quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Presentes



Foram dois presentes que eu recebi na semana passada.
Inesperados, surpreendentes.
Um selo do Chris que reconhece a beleza do blog, seja ela estética ou da escrita. Um livrinho da joaninha querida com ensinamentos para se guardar do lado de dentro do coração.
De pessoas que nunca imaginei ser presenteada. Emocionou-me e me fez pensar muito no que é um presente.
A definição estava no meu corpo, no meu coração feliz, no brilho que foi para os meus olhos.
Mas eu quis saber como os léxicos traduzem essa definição em mim para um dicionário.
E estava assim definido:
"Presente é tudo aquilo que se oferece de forma gratuita a alguém com a intenção de fazer este mais feliz, em sinal de atenção, confiança, amor ou amizade."
Literal tradução para o que eu senti!
Acrescenta-se também:
"Convencionou-se presentear em datas comemorativas: Natal, aniversário..."
E, para mim, essa convenção tira um pouco do brilho, do inesperado, que é ser presenteado, afinal já se sabe que iremos ganhar um presente.
Penso que para as crianças o presente está correndo um risco de extinção.
Extinção de presentes? Não, isso não. Extinção dos sentimentos maravilhosos que ele deveria proporcionar.
Na intenção de agradar, já fazemos a pergunta antecipadamente: o que você quer ganhar?
As facilidades econômicas dos tempos atuais nos permite presentear a todo momento e mesmo quando não temos a intenção de presentear, entramos numa loja, ou lanchonete e saímos de lá com um "Brinde", que vira presente, que perde a definição.
Está chegando a temporada dos presentes. Vamos tentar inovar?
Vamos redescobrir as maravilhas de dar e receber um presente?!
Beijo


12 comentários:

✿ chica disse...

Que bom que gostaste e presentear é tão simples. Te confesso que gosto de inesperados. Tem um gostinho de criança... Beijos,tudo de bom,chica

✿ chica disse...

Ops, esqueci: Não suporto a obrigatoriedade de dar presentes no Natal. Acho um saco. Assim, fizemos apenas amigo secretoi, até mesmo com as crianças, na tentativa de deixá-las menos consumistas. Pena que ao final., todas acabem ganhando demais! Acho realmente uma pena,mas não depende de nós daqui de casa, mas de outras casas, outras cabeças. Assim,respeitar é preciso! Mas não gosto de ver a esbanjação! beijos,chica

Ivani disse...

Eu topo redescobrir essa maravilha.
Aliás já recebi um seu, que amei de verdade!
E ontem também chegou por aqui um da Chica, tão querida.
Voce tem razão, é maravilhosa a surpresa, o carinho.
beijos amiga, tenha um lindo dia.

Débora Carneiro disse...

Perfeita a análise Ana e concordo com ela.
Bom demais receber algo inesperado, pode ser um sorriso, um abraço, flores, um bombom...o importante mesmo é o carinho e atenção que alí está imbuído.
adorei a ideia.
Bjão
Débora

Christian V. Louis disse...

Ana, admito que fiquei inseguro em lhe oferecer, pois ainda não somos parceiros de longa data e não sabia se lhe agradava ou não receber estes selos. Há gente que reclama e vem com justificativas infinitas na caixa de comentários apenas para dizer que não agradou, o que acho desnecessário.
Presente é presente e só aceita quem quiser. E fiquei muito satisfeito que isto a animou.
A respeito do que escreveu no blogue, gostei muito do seu comentário, parece que foi dos poucos que me entendeu. Como eu disse, eu tinha consciência que era um sorteio e que minhas chances eram quase nulas, que muitos autores até o cachorro, o gato do vizinho, votariam, portanto, não lamentei, não criei expectativas, fiz o post porque o apoio que recebi dos parceiros, não poderia ter ficado em branco.
E o que estou presenciando são muitos parceiros ansiosos com o tal do TopBlog, creio que temos que ter os pés no chão quando se trata de sorteios assim, mas a respeito do Prêmio Jabuti eu desconhecia que havia algo de errado...

=> CLIQUE => Escritos Lisérgicos...

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi flor!!!!

Carinho sempre é bom, né?

Beijos

Selma

Kellen Bittencourt disse...

Parabéns Ana, vc merece com certeza, gostei da sugestão de inovarmos nesta temporada que se aproxima, vc tem toda razão! Bjoooosss

Tina Bau Couto disse...

Lindos presentes, lindo quando junto com o presente vem carinho, delicadezas, amizade personalizada.
Lindo post!
"Abençoados sejam os presentes fáceis de serem abertos. Os encantos que desnudam a alma. Os improvisos bons que desmancham o penteado arrumadinho dos roteiros da gente. Os diálogos que acontecem no idioma pátrio do coração."

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Ana Paula, ao ler o comentário da querida amiga chica percebí que escreveria o mesmo que ela. Principalmente isso:

" Te confesso que gosto de inesperados. Tem um gostinho de criança..."

Beijo
Manoel

Adriana Engelmeyer Bouzan Lopes disse...

adorei sua ideia.......vamos surpreender e inovar.......adoro essas duas palavrinhas juntas.....bjusss

lis disse...

Também acho muito bom presentear e receber presentes .
Assim, espontâneos, sem datas marcadas.
Mas podemos pensar a respeito, no Natal, acho bonita a troca porque é um aniversário muito especial e a festa precisa ser de alegria_ Ele ganhou ouro,incenso e mirra, presentes dignos de um Rei.
Vamos trocar entre amigos , sei lá, pense aí rs
Gosto dos seus textos, sempre me incentiva a escrever mesmo sem saber. rs
abraços abraços

Majoli disse...

Eu amo, tanto presentear como ser presenteada, jamais quando não é data comemorativa.
Gostoso quando vemos um determinado objeto e uma pessoa nos vem a mente e sem pensar duas vezes, adquirimos, a presenteamos.
Meus meninos cresceram ganhando presentes quando dava, e quantos natais, dias das crianças, nada ganharam.
Mas isso não os fez menos felizes, pois quando eu via algo que eles gostavam, principalmente no dia do pagamento, fazia questão de lhes dar.
O gostoso é ser sem compromisso, presentear por amor simplesmente.

Ana Paula, beijo de uma deliciosa noite.
Desculpe a demora em vir, hoje que comecei a visitar os amigos de novo.