segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Escreva algo para seu público


Esta é uma proposta vinda lá do blog Masmorra do Pedro, escrever para os leitores do blog.
Conheci uma história num livro infantil de um homem que ficava numa estação de trem sempre a espera que alguém desembarcasse e procurasse por ele. Um amigo era o que ele desejava.
Até  que resolve arriscar ir até outra estação e encontra outra pessoa que também fica a espera de amigos.
A história segue pelos trilhos e no final há um trem lotado de amigos que se conheceram pelo caminho.
Assim são essas pessoas que passam por esta estação, este blog. Uns embarcam e sempre voltam, outros fazem viagem longa e demoram a aparecer, mas muitos de vocês deixaram de ser apenas leitores, já são amigos. Eu ouso dizer que sei um pouquinho a que horas vão desembarcar num novo post ou num comentário aqui. A maioria das vezes sou surpreendida e isso é maravilhoso.
De estação em estação, de blog em blog vamos cultivando amizades. Não importa se muitas ou poucas. Importa que é uma troca agradável.
Obrigada a você que me lê!


8 comentários:

Pedro Moreno disse...

Já está adicionado, muito obrigado.

Tina Bau Couto disse...

Obrigada a vc que nos escreve a vc que tb me lê.
Muti bom ocupar um vagão ao seu lado nesse trem chamado blogosfera e pq não dizer no trem da vida.
"Ói, ói o trem, vem surgindo de trás das montanhas azuis, olha o trem
Ói, ói o trem, vem trazendo de longe as cinzas do velho éon
Ói, já é vem, fumegando, apitando, chamando os que sabem do trem
Ói, é o trem, não precisa passagem nem mesmo bagagem no trem.."

Angi disse...

Opa, cheguei nesse trem!!
Gatona, que saudades e tenho uma novidade, vou a SP em breve, se quiser me ver, vou amar!!
=)
Um beijo em ti e nas crianças, ÓTIMA SEMANA!

VERINHA disse...

Olá Ana Paula,
Queria te responder sobre a pergunta e não é só coisa de paulista é de Paranaense também,kkkkk(nasci em Curitiba), não tem problemas de enchente não, na época da semana santa as mares dão altas, devido a pororoca, encontro de rios no amazonas, afeta os rios Paraense, enche bastante, mas não afeta a cidade, aqui as casa perto dos rios são feitas altas em cima de troncos bem fortes e como ruas eles utilizam as palafitas, são pontes, quando a maré enche não afeta as casas, elas ficam como se estivessem boiando, é muito show.
Adorei o post, espero estar sempre passeando neste trem. Beijinhos.

Kellen Bittencourt disse...

É isso ai Ana uns embarcam e desembarcam outros não voltam, mas todos fazem do nosso espaço um espaço especial! Gostei do texto! bjooosss

Marcilane Santos disse...

Que lindo Ana! Confesso que a estação "Lado de fora do coração" é uma das estações que me traz mais inspiração!

Amo passar por aqui. Viajar pelas histórias que você conta, "ser lida" muitas vezes, me alegrar ao ler os comentários dos outros leitores.
Enfim, passar por aqui é bom demais sô!

Bah... desejo que seus dias sejam mais que especiais!

Um cheiro pra ti! rsrs

✿ chica disse...

Que lindo,Ana Paula!Sempre nos encantas!!! Adorei o trem de amigos e da vida...beijos,chica

Devaneios disse...

Boa noite!
Muito legal a comparação que fizestes entre a história da estação de trem e a trajetória do blog. Penso que é bem isso, ter um blog mais que um espaço para desafogar escritos é embarcar em uma viagem pelo mundo virtual, em ótimas companhias!
Em um ano e meio blogando conheci pessoas e blogs muito bons, e percebo como isso nos modifica aos poucos.
Parabéns pelo teu espaço e sucesso!