quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Outubro, ainda bem

Outubro, ainda bem.
Queria mesmo que o ano passasse rápido por conta de uma trapalhada que fiz lá no comecinho para todo o mundo esquecer.
Aliás, eu cheguei a acreditar que tudo era águas passadas.
Até que hoje, aconteceu o que eu temia.

Lá no começo do ano, deu-se este ocorrido:
Reunião da escola. Escola nova. Não podia de jeito nenhum faltar.
Ajeitei-me e fui.
"Tão cedo assim mãe?"
Gosto e prefiro chegar cedo. Assim pego lugar bom e chego com tranquilidade.
Cumprimentei o porteiro e pedi informações sobre a reunião.
"Terceira sala aqui em frente".
Segui e quando fui entrar, um gelo percorreu todo o meu sangue.
A sala estava abarrotada de pais.
Como assim? A sala já lotada se eu me adiantei?
Não havia tempo a perder tentando elucidar o inevitável.
Fui entrando.
Era difícil.
As pessoas estavam amontoadas numa espécie de círculo e eu só visualizei uma cadeira vaga lá paro os fundos.
Mas eu não conseguia passar. Ia me espremendo, trazendo a bolsa à altura da garganta, pedindo licença e desculpa.
As pessoas me olhavam feio. A pessoa que palestrava não parava de falar e eu ali passando à frente dos outros que desviam a cabeça ora para a direita, ora para esquerda e dentro dos seus neurônios eu lia: saia logo daí, não tá vendo que está atrapalhando.
Antes de chegar ao último lugar, consegui um tropeção que arrastou uma carteira perdida por lá e alastrou um som indevido justo na fala importante da pessoa à frente.
Sentei-me.
Só podia mesmo ser meu sangue gelado que não fazia meu cérebro funcionar. Eu escutava mas nào compreendia uma só palavra. Foquei os olhos na boca que se articulava diante do microfone. Era incompreensível. Eu não entendia absolutamente nada do que se falava.
Piorou quando todos ali começaram uma espécie de discussão, falando ao mesmo tempo e no auge da minha angústia consegui perguntar:
"Aqui é a reunião do sexto ano?"
"Não, aqui é a reunião de formatura".
Mordi a parte inferior do lábio no canto direito e esquerdo para tentar não deixar a risada escapar.
Levantei e fui saindo enquanto eles bradavam, qualquer coisa que já não me interessava.
O barulho e as mãos que falavam juntas disfarçaram minha saída igualmente difícil como fora a entrada.
Era no espaço da cantina a minha reunião.
Apesar de tudo, eu ainda estava adiantada.

Evitei durante uma semana as cercanias da escola.
Achei que ninguém mais se lembraria do mico, como dizem os jovens.
Até que hoje eu fui parada na rua.
"Oi, eu sou a mãe de..."
E falava, falava, até que eu consegui uma brecha em sua respiração e disse que deveria estar havendo algum engano, porque eu não sabia nada daquilo que ela estava falando e perguntando.
"Mas você não é da comissão de formatura? Eu te vi na reunião do começo do ano. Se bem que achei estranho você ter chegado atrasada e saído de mansinho."

Nossa, que memória, hein?! Precisava lembrar de tudo isso?
Se não é uma câmera a te filmar, é uma memória fotográfica que não te esquece!

Então agora, que outubro tenha o seu ritmo e que saibamos saboreá-lo!
Que os panetones esperem ao menos o dia das crianças para se enfileirarem aos nossos olhos.
E como outubro está aí inteirinho para a gente, não se esqueça:

- já é possível pedir os livros da coleção Itaú, para ler, para doar   aqui

- sábado agora, dia 03 do outubro, tem blogagem coletiva aqui e lá na Tina. Não fez a lição de casa ainda? Corre que dá tempo! O tema será um objeto antigo e um moderno que tenham alguma relação entre si, ou algo bem diferente.
Posta e avisa!

7 comentários:

Tina Bau Couto disse...

Ai! Aí!
Tão eu essas atrapalhadas :)

Que os panetones e árvores esperem
Por aqui estão a vista já, com coisas do dia das crianças e halloween
Nada a ver com nada
Quanta pressa

Post de sábado de quem propôs fosse feita a lição de casa, atrasado
Vale dizer que o cachorro que não tenho comeu?

Ana Bailune disse...

Bem, você apenas chegou um pouquinho - alguns anos - adiantada...

✿ chica disse...

rssssssssssssss...Adorei essa da reunião. Um pouco diferente os temas,né? Mas acontece!! E deseja um lindo e feliz outubro! Meu tema já pronto pra sábado! bjs, chica

Graça Pires disse...

Gosto do seu jeito de narrar. Obrigada pelas palavras deixadas no meu "Ortografia". Passarei aqui outras vezes.
Beijo.

Portugalredecouvertes disse...


oh Ana Paula que o ano escolar comece bem para todas as crianças grandes e pequenas em seu redor!
felicidades, e as trapalhadas são surpresas que devem ter o seu momento bem humorado!
abracinhos
Angela

Pandora disse...

Eu ri! KKK Tadinha! Que outubro realmente nos traga coisas boas!

Bia Hain disse...

Olá, Ana! Ah, é bom ter essas histórias de "mico" - tenho várias e sempre tem algum para lembrar, kkkk - para que a vida tenha o sabor das memórias divertidas. Valeu pela dica do Itaú, gosto de pedir os livros para ler para os meus alunos! Abraços!