quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Lua de mel


Controle de natalidade é um assunto muito sério. E eu gostaria de dar minha contribuição a este assunto.
Não o abordarei de maneira técnica. Apenas quero relatar como auxiliei casais a se decidirem por terem ou não filhos, num outubro de 2009.

Num dia qualquer, percebi que as crianças já usavam mais fraldas, não mamavam em livre demanda, podiam tomar banho sem precisarem da banheira plástica e eu decidi sair em viagem sozinha com os dois.
Munida de coragem e internet ( eu tinha recém me formado na escola “perca medo do mouse em três meses”), reservei hotel, comprei passagens e assim partimos.
Nosso destino era Gramado, na serra gaúcha.
Chegando na charmosa rodoviária, pedimos ao taxista que nos deixasse no hotel.
Ele apenas me perguntou se parte de cima ou de baixo.
Eu não sabia, mas ele disse que as famílias ficam na parte de baixo.
Fomos atenciosamente atendidos e informados que não ficaríamos ali e sim na parte de cima.
Tudo era lindo, aconchegante e ainda chegamos a tempo de um delicioso chá da tarde.
Chamou-me a atenção não haver crianças por ali. Já puxando um dedinho de prosa com o moço da recepção ele me disse que aquela parte do hotel era reservada aos casais em lua de mel, mas que as crianças poderiam brincar à vontade e foi o que fizeram.
Brincaram muito e exaustos que estavam, despertaram renovados na manhã seguinte. Melhor dizendo, despertaram na madrugada. Porque alguém há de concordar comigo: 5h30 min é madrugada.
Falavam eufóricos, riam, andavam, pulavam pelo quarto.
Foi então que eu me desesperei.
Se estes casais em lua de mel descobrem que filhos despertam de madrugada, ficarão tão traumatizados, que vão optar por não tê-los. E acho que o controle da natalidade não pode ser decidido com base em um trauma.
Para não interferir nesta decisão, o que eu fiz?
Saí com as crianças do hotel. Consegui com que atravessassem o corredor em silêncio e fomos andar a esmo, pelas ruas.



Esta é uma foto real; nada de montagem e o  relógio não estava errado. Marcava a hora exata.
Júlia estranhou não ter ninguém nas ruas. Eu fiquei com medo de ser deportada. E Bernardo queria alguma lojinha aberta para comprar luvas. Estava bem frio para paulistanos.
Perto das oito e meia adentrávamos o salão do café da manhã e eu via os olhares apaixonados dos casais.
Missão cumprida, eles nada perceberam ou ouviram na nossa primeira manhã em que despertamos em Gramado.
Restavam ainda outras quatro que se repetiram iguais a esta.
E eu que pensei que estava indo descansar...


15 comentários:

Santa Cruz disse...

Ana: O Controlo da natalidade pode ser bom mas ao mesmo tempo pode causar a desertificação de uma aldeia ou cidade e mesmo de um Pais. Gostei um texto bem informativo,
Beijos
Santa Cruz

Tina Bau Couto disse...

Pois é, adorei a história e a sua sutileza ;]
Tenho cá uma história reversa, uma amiga recém-casada contava dias desses indignada que passou 3 dias estressada ao telefone e de mau-humor pois a Sky parou de funcionar e em meio a narração dela das ligações e estado de histeria por tal fato para ela critico, ela disse que falou ao cara do atendimento por telefone que aquilo estava abalando o inicio do casamento dela, :O
Deve ser por isso que nos meus anos de atendimento ao público ouvi mto que me sinceridade chocava, eu perguntaria a ela (sem pensar, pois minha cabeça fica muito perto da boca): A senhora, recém casada, está assim tão desesperada pela tv? Não teria mais o que fazer por ai ?
Ai! Ai!
Bicoquinha no aniversariante do dia e manda ele escovar os dentinhos bem escovados antes de dormir :)

Anne Lieri disse...

Ai,Ana Paula!...rss...eu ri tanto!So vc mesmo pra ter essa ideia!Que viagem deve ter sido!...rss...bjs e meu carinho,

Graziela disse...

Mae nao descansa, nunca.
Adorei as fotos e seu cuidado com os demais. Pena que nem todo mundo tem esse cuidado.
Abracos
Gra
* agora so' nao entendi porque voces ficaram na parte que nao tinha criancas?

Kellen Bittencourt disse...

Ana vc é muito engraçada, a foto é real sem duvida, não tinha ninguém na rua e esse ponto de Gramado é mega movimentado rsrsr adorei, vc fez a sua parte e seus filhos vão rir de vc no futuro! Bjoooooos

✿ chica disse...

rsssssss...Eles são ótimos anticoncepcionais,rsrs Legal te ler!!!Adorei!beijos,chica

Ivani disse...

Oi Ana, voce foi muito corajosa em viajar com os dois pequenos.
Nunca tive coragem para tanto.
Muito engraçada sua aventura em gramado, e que descanso?
Pular da cama às 05:30, em férias, é muito louco isso!
Por isso nunca me atrevi a viajar com meus 3 filhos pequenos.
Creio que ficaria louca, e os hospedes fariam abaixo assinado pedindo para eu sair. Porque colocaram voce na ala da lua-de-mel? não entendi!
beijos querida, boa noite.

Alessandra Biet disse...

Amei!

Valeu o esforço!
Será?
Ana vc fez propaganda enganosa rsrsrs! Um método contraceptivo as avessas!
Já se passaram três anos e com certeza alguns dos casais ou todos já perceberam que crianças “chupam gilete bebem shampoo ateiam fogo no quarteirão",acordam as 5:30 da manhã"...porém, que coisa louca, que coisa linda que os filhos são!”

Beijos!

Patricia disse...

Muito boa sua história!!
Ri muito!!
Eu nunca fui a favor de filho único até ter a caçula. Ela tem uma energia enlouquecedora. Traumatizei.
Fechei a fábrica e falo para meus amigos pensarem duas vezes antes de ter o segundo filho. hahahaha
bjs

disse...

rs. Quanta delicadeza! E eu que pensava que acordar as 5 da manhã era coisa de bebê de 6 meses já começo a ficar preocupada ahuahuah. Às vezes me pego pensando se terei mais um, e tenho tantos prós (acho que maioria, por enquanto) e contras que optei por deixar essa discussão pra mais tarde. Lindo o casal de pequenos curiosos! Beijão

Kinha disse...

kkk, gostei do motivo do controle de natalidade, rs

Su disse...

Ana Paula, ri muito aqui... imaginando a cena de vocês saindo de fininho e no "friozinho"... ai ai ai quanto sacrificio!rs
Ótimo texto, adorei a sutileza dele.
Beijos e lindo dia por aí!
Su.

Marcilane Santos disse...

Linda história. As fotos ficaram maravilhosas! Você teve muita criatividade e disposição ao decidir passear às 5:30h! Rs

*Obrigada pelo comentário em meu blog Ana. Com essa amizade, pude encontrar outras pessoas especiais, como você e fazer mais amizades. Estou sempre dando uma passadinha no "Lado de fora do coração"! Seus blogs são muito lindos! Parabéns viu.

Beijo.

Lola disse...

Ana amei o post!! Imagino a tua cara com as crianças pelas ruas desertas de gramado. Lindas fotos! Beijõess

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Ana Paula, vou providenciar um relógio desses (com barômetro e tudo o mais) para colocar em frente a minha casa, rs...rs.
Genial a postagem !
Beijo
Manoel.