segunda-feira, 11 de abril de 2011

Ateliês Abertos

Este é o nome de um evento que nós participamos no domingo, no bairro de Vila Madalena aqui em São Paulo.
Reunindo 63 ateliês, entre escultura/pintura, cerâmica, joalheria, mosaico, papel, técnicas diversas, artesanato, tecidos e fotografia.
Fiquei sabendo na última hora, e as crianças adoraram.
Ficamos horas no ateliê Etno Botânica, que produz corantes e pigmentos naturais, utilizando plantas cultivadas por pequenos agricultores e coletadas por comunidades que praticam o extrativismo sustentável.







Bernardo se encantou com este latão cheio de tinta índigo.
Se pudesse teria um. Nem ousei saber a finalidade...

4 comentários:

Ivani disse...

rsrsrsrs...algumas coisas é melhor não perguntar.
Vila Madalena é tudo de bom, não é?
Fazem 25 anos que saí de S.Paulo para Valinhos, é perto, mas tenho saudade.
Morava na Grande S.Paulo, em Osasco, mas era tão fácil sair nos fins de semana, conhecer as novidades. E Vila Madalena ficava muito próxima, assim como Pinheiros, Jardins, Lapa, Bexiga, e por aí vai...
Perdi o foco...mas gostei da postagem e do latão com índigo. Para que será?

Helena disse...

Que delícia, Ana Paula!
Uma tarde de aprender, de brincar, de conviver, de pintar, de querer "um latão cheio de tinta índigo".. rss
Acho que eu também, se pudesse, teria um.
Um super beijooo!

Amapola disse...

Bom dia.

O artesanato veio com tudo, para melhorar muitos segmentos.
Talvez o Bernardo tenha pensado em brincar, escondendo-se dentro do recipiente.

Um grande abraço.
Maria Auxiliadora (Amapola)

Ana Paula disse...

Amapola, bem vinda! Realmente o artesanato ganha um destaque merecido. É maravilhoso ver a criatividade, o uso sustentável de matérias primas, a reciclagem e tudo isto com o toque do artesão. Tenho cerrteza que o Bernardo queria se esconder sim dentro do recipiente mas para sair de lá todinho azul-índigo!