quarta-feira, 20 de abril de 2011

Ócio

A cidade respira hoje agitada. Respiração ofegante inalando o prenúncio do desejado ócio.
A cidade transpira. O suor escorre-lhe pelas ruas e avenidas, por estradas e rodovias, em forma de gente, em forma de carros.
As malas se fecham apressadas e vão para o trabalho logo cedo, ou ficam ali, imóveis pacientemente a espera que mãos apressadas a peguem para destinos conhecidos ou ainda inexplorados.
O coração da cidade pulsa descompassado. Pressa demasiada para uns. Relógio que não anda para outros.
Aviões, carros, ônibus, trens, preparando-se para conduzir, qual sangue fluindo pelas veias, cada um a seu destino.
Na distância, casas abrem a janela para que o sol entre, areje cobertas, travesseiros à espera dos viajantes da cidade. Despensa abastecida, memória a lembrar receitas queridas por quem chega.
E assim, neste final de tarde, tudo começa a se encaixar: o trabalho finda, a mala está à mão. Escorrendo como suor por ruas, rodovias congestionadas, o viajante vai lentamente percorrendo o seu trajeto.
Lá no destino distante, a cama já está feita, o bolo assado só à espera da chegada. Lá também sente-se o cheiro de dias deliciosamente ociosos em que se pode prosear até tarde da noite.
E assim a cidade vai se esvaziando...
Nunca muito vazia, apenas um pouco.
Os ciclistas já podem marcar encontros. Há mais espaço, menos perigo.
Eu fico a olhar pela janela toda esta pulsação efusiva. Quero sentir lentamente a transformação da cidade. Meus dias de ócio estarão aqui nesta meio-vazia cidade que terá um compasso mais lânguido.
Quero estar na mesma janela para receber os viajantes da cidade correndo a desfazer suas malas porque o relógio do escritório os espera. Quero desta mesma janela, imaginar a casa vazia, tão hospitaleira, agora silenciosa, arejando as lembranças das prosas até tarde da noite, esperando pacientemente o prenúncio dos próximos dias ociosamente deliciosos.

Aos que vão, aos que ficam...feliz feriado. 

5 comentários:

✿ chica disse...

Eu também ficarei na cidade, bem mais vazia.


Mas a coisa por onde se olha, ferve nesse momento.Uma agitação que me dá medo sempre.Não gosto dela nas ruas...

Um lindo feriadão e nos encontraremos, certamente aqui,msrrs beijos,chica

Helena disse...

Aninha, que coisa boa!
Me vi nesse texto. Hoje o dia aqui em casa foi exatamente assim... Preparando tudo para a chegada dos meus filhotes, que veem passar o feriado com a gente...
E como isso é bom!
Gosto bem desse teu jeito de observar e dizer a vida...
Meu carinho e um super beijo!

Claudia disse...

Aninha querida
AMEI!
Tbe ficarei aqui, nos meus dias de ócio, nesta meia cidade...
Grande beijo

http://blogdaclauo.blogspot.com/

Ivani disse...

Eu também fico aqui na cidade, mas ela é sempre meio vazia...
Uma cidade como a sua é assustadora na véspera de feriado. Pareçe que vai entrar em convulsão!
Tenha dias deliciosos de ócio, às vezes é preciso ficar "morgando".
Que sua Páscoa seja bem doce, que o coelhinho seja bem generoso.
Beijo

Mãe da Tonton disse...

Que coisa mais linda! Amo sua maneira de escrever, é um dom! Desejo pra ti e pra toda a familia um ótimo feriado, com muita união e felicidade! Beijões