sábado, 23 de abril de 2011

Cor de rosa

Carnation Or "And Now For Something Completely Different" by Cayusa
Carnation Or "And Now For Something Completely Different", a photo by Cayusa on Flickr.                                                    


E nossos dias de menininhas estão assim: suaves e delicados como pétalas de uma flor e claro, completamente cor de rosa!
Dormimos juntinhas e quando acordo ganho massagem em meio às cobertas. Quer maneira melhor de começar o dia?
E tem! Depois da massagem, poemas... Porque hoje a Júlia acordou com dois poemas feitos no sono ou nos sonhos.
É uma delícia despertar assim.
Nem temos saído muito de casa, exceção para dar a voltinha com o cachorro.
Hoje fomos comprar balas de goma porque a Júlia fez caretinhas nos ovos de galinha para presentear pessoas queridas.
E quando uma bala caiu no chão e ela rapidamente pegou e comeu, começou a rir e me disse:
- Mãe, se morrer não engorda.
Não conseguia parar de rir. Nova versão para "o que não mata, engorda!"
Lá das bandas do azul chegou uma mensagem por celular. No início, achei que o patriarca da confraria estava mesmo poético, mas acho que estava mesmo é aproveitando, de pernas pra cima, como sempre brinco.

"Não se acostume com o que não a faz feliz,
revolte-se quando julgar necessário.
Encha seu coração de esperanças,
mas não deixe que ele afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte.
Se perceber que precisa seguir, siga.
Se sentir saudade, mate-a.
Se perder um amor, não se perca.
Se tiver um, segure-o.
Enfim, fique de pernas para cima."
                                                                 Donisete



E eu, que estou de pernas pra cima, também fiz poema para a filhota. Adorei esta experiência de confraria feminina, mas estou com imensa saudade da turma da cueca!
Um poema para você filha:

Acordas tão linda minha filha,
com o rosto tão iluminado
que não preciso abrir a janela para o raio de sol entrar

Aonde estiveste enquanto o sonho da lua
embalava o seu sono?
Aonde vais que volta assim
tão radiante, transbordando amor
transbordando inspiração
para os teus belos poemas?

Compartilhamos juntas nossa existência
Trilhamos caminhos de mãos enlaçadas 
E assim sempre o será
não importa se houver distâncias
porque nossos corações sempre encontrarão um ao outro

                       Meu amor sempre por você Júlia
                                                        Ana Paula, mamãe


3 comentários:

Carla Mãe da Maria Clara disse...

Adorei seu comentário no meu blog.
É muito bom conhecer pessoas como vc por aqui :-)
Volto mais tarde pra ver as infos daqui.
Beijinhos,
Carla - Mãe da Maria Clara.

Aleska disse...

Eu morro de vontade de ser mãe, ler esse poeminha me deixou feliz, pq espero um dia sentir o mesmo. Boa páscoa!

Ivani disse...

Puxa vida! uma familia de poetas e eu nem sabia!
Conhecia apenas o lado rosa, mas agora conheço parte do azul e gosto também. Voces são feras nisso!
Tenha uma linda Páscoa minha querida. beijo