos meus olhos
tal fossem meias luas a minguar
descendo o véu misterioso
bordado em estrelas e sonhos

no sono sou semente
imersa em terra fecunda
paciente aprendizado
silenciosa confiança

no sono tal como semente nutrida
vislumbro o meu desabrochar
alimento-me de força e de sonhos
preciso apenas ouvir a semente
em algum lugar em mim
quando o primeiro raio se sol me tocar

Ana Paula

5 comentários:

Imac by Artes disse...

Que lindo!!!
O sono já se aninhou em meus olhos.
Vou dormir alimentada com sua poesia...
Amanhã será um novo e lindo dia.
Grande abraço e um dia abençoado pra ti!

Mona Gouvea disse...

Que bom....poesia enobrece a alma, vou olhar mais e servirá para minhas frases bordadinhas . Passa la para me visitar, abraço.

✿ chica disse...

Que espetáculo de poesia ,Ana Paula! Sempre inspirada!beijos,ótimo e lindo dia,chica

Aretusa disse...

Ana Paula, você já estã virando minha leitura diária e noturna!!
Que essa sementinha germine forte!!
Beijocas,
Aretusa, mamãe da Doce Sophia

Angi disse...

Lindo, Ana Paula, li, reli, li, e reli!
ADOREI!
Bom dia para vocês!
Bjs